Encontrando Com Uma Leitora Aqui Do Site

Um conto erótico de Negaobh
Categoria: Heterossexual
Data: 02/12/2019 05:27:39
Nota 10.00

Olá queridos leitores, depois de um bom tempo sem escrever por causa de trabalho, eu voltei, aconteceu uma coisa incrível comigo que eu gostaria de compartilhar com vocês.

Para quem não me conhece, me chamo Luan, sou negro, magro, 1,84 e 18cm de rola rs, não sou nada demais, apenas um cara com sorte e que sabe aproveitar as oportunidades que a vida proporciona rss.

Nos meus relatos anteriores eu sempre contei tudo que aconteceu comigo na adolescência, e depois durante o meu primeiro casamento, mas isso que eu vou lhes contar, aconteceu nos últimos meses.

Como vocês sabem, eu gosto de detalhes, então ficou um pouco grande, pensei em dividir de duas partes mas depois achei melhor uma parte só, espero que gostem.

Depois que eu comecei a escrever nesse site e em mais um outro também de contos, eu acabei conhecendo muitas pessoas, muitas mulheres e casais entraram em contato comigo para compartilhar histórias e bater papo.

A grande maioria das pessoas são de outros estados, 90% de São Paulo, dentre essas pessoas, eu acabei conhecendo uma mulher de São Paulo, vou chama-la de "Carol" não vou falar o nome verdadeiro dela.

Ela me chamou no e-mail para falar sobre um "problema" no casamento, como eu já disse nos meus contos, estou no meu segundo casamento e que é bem menos agitado sexualmente falando, do que o primeiro que eu conto as histórias aqui.

Depois de trocar algumas mensagens por e-mail, eu pedi pra ela o whatsapp e acabou me passando, assim que eu adicionei eu me surpreendi, um espetáculo de mulher, eu cheguei até pensar que era fake.

Diferente dos meus outros relatos, onde eu falo que a grande maioria das mulheres que eu fiquei são gordinhas, baixinhas, mulheres "normais" mas bonitas, ela não, magrinha, branquinha, olhos claros, um olhar penetrante e bem sexy, tipo de mulher que eu nunca imaginei que iria encontrar pela internet, ainda mais com o "problema" que ela dizia ter no casamento, que coincidentemente era bem parecido com o meu.

Ela me falou que tinha a vida sexual bem ativa com o marido, mas que era só ela quem tinha atitude, que esperava mais atitude da parte dele mas que não tinha, que gostava de jogos, provocações e aventuras, mas além dele não ah procurar pra essas coisas, também não dava abertura para falar sobre certos desejos dela, tipo ter dois homens na cama, isso só me fazia pensar, como uma mulher dessas pode ter esse tipo de problemas, como um homem tendo uma mulher assim como esposa não faz de tudo para satisfazer.

Depois de mais alguns dias de conversa ela me mandou uma foto, não vulgar, mas bem sexy, de um ensaio que ela tinha feito pra ele, que mulher meus amigo, que mulher, perfeitinha, magrinha, tudo na medida, seios, barriguinha, bundinha bem branquinha, do tamanho certo, perfeita.

Cada vez que a gente conversava ela me mandava uma foto, cada foto ela estava bem mais sexy e gostosa que a outra.

Ela nunca chegou a me mandar uma foto pelada, mostrando peito ou bucetinha, isso me deixava cada vez mais doido, eu não aguentava mais de vontade dessa mulher, talvez por ela não me mostrar eu fiquei ainda mais com vontade dela, me mandava foto de calcinha com a mão nos seios, de costas mostrando a bunda, que corpo era aquele, só despertava ainda mais o desejo que eu estava dela.

Por causa do meu serviço e do casamento era muito improvável eu conseguir ir até São Paulo para tentar alguma coisa com ela, como eu já disse em outros contos eu trabalho em uma gráfica de família, quando vai chegando fim de ano, eu costumo passar um final de semana ou outro na casa da minha vó, porque como o galpão fica no terreiro da casa da minha vó eu acabo tendo mais tempo para trabalhar, como já disse antes, eu moro em esmeraldas e trabalho em Belo Horizonte, então é umas duas horas todos os dias no trânsito, poupa muito tempo quando eu faço isso.

