Tocando flauta

Um conto erótico de Surfista
Categoria: Homossexual
Data: 12/08/2019 14:24:07
Nota 10.00
Assuntos: aula, flauta, Gay, Homossexual

Olá, meu leitores e leitoras! Espero que vocês estejam gostando dos meus contos. Não sou um grande escritor mas procuro relatar detalhes que assustam um pouco o público mais conservador. Eu curti muito o que o tempo e a oportunidade puderam proporcionar e repasso aos interessados e interessadas aqui desta casa. Só não abro mão da realidade. O que escrevo é porque realmente vivi e senti.

Uma pessoa que curte sexo vive sempre na busca de novas oportunidades. Ainda bem jovem procurei valorizar o aprendizado com tudo isto. Joguei muito com questão da privacidade procurando evitar uma exposição gratuita. Ainda sim corri riscos que hoje não recomendo a ninguém. O mundo é outro e a homofobia ganhou ares bem acentuados. Sempre busquei o sexo de forma sacana, promíscua, putaria pura. Não esperem nos meus contos beijos e carinhos. Os atos sexuais que passei foram frutos do acaso ou visando experimentar uma nova penetração.

Conforme relato em outros contos iniciei bem cedo a prática sexual com Sérgio. Após um tempo percebi que eu precisaria tomar atitudes caso quisesse mais. Só esperar por terceiros é deixar a coisa no indefinido e para quem busca novas descobertas com bastante curiosidade tive que ser mais objetivo. No meu caso era não dar bandeira até pela jovem idade de quatorze anos e curtir o que aparecia de forma intensa. No meu caso foram iniciativas próprias nem podendo culpar os meus parceiros. Faziam o que eu pedia em busca de satisfazer-me.

Nesta idade a vida abrem novidades. Novinho e tendo um bumbum bem definido era alvo de constantes assédios de pessoas com pouca formação e mais brutas. A maioria das relações sexuais surgiram dentro deste grupo. Pessoas com baixa renda mas dispostas a mostrarem seu valor na boa capacidade sexual. A necessidade de satisfação pessoal desta turma é bem maior do que se imagina.

Foi numa destas oportunidades que conheci o Bibi. Um homem forte, negro, 35 anos, solteiro e sem qualquer risco de criar problemas com mulheres ou namoradas. A maioria que se aventura nestas promiscuidades geralmente carrega uma falta sexual que não foi resolvida. No caso dele era o desejo por gente novinha que pudesse acalmar seu sedento pau. Bibi era o tipo de cara bom para desvirginar meninas geralmente entre os dezesseis até dezoito aninhos. Namorados que não dessem conta de suas parceiras eram cornos dele.

Ficamos amigos após eu frequentar suas aulas de música. Excelente tocador de flauta eu desejei aprender este instrumento. Ele não vivia disto sendo um bico. Sua função era a jardinagem. Fechava dois serviços ao dia sendo o suficiente para se manter durante o mês. Sua disponibilidade para aulas eram restritas tanto que somente consegui horário aos domingos pelo período da tarde. Sua clientela eram jovens como eu (geralmente meninas) mas no meu caso era uma exceção bem-vinda.

No começo não tive problemas até começar a colocar suas garras de fora. Notei isto ao perceber que ele focava muito em meu bumbum. Na 3ª aula estava evidente que ele queria algo mais. Passadas de mão em minha perna começaram a mostrar sua real intenção. Sua grossa rola ficava evidente embaixo daquela calça moleton que ele usava. Neste momento atitude é tudo para definições. Já sabendo onde tudo iria parar eu procurei deixar a coisa rolar.

Deixei suas mãos irem até onde queria. Rapidamente chegou em meu bumbum. Virei e ele deu uma encostada, encoxando-me. Olhei e sorri. Ele entendeu enfiando a mão buscando meu anel. Facilitei as coisas baixando minha calça esportista tipo uniforme escolar. Sentado, passou a cutucar tudo vindo para chupar-me. Suas intensas chupadas e a respiração no meu buraco deixou eu louco. Carente naquele momento resolvi permitir sem qualquer dificuldade.

Senti tudo lubrificar. Meu cuzinho estava sendo explorado pela ponta de sua língua causando-me calafrios. Poucos minutos depois eu pedia para chupar sua grossa pica negra. Virei e fui tocar a verdadeira flauta de dezoito centímetros. Sedento por sexo nem pensei em nada deixando a coisa fluir. Estava ansioso, salivando muito produzindo uma lubrificação forte em sua generosa pica. Via sua cara de sofreguidão, tesão e continuei engolindo aquela rola que não era fácil de se chegar até o saco. Só com boas estocadas segurando a minha cabeça que atingia o talo.

Nesta altura estava me deliciando com sua pica. Chupava com vontade sem o menor pudor. Sabendo que ali estaria tranquilo resolvi ficar nú de vez. Foi a senha para ele dedilhar meu cuzinho. As dedadas fizeram eu rebolar enquanto mamava. Já tinham passado quinze minutos entre a chupada no anel e as dedadas. Gigi já falava que iria comer meu precioso cú. Forçando sua tora contra minha boca buscava lubrificar bem para iniciar a penetração.

- Vai no sofá e empina o cú!

Após uma nova chupada no anel senti seu pau deslizar no meu bumbum. Vindo de pernas abertas ele desceu abrindo a portinha aos poucos. Sentindo confiante montou em mim fazendo sua rola deslizar até o talo. Vi estrelas, fiquei ofegante, sem ar mas mantive na posição. Uma quantidade aceleradas de bombadas impediram minha saída. A dor intensa e o calor na entrada promoveram excitação em ambos. Olhava com cara de dor mas sorria a cada metida que ele dava.

