Depois da árvore, o Acampamento. 3ª Parte

Um conto erótico de Feiticeiro
Categoria: Homossexual
Data: 12/08/2019 16:35:51
Nota 10.00
Assuntos: Gay, Homossexual

Queridos leitores,

No conto anterior, relatei para vocês como foi o segundo dia do acampamento.

O terceiro dia não teve muitas novidades. Posso dizer que foi a mesma coisa. Muitas atividades em grupo durante todo o dia e, à noite, após Peterson (o estranho no ninho) pegar no sono, Manuel metia muito em mim.

Ocorre, porém, que, no quarto dia do acampamento, tanto Manuel quanto eu estávamos exaustos. Afinal de contas, enquanto os outros meninos dormiam, eu ficava levando rola e o Manuel me comia. Durante o quarto dia, decidimos que iríamos dormir e depois tiraríamos o atraso. Aliás, quem fez essa proposta fui eu mesmo. Por mais que eu estivesse gostando daquela fase de puta, eu precisava dormir.

E assim fizemos. Chegamos em nossa barraca e, desta vez, nos pusemos a dormir de verdade. Manuel, praticamente, deitou e dormiu. Peterson, também aparentava estar dormindo, como sempre fazia. E eu, quietinho deitei-me, e fui tentando pegar no sono.

Porém algo inesperado aconteceu.

Eu estava pegando no sono quando, de repente, senti a mão de Peterson tocar o meu ombro, me chamando. Perguntei para ele o que foi e ele me respondeu meio sem jeito: “Só queria saber se você estava dormindo”. Respondi meio assonado que ainda não e voltei-me a me deitar.

Pensei comigo: “Que bicho mais trouxa!”. Resolvi voltar a dormir.

Só que eu perdi a porra do sono. Porém fiquei quieto na minha, porque sei que uma hora o sono chegaria. Fechei meus olhos e voltei a tentar a dormir.

Cerca de 10 minutos depois, escutei o Peterson me chamar de novo. “, Marcelo...Marcelo..., você está acordado?”

Embora estivesse, resolvi não responder para ver se ele calava a boca e voltava a dormir. Não queria dar conversa.

Depois disso, ouvi ele se mexendo no colchonete. Em seguida, ele me chamou de novo: “Marcelo...Marcelo...você está dormindo?”, desta vez, cutucando o meu ombro. Quase respondi e mandei ele a merda, porém, resolvi ficar quieto para ver se ele se tocava, afinal, se ele pensasse que eu estava dormindo, voltaria a dormir e beleza.

Mas, para minha completa surpresa, a mão que estava no meu ombro, de repente, começou a baixar elas minhas costas, até chegar na minha bunda. Fiquei sem ação alguma. Meus batimentos cardíacos subiram ao limite e eu permaneci imóvel.

Eu estava de costas para Peterson e de frente para o Manuel, que dormia profundamente.

Peterson começo a acariciar a minha bunda de leve, pensando que eu estava dormindo. Percebi que a sua respiração começou a ficar bem mais forte, pois ele deveria estar com medo de que eu (principalmente) ou o Manuel acordássemos e víssemos ele se aproveitando de mim enquanto eu supostamente dormia.

Aquela carícia leve, então, passou a se tornar mais acintosa. Comecei a perceber que ele começou a passar o seu dedo procurando o meu cú, ainda que sobre o shorts. E percebi que ele gemia enquanto abusava de mim.

Confesso que, no início, fiquei sem reação por estar assustado com a situação. Porém, a medida em que Peterson continuava a se aproveitar de mim, comecei a sentir uma curiosidade para ver até onde ele chegaria. Fiquei imóvel.

De repente, o que era uma carinho na bunda se transformou em uma encoxada bem superficial e de leve, porém, o suficiente para saber que ele estava excitadíssimo. Eu pude sentir como o seu pinto estava duro, ainda que por cima da calça. Depois ele começou a encostar em mim com mais força até que tive a impressão de que ele começou a me encoxar com o pau pra fora do seu pijama.