Minha esposa não é muito de ir na casa da minha vó, então eu comecei a pensar uma coisa, eu não estava mais aguentando a vontade que eu estava da Carol e pensei, se eu falar com a minha mulher que eu vou passar o final de semana na casa da vó trabalhando e tentar ir para São Paulo em um dia e voltar no outro ?!? Seria muito arriscado ? Sim seria mas eu não aguentava mais de vontade.

Apesar da gente nunca ter conversado diretamente sobre fazer sexo, sobre o que eu faria se eu ficasse com ela, mas só dela me mandar as fotos, e conversar tudo que conversamos, acho que eu podia ter algum tipo de esperanças, mesmo sabendo que aquela mulher era muita areia pro meu fuscão preto rars.

Eu decidi tentar e arriscar, eu não falei pra ela que eu iria para são Paulo, ela na verdade não morava na capital, mas também não era muito longe, eu falei com minha esposa que iria passar o final de semana na casa da minha vó trabalhando, e avisei o pessoal que não ia trabalhar naquele final de semana porque tinha problemas para resolver, mas que segunda voltava a rotina e ficava até mais tarde durante a semana para compensar, para não dar nada errado, eu mantive contato com minha esposa como todos os dias para ela não desconfiar, eu sabia que não estava fazendo a coisa certa, mas eu não estava aguentando mais de vontade e desejo pela Carol.

No começo da semana eu estava pensando ir de ônibus, mas ia demorar muito, então decidi ir de avião mesmo, e chegar no sábado bem cedo, olhei um hotel pela internet e fui com a cara e a coragem, não levei muita coisa, apenas a minha mochila que eu costumava levar final de semana que era um pouco menor que a mochila que levava durante a semana.

Para minha esposa não desconfiar eu falei que ficaria de sexta até domingo talvez voltava no domingo a noite pra casa ou na segunda a noite depois do trabalho, nisso ela aproveitou e foi pra casa da minha sogra passar o final de semana lá, coisa que quase sempre fazíamos.

Na sexta a noite eu avisei no serviço que iria pra casa mas na verdade fui pra hotel fuleiro aqui em BH mesmo, só para não correr risco de alguém me ver saindo de casa de madrugada. E avisar minha esposa.

Durante a madrugada eu fui pro aeroporto e peguei meu avião pra São Paulo, cheguei bem cedo no sábado e chamei ela no whatsapp, sem ao menos saber se ela teria alguma coisa pra fazer no final de semana, depois que eu parei pra pensar na burrice que eu tinha feito, nem perguntei se estaria livre naquele final de semana, eu perguntei o que ela estava fazendo, então me disse que nada, que provavelmente passaria o final de semana em casa com a família, então eu perguntei pra ela, adivinha onde eu estou agora ? Ela me respondeu, se não está em casa tá trabalhando, rsrs

Falei que não, que estava mais perto do que ela imaginava, ela então me perguntou como assim ? Eu falei que tinha acabo de fazer uma loucura, me perguntou o que ? Eu então falei, peguei um avião e vim parar em São Paulo, ela riu e duvidou de mim, eu fui para a janela do hotel e fiz um pequeno vídeo mostrando onde estava, ela não acreditava no que eu tinha feito e me perguntou o que eu estava fazendo lá, eu disse que tinha ido só pra ver ela.

Ela me xingou e disse que eu não poderia ter feito aquilo, de não avisar antes, que como ela iria sair da casa dela assim do nada e ir para São Paulo me ver ? Eu falei que não sabia, e realmente não tinha a menor ideia rsrs, mas falei que se ela quisesse eu poderia ir pra cidade dela, mas era uma cidade um pouco pequena e corria risco de alguém ver, então ela não deixou.

