CILINDRO DE CHOCOLATE ou O POETA QUER DAR O CU

Um conto erótico de ClaudioNegromonte
Categoria: Homossexual
Data: 19/06/2017 20:33:33
Nota -
Assuntos: Gay, Homossexual

O negrinho poeta queria dar o cu. Mais especificamente, queria dar o cu a mim.

“Tu me comes também?” – gosto de levar rola. E a do poeta negrinho deve ser uma delícia, aquele lindo cilindro de chocolate.

“Não curto comer. Só dar!” – ele responde.

Por isso não insisti muito para nos encontrarmos. Sou bi-flex. Gosto de serviço completo. O nosso encontro foi se adiando...

Mas sexta-feira acordei com a pica dura e louco por uma safadeza.

Lembrei do poeta negrinho. De sua bunda morena e redonda, que ele me mostrou um dia, por foto.

“Por que não?!” – pensei.

E se bem pensei, melhor o fiz. Marquei de fodermos na manhã seguinte. Ele exultou. Eu, mais ainda.

(Sempre havia a possibilidade de, na empolgação do vinho que eu levaria, acontecerem “coisas”...)

O sábado amanheceu frio e neblinando. Perfeito! Baco está conspirando ao meu favor...

Tomei banho duplo, fiz-me lindo e cheiroso. Camiseta regata e bermuda jeans. Parti para o local combinado.

Minha ansiedade: cheguei dez minutos antes. Na hora exata, divisei o corpo gostoso, da cor do pecado, do meu poeta. Bigode pouco mais que um buço sobre os lábios carnudos, que se entreabriam, mostrando dentes alvos. Deliciava-se com um sorvete.

Entrou no carro. Esqueci um pouco a discrição e me inclinei, colhendo-lhe um beijo gelado, de baunilha, dos lábios escuros.

“Doido!” – ele brincou. Mas gostou, que eu sei.

Pus o veículo em movimento, trocamos palavras de quebra-silêncio, e eu já sentia minha pica endurecendo sob a bermuda, armando o circo. Ele, mal disfarçadamente, lançava gulosos olhares ao meu pacote.

Passei a quarta marcha, mas não voltei a mão ao volante. Ficou na coxa do poeta, carinhando. Ele se remexia na cadeira, arrumando-se melhor para receber a carícia. Noutra mudança de velocidade, enquanto minha mão repousava no câmbio, a dele insinuou-se sobre minhas coxas, tocando de leve meu pau e apertando levemente. Gemi baixinho...

Nunca o motel estivera tão longe.

Mas chegamos. Ao fecharmos a porta do quarto, caímos nos braços um do outro, num abraço apertado, demorado, quente. Dei-lhe um cheiro no pescoço e senti o arrepio no seu braço. Nossas bocas se encontraram e as línguas vadiaram, num beijo delicioso. Lábios imensamente gostosos tem o poeta negro.

Contivemo-nos o tempo de tomarmos algumas taças de vinho, enquanto conversávamos assuntos de poesia.

Beijo com gosto de vinho é uma delícia – já experimentaram? E tremendamente excitante...

Minhas mãos caminharam por baixo de sua camiseta, roçando-lhe os mamilos, fazendo-o gemer. Continuando, levantei-lhe os braços, levando a camisa junto, enquanto minha boca, minha língua, meus lábios circulavam os bicos de seus peitos (Ele me dissera o quanto adora essa carícia...). Senti o volume de sua rola mexer-se.

Então abaixei-me, levando, com as mãos, bermuda e cueca de uma vez, liberando a rola dura, que ele procurou disfarçar, para eu não chupá-la.

“Está bem, deixe só sentir seu cheiro, então...”

Ele deixou. E meu nariz fungou a pica, embaixo, de lado. Delícia de cheiro. Ela palpitava de dura. Como eu queria suga-la e tê-la enfiada no meu cu... mas respeitei seu pedido.

Afastei-me um pouco, tirei minha regata, o mais sensualmente que consegui ser. Depois a bermuda jeans, e minha pica balançou dura, no ar. Os olhos do poeta brilhavam, comendo-me, entre meus mamilos e a cabeça da minha rola.

Caiu de boca nos biquinhos e entendi por que o sacana gosta tanto. É delicioso mesmo (e eu que me perguntava para que porra existia peito em homem, que não servia para nada...).

Ele então agachou, apanhou meu pau com aqueles lábios incríveis e foi produzindo o boquete mais gostoso do mundo. Tinha momentos em que eu quase gozava, tão difícil de controlar.

Ao sentir-me no ponto, deitou-se de bruços na cama, ergueu um pouco as ancas, abrindo para mim o cuzinho mais apetitoso que já se tinha aberto diante de mim. Caí de língua e de dedo naquele buraquinho, enquanto ele se rebolava e suplicava que eu lhe enrabasse logo.

Aprumei a cabeça da minha pica, fiz um pouco de pressão e fui entrando, devagar, naquele cuzinho, que se escancarava todo para me engolir a rola, enquanto o poeta gemia e dizia obscenidades lindas.