Neste momento eu comecei a ficar desesperado pensando que ele ia me comer ali mesmo. Assim, com medo, eu me mexi dando a impressão de que eu estava acordando e, imediatamente, ele pulou para o seu colchonete fingindo estar dormindo.

Fiquei meio que “em choque” com aquela situação. Eu estava sendo abusado por um cara que eu conhecia havia apenas 3 dias, dentro da barraca, sem estar sozinho. E se o Manuel acordasse, o que teria acontecido? Fiquei super acelerado.

Porém, a medida que eu me acalmava e pensava na situação, começava a sentir um desejo estranho de ver até onde Peterson seria capaz de levar aquela história adiante. Meus desejos naquela hora eram um mix de curiosidade, medo e sedução.

Abri os olhos e vi que Manuel dormia profundamente. Peterson, permanecia imóvel. Resolvi seguir em frente.

Meio que na intuição e sem raciocinar direito (porque se raciocinasse, jamais teria feito aquilo) eu, de forma silenciosa, resolvi me cobrir. Por baixo da coberta, eu tirei a parte debaixo do meu shorts, ficando só de camisa de pijama. Em seguida, virei-me de frente para o Manuel e deitei-me de costas para o Peterson. Pensei comigo: vamos ver até onde esse cara vai.

Porém, a medida que o tempo passava, nada acontecia. O tempo passava e eu comecei a raciocinar comigo, chegando à conclusão que tirar o meu shorts tinha sido uma ideia idiota. Quando resolvi me vestir e voltar a dormir fui surpreendido com uma tosse bem alta dentro da barraca. Era do Peterson.

Na hora, percebi que talvez aquilo fosse uma nova investida e resolvi ficar quieto. Porém, ao invés de me arrepender, prontamente “resolvi pagar para ver” no que aquilo daria.

E, de fato, logo após a tosse, senti a mão de Peterson tocar o meu ombro. Logo após a mão no ombro, senti a sua mão descer pelas minhas costas e chegar a minha bunda e, logo após a mão na minha bunda, novamente, senti ele me encoxando. Porém, ele fazia isso por cima da coberta e parecia estar satisfeito com o momento, pois parecia não querer me acordar e perder a oportunidade de se aproveitar de mim enquanto eu dormia.

Resolvi agir. No momento em que ele me encoxou um pouco mais forte, instantaneamente, eu dei uma empinadinha na minha bunda, retribuindo a encoxada. No mesmo movimento, me ajeitei suavemente no colchonete, com o objetivo de lhe dar mais espaço e acesso ao meu rabo, para que ele continuasse a fazer as suas investidas. A essa altura, eu já estava excitadíssimo.

Ele então, “inocentemente”, fisgou a armadilha e passou a me encoxar com mais qualidade, pois tinha mais espaço para fazer isso. Ele me encoxava e passava suavemente a mão nas minhas nádegas, com a respiração muito forte, pois certamente estava com tesão e com medo de me acordar. Porém, o tesão falou mais alto.

Senti ele levantando a coberta para se aproveitar mais de mim e, imediatamente, recebi uma encoxada. Percebi na mesma hora que ele parou abruptamente o movimento e colocou a sua mão na minha nádega como se estivesse procurando por algo, como, por exemplo, um shorts ou uma cueca.

Quando ele se deu conta que eu estava seminu e, portanto, tinha consciência de sua ação, notei que ele ficou sem ação e não sabia o que fazer. Nesta hora, eu, ainda de costas, segurei a mão dele junto ao meu corpo e lhe disse: “Agora que você começou não tem como parar.”

Peterson não tinha reação. Ele ficou assustado. Ele suava de tanto medo.

Eu disse pra ele. “O que você quer fazer?”

Ele respondeu: “Não sei!”, falando meio alto.

Eu então respondi: ““Xiiiiiiiuuuuuuu! Não vai acordar o Manuel. Eu vou ficar aqui do jeito que eu estou. Quando você decidir, me acorde!”, dando-lhe uma bundada e puxando as cobertas.