Ela falou que iria pensar no que ela poderia falar em casa, mas que não garantia nada, porque eu fiz errado, deveria ter avisado com antecedência para ela programar, eu realmente tinha feito merda, sai sem pensar, fui atrás de uma pessoa sem avisar e saber se ficaria comigo, mas ela disse que tentaria pelo menos passar pra me dar um oi e me ver, só isso já estava bom pra mim.

Passou mais de uma hora e meia e ela não tinha me mandado mais nenhuma mensagem, eu estava começando a me conformar que eu tinha ido pra São Paulo atoa, estava cheio de lamentações e pensando na grande burrice que eu tinha feito por loucura, tinha se passado duas horas quando chega a mensagem no meu celular "conversei com o meu marido e disse que iria para a casa da minha mãe em São Paulo, ele está fazendo trabalho para o TCC e vai ficar o final de semana todo com a cara nos livros" essa mensagem pra mim foi um misto de alegria, nervosismo, medo, vai que ela não gosta de mim, e se ela chegar aqui e decidir voltar ?! E se eu não for tudo que ela espera ?? Eu adorei a mensagem mas não sabia o que fazer, será que aquela mulher seria minha de verdade mesmo ? Que loucura eu estava fazendo, ir pra outro estado por causa de uma mulher, eu nunca tinha feito algo do tipo, chegou mais algumas mensagens com ela me dizendo que não poderia ficar muito, falou com o marido que antes compraria algumas coisas no centro de São Paulo mas que assim que chegasse na mãe dela ligaria, eu concordei, o que eu poderia fazer ? Queria ter ela nem que fosse por alguns minutos, mas sabia que se ela topasse mesmo, não duraria só alguns minutos.

Passou um tempinho ela disse que já estava saindo de casa e que provavelmente demoraria umas duas horas pra chegar, eu então passei o nome do hotel e o número do quarto, foi às duas horas mais tensas que eu já passei de tanta ansiedade

Deu duas horas e nada dela chegar e nem me ligar, eu já estava achando que ela tinha me dado o bolo, e que tinha falado aquilo só para me enganar.

Passou mais alguns minutinhos e o telefone do quarto toca, era a recepcionista me informando a chegada dela e se poderia deixar subir, nossa nesse momento meu coração foi até a boca, um misto de tesão e tensão.

Passou um pouquinho bate na porta, eu fui abrir, quando eu abro a porta e vejo, aquela mulher maravilhosa era mesmo real, parada na minha porta de hotel, eu meio que fiquei sem palavras, não conseguia parar de olhar pra ela, então ela me disse, não vai me mandar entrar não ? Dei uma risada e a cumprimentei com beijo no rosto, até hoje lembro do cheiro doce do perfume, aquela pele branquinha, macia, cheirosa, que mulher meus amigos.

Ela entrou e me falou que eu era doido, como tinha feito isso e viajado sem informar, e se ela não pudesse ir me ver ? Eu teria gastado dinheiro atoa, mas eu falei que não estava nem aí, só pensava na possibilidade de pelo menos só ver ela um pouquinho, ela então falou brincando, já que você veio só me ver um pouquinho, já vou então e levantou rsrs, eu peguei ela pelo braço, era bem delicada, então falei, sim se não desse eu queria só te ver um pouco, mas como você conseguiu vim me ver eu quero muito mais do que só ver.

Eu estava segurando ela pelo braço, fui chegando mais perto dela, passei a mão em seu rosto pra sentir aquela pele branquinha e macia, coloquei seu cabelo atrás da orelha,ela fechou os olhos e deitou a cabeça na minha mão, eu fui dando beijo em seu rosto e dando cheirinho na orelha e no pescoço, coloquei a mão na sua nuca e comecei a beijar seu rosto, mordiscando a orelha de levinho, vez ou outra eu parava e olhava aquela mulher de olhos fechados, ali entregue nas minhas mãos, não acreditava que isso estava realmente acontecendo