Abrindo caminho no macio daquele rabo, meu caralho foi deslizando suavemente, até que minha barriga encostou na sua nádega.

Mordisquei sua orelha e sua nuca (novamente o automático arrepio) e comecei a fazer cadenciados movimentos, entrando e saindo de seu cu, estocando. O poeta negro delirava, gemia, rebolava em cima da cama, feito cavalo brabo sendo amansado.

Estava gostoso demais! Eu não seguraria por muito tempo.

Senti a energia do gozo invadir meu corpo e se espalhar. Acelerei os movimentos e explodi meu mel grosso naquele cu, que se satisfazia feito uma cadela no cio, com meu caralho entalado em suas entranhas.

Cansados e felizes, deitamo-nos lado a lado, beijamo-nos com furor, e nos sorrimos.

Eu olhava para seu semblante feliz e imaginava como teria sido bom se ele não tivesse farrapado, e tivesse comparecido ao encontro.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.

Online porn video at mobile phone


xvideo seu primero anal com dois mo tempoTHeo eTonnyminininh.deugrito,napicaVidio porno sondei minha visinha de causinha caserocontos entregador de água mineral novinho comeu a mulher casadaConto gay viagem Onibus leitovideo porno mamãe viuva saiu pra dar uma metidinhaIsac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.rutarada nuonibuxvideo..maninho do caralhaoporno velha colocando cabrestover contos eroticos de peao comendo o cu de empresarioso menina dabuceta lizinhaa fazedo sexosou neto mas tenho muito tesão na minha avó vontade de f****contos e fotos chupando pau do amigo eu fui a femeacontoerotico.com/ tirei as pregas da novinha de inze anosmelhores meninas de porno prima com avô de 50 citimetrovidiho porno vijen esdrubovidio porno kuasi q a novinha nao aguentafotos de grelos ichadinhos2 parte de eu minha amiga e o pai dela conto herotico helena e renataensinei minha filha a transarMeu marido viu meu cu todo arrombadoconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversariocasada coroa video fotocorno secretovideos heroticos com as creetes mais tessuda do brasilconto erotico lesbica favelada fode patricinha a forcaeu confesso que transei com meu tio xnxx desejo o pai sair e comeu a madrastaMeu compadre fudeu minha buceta e cux videos.com enrolando o priquito da novinhaconversa com coroa carente cellquem foi marido de gêmercontoseroticosgay submisso de vestidinho para seu macho fodervideos porno mulher tentando escapa. do pau do outro na frente do marido mas nao comsegue e corno dechasexo pornô grátis o filme mete a rola na mãe chupa a b***** fofinha dela gostosa e ela goza gostoso na língua da filha sozinha g*************novinha midino rola negao xxnxxvideo criolada metendo ate os ovosxvidioae cpm filho pronovideo de sexo afrosa com netadaler relatos pornos de estrupos xe vovozinho com netinhascoroa peituda de buceta peluda fidendo depois da festao hippie me comeu contocontos eróticos com fotos esposas estupradas submissascontos eroticos: um negrinho atrevidoconto"duas virgens" enteadapornordoido golozavideos pornô de incesto madrasta de fio dental no quartocontos eroticos de pescadores velhos iperdotados comendo meninosmiudinhas cock do negao pirocudoxvıdeo novınha de bıquınıconto porno seduzi ele ate ele me deu o cuzinho/gayvarios machos fazendo reforma na casa do corno termina fazendo gang gang com sua esposa puta tarada por rolacontos eróticos meu amante me come olhando pra minha filhapassei chantili na sogra e chupei a bucetapadrasto veio do nordeste xupano bucetona da intiadax video novinha levano rola grossa na buceta e no cucontos gay ajudando meu pai fechar a venda 2contos de sexo depilada na praiacontos gay cueca do padreincesto filho fudeu buceta mao de pois que pai viajo contos eroticoconto erotico homem mais velhoefaç de pornGalaxia no cacete todinho dentro da b***** da mulherconto novinha perdeu o cabaco para casetudo que em fiou de uma vezsafada com vibrado centrado na cabalgadavídeo de novinha querendo perder a virgindade com japonês cobrando no gesso XVídeostia ensinando osobrinho acome bocesta seso videu reau azeiropinti de purracha xvideohttp://transei com mecanico gay contos eroticos gayvideo cazeiro namorqda disendp e o cuzinho e so dele vide pornoxisvideo şiriricaxvideos.com Juquinha comendo a jumentapiranhona de espartilho e cintase masturbando com sexechop ate gosarconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhoentrou no lugar errado e pegou o cara de toalhas porno doidoContos eróticos:noviça amamentandorapariga lanterna cima da cama e comendo ela estrupando as mulheres que eu quero verver buceta de corouas de 39ou40 anosxvidio mulher casada para na rua fica vendo medingo do pau muito grande fazendo xixisarrando uma novınha