Não demorou dez segundos para que ele chegasse por trás de mim e entrasse dentro das cobertas comigo.

Ele se posicionou atrás de mim e começou a me encoxar, passando a mão na minha bunda. Obviamente ele estava louco de tesão. Ele então chegou no meu ouvido e falou: “Estou pensando em comer o seu cuzinho...você deixa?

Eu respondi para ele: “Deixo. Só toma cuidado pra não acordar o Manuel, por favor”.

Mal terminei de dar a permissão, senti o pinto dele penetrar o meu cuzinho. Era uma experiência diferente de todas as demais que eu tinha vivido até então, pois aquele era o segundo cara a me comer. Até então, eu só tinha conhecido a rola do meu priminho (Manuel) que, a propósito, estava na minha frente dormindo enquanto o nosso companheiro de barraca, a quem chamávamos de estranho no ninho, comia o meu cu.

Para ironia do destino, naquele momento, Manuel era o estranho no ninho e Peterson era o homem que me possuía.

Ele fodia diferente do Manuel. Não era melhor nem pior: só era diferente.

Porém, a medida que ele comia, ele dava ordens pra mim no meu ouvido: “Quero que você rebole”...abre mais as pernas”...”isso...tá gostando?”....”fala que meu pau é gostoso”....e eu obedecia.

Sentia (e ainda sinto) muito prazer em ser dominado. E Peterson me dominava (assim como Manuel fazia). Ele me comia freneticamente, em um ritmo acelerado, com menos força que o Manuel mas com muita intensidade. Eu só gemia e vigiava o Manuel, temendo que ele acordasse. Ficava com medo mas com mais tesão.

Logo depois Manuel me avisou que gozaria e, logo depois, encheu meu cuzinho de porra.

Assim que ele terminou, falei que aquele seria um segredo nosso e que, se ele fosse discreto, eu poderia dar para ele de novo. Ele consentiu.

Ainda tive tempo de pagar mais um boquete pra ele e fomos dormir.

Este era apenas o quarto dia do acampamento e deveria ter sido a minha 7ª trepada, porém, desta vez, com um segundo cara . Fui dormir confuso, mas satisfeito.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/08/2019 00:06:50
Excelente
13/08/2019 23:16:03
hot
13/08/2019 02:03:24
Continua pfvr esse tesão