Para cair a ficha de vez eu parei e olhei pra ela, fixo nos olhos e fui chegando perto da sua boca, aquela boca gostosa, que destacava mais ainda pela cor do batom que ela usava, fui chegando cada vez mais perto até dar o primeiro beijo naquela boca gostosa que ela tinha, que beijo, eu viajava, ficou completamente duro só com o beijo que eu dei nela, eu fui encostando ela na parede, aí a coisa começou a ficar mais gostosa, ela usava vestidinho fininho, onde deixava ela ainda mais gostosa e destacava ainda mais o corpinho magrinho e gostoso que ela tinha, o seu corpo estava bem colado ao meu e dava pra sentir o bico no seios dela estava bem durinho encostado no meu peito, voltei a beijar seu pescoço, só que agora com mais vontade, ela me disse pra não deixar marca, mas eu não estava aguentando de tanto tesão, fui passando para seu ombro enquanto ia tirando a alça do vestido dela com a boca, caiu apenas uma, onde ficou amostra só metade do seus seios, isso deixou ela ainda mais gostosa.

Eu fui descendo do seu pescoço e beijando seu seu colo enquanto descia a outra alça com a mão, quando fiz isso seu vestidinho caiu completamente, não me canso de repetir, que mulher meus amigos, que mulher era aquela, aqueles seios na medida certinha, com o biquinho bem durinho, ali, na frente do meu rosto, prontinho para ser chupado.

Eu não pensei duas vezes, mas não chupei de primeira, só passava a boca sobre o biquinho pra sentir ele bem durinho, enquanto segurava ela pela cinturinha encostada na parede, dei a primeira lambida, ela tremeu todinha de vontade e soltou um gemidinho, eu olhei pro seu rosto, ela não falava nada, apenas gemia baixinho de olhos fechados.

Eu fui lambendo o passando a língua em volta do biquinho, enquanto isso com a mão eu fazia um carinho bem de leve no outro seio.

Então comecei a chupar com vontade, cabia quase todo na minha boca, enquanto eu chupava um apertava forte o outro com vontade, revezava entre os dois, depois fui descendo a mão na cintura até chegar nas pernas, eu peguei ela pela perna levantei ainda encostada na parede, do jeito que os seios ficava na altura certa da minha boca, como eu chupei aquele peito, chupava os seios, beijava o pescoço, ela segurava minha cabeça vez ou outra e me puxava para beijar minha boca.

Depois de ficar um pouquinho assim com ela ainda levantada, levei ela pra cama, coloquei ela deitadinha na cama, pude apreciar mais ainda aquela mulher perfeita deitada me olhando, eu queria gravar na memória, porque não sabia quando teria uma outra oportunidade dessas, olhava cada pedacinho do seu corpo pra nunca mais esquecer, ela me perguntou porque tava olhando assim, respondi que só apreciando como ela era bonita, ela foi me chamou, vem cá vem ?

Eu então tirei o meu short e fui deitando sobre ela de novo, voltando a beijar sua boca, enquanto isso, meu pau ia roçando sobre sua calcinha e deixando ela toda melada, tava babando muito sobre a calcinha dela, ela então colocou as pernas em volta da minha cintura e ia rebolando devagarinho, sentir aquele corpo gostoso, quentinho, coladinho no meu estava gostoso demais, estava duro igual pedra.

Voltei a chupar seu peito, como eu chupei, matei toda a vontade que eu estava daquela mulher, segurava ela forte pela cintura enquanto chupava, mordia a barriguinha, o lado da costela, ela gemia e contorcia todinha de tesão, segurava forte minha cabeça, me apertava as costas e arranhava com as unhas a cada mordida que eu dava nela.

A cada mordida, a cada beijo que eu dava em seu corpinho, ficava a marca da minha boca, eu fui descendo pra sua perna, fui passando a ponta dos dedos do joelho até a coxa enquanto eu começava a beijar seu pezinho, ia subindo com os beijos, eu fui parando de passar os dedos e fui arranhando de levinho sua coxa, ela só se contorcia cada vez mais, a cada arranhada, a cada passada de dedo, eu ouvia um gemido baixinho de desejo, de vontade da parte dela.