Meu cuzinho se abriu como uma flor ficando sem pregas. Daí para frente era suportar tudo aquilo sem cerimônia. O vai e vem intenso foi melando o meu anel. Suas tiradas pouco refrescavam meu anel fazendo eu sentir um latejar fortíssimo por dentro. Não havia mais distância entre meu anel e seu saco. Cada pintada era total. Neste momento qualquer "ai" ou ofegância já calibra a excitação e comigo não foi diferente. Tive vários espasmos que levaram meu corpo ao clímax.

Minha moral nem existia mais pedindo para que ele metesse fundo. As bombadas não paravam. Sua cabeça explorava tudo que encontrava fazendo meu corpo ter calafrios. Sem qualquer dó, sua gulosa flauta, queria assobiar. Sem camisinha, soltou seu leite no meu anel, urrando. Um violento jato tomou conta do meu interior. Seu saco cravado na portinha do meu cú só pulsava jorrando seu sêmen. Minha bunda suada expelia sua porra em forma de bolinhas. Ao ficar em pé escorreu tudo melando meu cú e pernas . Chupei até limpar aquele pau maravilhoso, negro, brilhante de porra, que eu alisava engolindo.

Saí para me limpar e ele já estava se vestindo. A aula foi de extremo proveito. Algumas semanas e estava tocando a flauta com perfeição tanto a doce como a negra. Uma experiência inesquecível que deixo aqui para meus leitores. Experimentem que irão gostar. Beijos!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/08/2019 14:51:39
Sensacional, quanto tesão. Quantas saudades das brincadeiras com machos na adolescência. Leia as minhas aventuras. Vais gostar.

Online porn video at mobile phone


xxvideosnovinhas virgem inocente com muito medox video novinha levano rola grossa na buceta e no cucontos eroticos dominada na frente do meucasos amad tira calcin pra irm gosa ponh casa favela cariocacontos eroticos de negoes e ninfetos forçadoesposa crente e muito timida foi ajudar o marido no aluguel contos eroticosWww xvideo.com depiladora ñ resistiu a picaconto eróticos ingravidei do meu irmão sou casada meu marido não sabe como gosei ne lehomem prende mulher em um maquina para fudelacontos chortinhos emfiados cnnmulata de short amrelo deitada de bunda pracima e o marido mexendo na bunda delaouvir contos eroticos narrados de gueis tranzando loucosrelatos de minha sogra e muinto greluda e pentelhudamulher seca traza ate fazer ispuma na bucetaxxvideo filha fazes faxina no quarto dopainovilhas darno o cu sexoconto gay o meu sonho de consumocotos eroticos na qui pausao empurou meu utero berei vim estrelasprima tirada chamando o primo pra fodervideo porno com mulhe traido o marido e foi amesada que nao da cunovınha fudeno a prımeıra vezcontos eroticos gaycom negao no cinemafodendo velha viúva a força contos eróticosc**** ver sua magrinha gozar multiplico na pica do amigoconti erotico de corno narrado por mulher yotubrelatos de traveco que colocou silicone enorme no peito e deu pro roludo mamarhomem comendo o noiado de bruço e mulher olhandofilme pornô de mulher com vagina da vaquejada vagina é uma peixadapau grosso atolado cuda lindinhaVoltei arrombada e cheia de porra mostrei para o cornoconto erotico perdi aposta e tive que deixar meu ermao gozar dentro da minha busepequenos videos de porno brasileiro pais peludos de sunga que tira a virgindade da filha e goza dentro da vaginavideo de sexo gostoso purro sexo mulher com doisuma foda com a professoraContos Eroticos de inseminação contos eroticos adoro negras de ceios hem pequenos e bucetiha inchadamulhergostosax.comvidemin engravida amor porno sacanapica da cabesa grade colocono na buseta pornoxvideos.com12aninhosxvideo de hmencorno puxa o grelo e mamaprica cavalagozou so na potinhaa novinhacontos eroricos verdade ou consequdciatextos contos mulheres e viadinhos etrupados por camioneiro dulpa penetracao gozada boquinhapornobicosdetetasvi minha irma dormimdo pelada e fiquei com tesao nelacontos e videos de transando com as casadas com permissão do maridoxvidios marido trabalhanXVídeos gay com truculênciacontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadoIM01- ela so queria. aprender a amar conto erótico Voltei para casa toda arregaçada e cheia de porravisita noturna da patroa panteravideos de munhe durmido de xortiitirando o cebinho da cetinha com a linguaCazada cao tezao pornegao evideo de sexo bem gostoso q lembi e q enfia a maoRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamentecomi minha cadelaPegadinha rolando xsvidioUma coroa evagelica fudedo de saia cupridaConto erotico.no cuzinho da caderanteconto erotico com porteiro velho coroa grisalhoeu. quero. ve. video. porno. com. menina. de. quize. ano. pegarno. carona. de. caminhaocontos porno olhando o bucetao da sogracontos eroticos d noiva putinha d tio coroa pirocudo e primo noivo corninho mansomarido narrando edposa batendo uma p dotadotarado nuonibumtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1contos eiroticos leilapornChevette com tesão na sobrinhaminha tia me esfreganos peitos e pega no pauler contos eroticos de padres reaiscontos eiroticos leilapornwwwxvideos.mulhe.com.amate.mote.geitano.na.rolavídeos de arretando do Duqueevangélica Sáfadinha mostrando a buceta