Online porn video at mobile phone


eu perdi a minha virgindade com cara da pica de 40cmse masturbando com o cu enpenadoalavancas e magrinhas no XVídeos mobilexvideomae eminhatiaShrek mãe fugindo do marretãochamou a enfermeira pra cuidar do marido e flagrou trepadagay afeminsdo de calçinha apertsdinha x videoscasa dos contos eroticos autor/bielmexeu com 19 anos de idade eu era virgem da minha buceta e virgem do meu cu eu moro sozinha com meu pai viuvo meu pai ele achava que eu não era mais virgem da minha buceta a noite eu tava no sofa com meu pai ele conversando comigo ele disse pra mim filha você tomar anticopcional pra você não engravidar eu disse pra ele pai eu sou virgem da minha buceta meu pai disse pra mim filha você com 19 anos de idade você e virgem da sua buceta eu disse pra ele eu sou virgem da minha buceta pai ele disse pra mim filha eu tou feliz com você porque você é virgem da sua buceta ainda eu disse pra ele pai eu quero perder minha virgindade da minha buceta com você meu pai ele me deu um beijo na minha boca ele me levou pro seu quarto eu dei um abraço nele eu dei um beijo na boca dele eu tirei minha roupa eu deitei na sua cama ele chupou meu peito ele disse pra mim filha sua buceta virgem raspadinha e linda ele começou a chupar minha buceta virgem eu gozei na boca dele eu chupei seu pau ele foi metendo seu pau na minha buceta virgem que sangro ele começou a fuder minha buceta eu gozei conto eróticodeu nuonibuvideos porno caseiro a garotinha dormi e o padrasto gozou no seu cuzinho nxvideo pagecontos eroticos de pescadores velhos iperdotados comendo meninoscasadoscontos.com advogada viciosaconto levando minha filhinha no ginecologistaSuse rego tomando na bucettaWwwcasa dos contos enquilina pagando alugelcontos eróticos de enteadas zangadasconto erotico chantagiei a mulher de legContos eroticos de sexo com genroestupro esposa contos eroticosencoxoada nos onibus so gostosa de mini saia e calcaa agarradinhox videos curraincestogostosinha abrir a bundinha para o negão para o rapcoroa esguicha de prazer de ter tora no cumulheres fazendo porquisse no xvideo contos eroticos um velho me pegou na praiacontos eróticos vovó b*******so bosrtonaquero ver madrasta chupa sua em teada dormindofotos incetos do sexo com entiadas pau gigantes comendo novinhasEncochada de calça espremidovideo de prono doido com loiiraascasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetaxvideos menimas14encoxando ombros e mãos das gostosas e gulosas contos eroticos caçaver e baixar video porno duas morenas tomando no cuzinho cheio de porra ela ate mija aos poucos e a porra sai de vagar com seu cu arombado e piscando muitoConto erotico comend irmoa da buceta peluda x vidio porno pegui a mulhe casada de saia na festa puchei a calsinha comimorena deitada para dormir nua e cansada mas seu caozinho nao deixa lanbe sua vagia e ela gstaconto erotico de tia e sobrinho evangelicoimagm de sex filha qosano na cara do paibucetao na boca contoas duas bundinha para o macho contoxvidios. mulhetes. beijo. na. bocavideos de homem pecando na puçeta de a coroamãe ensina a chupar um negro picudocamadre simone que fuder caseiroas melhores rapariga se cagando todos no porno asseste videobrincando escanchada contos pornoconto chupou minha bucetinha e pigou vela contos-esfregando na bundinha da netinhamulheres bostas scatconto erótico irmã amamentandocontos eroticos meninas de dez anos transando com cachorro com calcinha vermelha com lacinhos pretoTravesti policial prendeu o cara e pediu o cu pra soltalo pornocatucada vai sair com a buceta inchadaatolando a rola na madrastautimu vídeos d mulher famosa fudeno e gosandomadastra x padastro fodendo enteados ninfetosirma fabiana de carinha de anjo coçando a xoxotaxxnx de mulher pirando muntada no superdotado gozando como loucaSitio moto sobrinho conto eroticoconto erotic incest depravad filhinhaContos eroticos elacareca peladaSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacontos erotico coroacasado comendo onovinho3 negão fuderam buceta de coroa gostosa ate arromba toda elavou peida no seu pau caralhoquero ver aqueliqui nuaconto erótico patroas velhascontos de incesto mãe pede a filho que depois a Cona e o greloxvideos mulhe subindo escada de chortinho homen bate punlheta egosa muintocontos de sexo depilada na praiaMenina pedendo cabaçoxxvideomorador. de rua sendo bulinado ate gozarcontos eróticos corno desde a lua de melcontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhano cruzeiro com a mae conto eroticohttp//mulheres de camisola sem calcinha da.bucetinha peludinharelatos eroticos dei minha bundinha e contei tudo a meu maridomulher cor de jambo anal classicoprimo gozou dentro dela e acabou mao gostandovidio porno novas com.cavalo dominando apenetraçao gozolevantou o vestido da coroa evagelica e passou a rola.comestrupoanal abusodupla de caralhudos rasgando o cuzinho no pornodoidoCONTOS DE SEXO INCEST IRMÃO BAJULANDO IRMAZINHAxvideos ruansafado e a coroa chupanoabobrinha bucetinha contoxvidios buctas de movihascontos eiroticos leilapornxvídeos minha sogra me tranca no banheiro e agarra no meu pau bem gostosocontos eroticos.virei viadinho do barbeiroconto erotico filha novinha de chortinho curto postado no dia 22 02 2018travesti trancou a buceta mulher do corno com seu pinto enorme