Eu comecei a subir com os beijos pra sua coxa, ela foi se abrindo toda, esperando a minha língua, eu fui subindo até chegar em sua virilha, não tirei a calcinha, eu adoro fazer isso, passar a língua bem de levinho na virilha, depois quando chegar perto da calcinha, dar uma lambida forte, deixando a língua entrar em baixo da calcinha, encostando só do ladinho da bucetinha.

Nesse momento sua calcinha já estava encharcada de tesão, a safada estava adorando, eu comecei então a só passar a língua bem forte por cima da sua calcinha, a cada passada ela gemia, segurava ainda mais forte a minha cabeça, eu perguntei, tá bom minha linda ? Ela responde, demaiss, só não para, continua.

Para deixar ela ainda mais doida, eu fui colocando a calcinha de ladinho ainda com a língua, pria ela sentir minha língua aproximando da sua bucetinha, quando eu coloquei a calcinha de lado e só passei a língua bem de levinho no seu grelinho, ela gemia dessa vez mais alto e falou, me chupa com vontade vai, eu quero gozar na sua língua.

Eu comecei a chupar com vontade, levantei a perna dela pra cima e chupei forte seu grelinho, ela gemia, contorcia, gritava gostoso, pedia mais e mais, eu passava toda a minha língua, mordiscando de levinho, dando puxões bem devagarinho pra não machucar aquela bucetinha branquinha, que foi ficando toda vermelha com a intensidade da minha chupada.

Não demorou muito ela cravou as unhas no meu pescoço, começou a tremer todinha, começou a gritar alto, a safada estava gozando na minha boca, que delicia sentia o gosto daquela mulher na minha língua.

Depois que ela gozou eu voltei a beijar sua boca, para que ela pudesse sentir também como é uma delícia o gostinho dela.

Beijava enquanto esfrega meu pau naquela buceta toda melada, eu chegava só a cabecinha na portinha e tirava, queria sentir pelo menos um pouco, no pelo, o calor daquela buceta, queria sentir o melzinho dela melando meu pau todinho.

Eu me levantei e fui pegar o preservativo, estava na hora de sentir aquela bucetinha branquinha que estava pingando de tesão, toda molhadinha pedindo piroca.

Eu coloquei, ela abriu a perninha esperando receber pirocada, a cada centimetro que entrava ela alimentava o gemido, olhei pra ela e vi a carinha dela de satisfação de ter meu pau todo dentro de sua buceta.

Comecei a movimentar devagarinho para poder sentir gostoso aquela bucetinha apertadinha engolindo meu pau, ela apertava forte a minhas costas a cada vez que meu pau entrava todo dentro dela, aos poucos fui aumentando o ritmo e ela aumentando o gemido.

Eu me levantei e coloquei ela de franguinho, via aqueles seios gostoso balançando a cada estocada mais forte que eu dava em sua bucetinha, ela olhava pra mim e sorria de prazer, mandando eu aumentar a velocidade.

Eu comecei então a apertar seu peito enquanto metia, aumentei bem mais a força da estocada, ouvia o barulho de buceta encharcada pedindo pirocada, segurei em seu pescoço e dava tapas na cara, no começo mais fraquinho.

Coloquei ela de ladinho e fiquei por cima, dei meu dedo pra ela chupar enquanto metia cada vez mais forte, enquanto ela chupava dois dedos de uma mão, com a outra eu dava tava na sua bunda, a cada tapa que eu dava ficava a marca dos meus dedos em sua bunda.

Ela gemia e pedia mais tapa, "bate forte bate safado, bate na sua cachorra". caralho, isso me deu mais tesão ainda, eu tirei a mão da sua boca, parei de bater e apoiei na sua bunda e segurei forte, comecei com umas estocadas o mais forte que eu podia, a safada gemia alto, gemia não, berrava alto a cada estocada com toda força que eu dava na sua buceta.

Ela começou a gritar, ahhh eu vou gozar de novo cachorro, não para, não para, mais forte, ahhhhhhh, eu sentia sua buceta apertando meu pau enquanto gozava, eu continuei no ritmo forte só que ainda mais rápido, pra ela gozar bem gostoso.

Depois eu coloquei ela de quatro, nossa que bunda era aquela, tamanho perfeito, eu abri sua bucetinha e cai de boca de novo, queria sentir seu gostinho mais uma vez, a safada rebolava na minha boca, eu metia minha língua toda dentro da sua buceta, depois chupava seu grelinho e enfiava dois dedinhos dentro da buceta.

Depois de chupar mais um pouquinho eu coloquei meu pau devagarinho, nossa que visão era aquela, aquela bundinha toda marcada de tapa engolindo meu pau todinho, segurei ela firme pela cinturinha e comecei as estocadas.

Dessa vez não foi devagar não, comecei com tudo, puxava ela forte na minha direção e socava com tudo naquela safada, ela gritava, abaixou a cabeça na cama e gritava alto, apertava forte o lençol da cama, eu então a segurei pelos ombros assim dava pra puxar ela mais forte pra trás.

A safada começou a rir alto de tesão, falando que tava gostoso demais, ela pedia, "vai fode sua vagabunda meu negão, fode com força fode, puxa meu cabelo com força puxa ?!?"

Eu enrolei seu cabelo na minha mão, puxei bem forte e soquei, como soquei naquela buceta, ela gemia, gritava, ria alto, pedia mais e mais, eu não estava mais aguentando segurar, tava ficando doido pra gozar.

Tive que dar uma parada senão ia gozar e eu não queria, eu sentei na cama e ela sentou no meu colo e foi colocando meu pau devagarinho na bucetinha e sentando devagar, primeiro eu voltei a beijar sua boca com ela sentadinha sem cavalgar.

Depois eu deitei na cama e ela começou uma cavalgada muito gostoso, posso dizer que foi uma das sentadas mais gostosa que já recebi, eu ficava olhando ela quicando no meu pau, aquele peito gostoso pulando, ela jogava o cabelo toda hora, fazia aquela carinha de safada, mordia a boca, cada hora que jogava o cabelo ficava ainda mais sexy, ainda mais gostosa.

Eu ficava passando a mão na sua barriga, apertava os seios, colocava dedo na sua boca e ela chupava, nossa que chupada ela dava no meu dedo, vendo a cara de safada que ela fazia com meu dedo na boca eu não aguentei e avisei que iria gozar.

Perguntei onde ela queria, me respondeu que queria na portinha da buceta, eu então tirei a camisinha e encostei meu pau em sua buceta, me masturbava e esfregava meu pau no seu grelinho, não demorou muito e eu gozei, como gozei, depois fui passando meu leitinho na buceta dela todinha com meu pau, ela então deu uma chupadinha rápida no meu pau pra deixar ele limpinho, que boquinha gostosa, que chupada ela tinha foi rapidinha mas foi uma delícia.

Depois nos deitamos um pouquinho e ficamos nos beijando e acariciando, falei com ela que com toda certeza foi uma das minhas melhores transas.

Falei com ela que mesmo sendo rápido valeu muito a pena eu ter ido pra São Paulo assim, ela me disse que iria pra casa da mãe, mas na volta se ela conseguisse ela sairia mais cedo e voltava para se despedir antes deu ir embora.

Eu levei ela lá na rua e despedi com um beijo bem demorado e gostoso, mesmo sendo arriscado, ela estando longe de casa mas nunca se sabe né, quando a coisa é para acontecer, acontece.

Como esse conto ficou enorme rsrs, no próximo relato eu conto se ela voltou mesmo no domingo ou se fiquei chupando dedo.

Espero que vocês tenham gostado, comentem e dê opinião se gostaram do conto.

Um abraço a todos.

Quem quiser me manda chama no e-mail [email protected]


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
02/12/2019 10:47:55
Olha, a VERDADE, por mais politicamente incorreto que seja, magrinhas com peitinhos pequenos é o MÁXIMO. Sei lá, parece que essas tem MUITO mais tesão, quando gostam de sexo, são muito, MUITO mais sensuais e "vagabundas" (pelo menos é minha experiência pessoal). Infelizmente, as que são abençoadas com este corpo, por mais que falemos, acabam caindo no conto do silicone. Pena... Agora quanto ao conto, extremamente bem escrito e excitante! Parabéns.
02/12/2019 08:53:47
Show de bola. Tesão a mil.
02/12/2019 08:06:47
Excelente
02/12/2019 07:21:29
Porra que tesão

Listas em que este conto está presente


Online porn video at mobile phone


contoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgebaixinha pernas grossas bumbum empinado arrepiadaConto erótico chupa bucetacontos minha mulher toda siliconada virou p*** do dono da academiavirei puta do cunhado cearence parte 5contos de vacas que gostam de levar no cu e na conacorno chorão e covarde contos eroticosvovo mais de oitenta anos brasileiras cagando i peidandodesde novinha ja fudiamulheres que procura hamem pratrepa em pernambuconaninha xvidiosconto gay soqueigozando dentro elas brigamContos de meninas novinhas que liberaram o cuzinho pro namorado da sua mãe mas não aguentaram a rolaComtos filha menor de idade semdo puta dos amigos do trabalho do paiXVídeos mulher fazendo cocô e 32 no Condoresposa cheia de porra no acampamento casa dos contoswwwxxvideo filhinha muito tempo sem gozarContos eroticos sapatao machaocontos,eroticos,de,gays novinhos sendo estuprado por jovens craquesMulhers de abatia filmo vdio caseiro pornocontos cu cheio de mijoMulher lendo jornal e dando cu pornoponhei chupa meu pinto sua vagabunda na vizinhaconto erotico gay currado numa cilada duas rabudas branqinhaa dando pro negaoSobrenatural-Contos Eroticos zdorovsreda.rubermuda atolada detri da bucetaContos trai meu marido com um roludokid bengala buraco na paredecontos eroticos sindico com um pau de 27cm fode moradora menor menormenina joga poloaquatico pra ser encoxadaantonio negro comedor abriu a porta dotado conto corno mansocontos eroticos irma igreja bebidonConto erotiico meu cahoro mi estrupou quando era novinhashortes colado tatuape xvideoContoseroticos pirralhos sapecasSodomizando mãe e filha contoscd_patryziacontos eroticos mulher casada bi sonia e suas amigaslindo homemcoxa grossa dando pornomae gozou loucamente no pau de 25cm dp filho dotadpconto incentivado da o cuzinho de calcinhacomtos eroticos ninfeta e o velho100 foto chupando seioXVídeos gay com truculênciadoce nanda contos eroticoscontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeconto gay com hetero na mesaUma coroa evagelica fudedo de saia cupridaRihanna novinha tentando dar o c* virgem para o padrasto mas não aguenta de dois choraconto erotico velho sedutorXVídeos marido Chapado e o amigo aproveito na festavídeo pornô com novinha com peitinho parecendo uma laranja metendo muitotrês machos rasgando o c* da n***** pedindo mais v**** dupla 300 e relaxada aberta chupando sem parar na boca v****mulher bonbando sua buceta ate seu grilo ficar grande e homem fica louco x videoprivate relatos eroticos tiro saiu pela culatraConto erotico velhinho incesto com meu vô contosxxvideos com branquinha rabuda leva gosada na bucetaMeu primo caralhudo fodeu os meus cabacinhosbundas enormes aberdaacontos erotico,meu genro me enrrabou dormindocontos eroticos coroa casada bancaria viajo a trabalho e traiu pela primeira vezsó os conjuntos regassado metendo gozando na bunda mais bonitapenis gigantao punheta boquetedeu o cuzinho pela primeira vez e pede poe devagar porque ta doendoquadrinhos hq casada carente cuidando dos mendigos negoesContos eroticos no sitio mas meu cunhado safadoboa noite cinderela dando o cu