Coisas de Irmãos (Parte 01)

Um conto erótico de Felipe
Categoria: Homossexual
Data: 22/05/2017 00:47:33
Última revisão: 03/06/2017 22:19:10
Nota 9.75

O que vocês leram não é um conto e sim um relato pessoal do que aconteceu com uma pessoa próxima a mim e que será no formato de conto, entretanto, o texto MANTÉM-SE verdadeiro aos fatos.

Bom, podem me chamar de Felipe. O que vou contar para vocês aconteceu a 20 anos atrás, na época eu tinha 16. Eu sempre fui um garoto tímido, com trejeitos leves, e não era muito de sair de casa. Fisicamente eu era comum, nem magro nem gordo, quase não tinha pelos no corpo, branco, cabelo tigelinha preto. A outra pessoa envolvida nessa história é meu irmão mais velho Thiago. Ele já devia estar com seus 18/19 anos. Era mais alto que eu, diferente de mim, tinha o corpo peludo – deve ter puxado ao nosso pai – branco, cabelo raspado e magrelo. Eu era estudante e meu irmão trabalhava com meu pai na sede do sitio. Minha família é do interior do estado de São Paulo, durante toda minha vida eu praticamente morei em zona rural - faz poucos anos que moro na cidade – isso ajuda a entender o que aconteceu.

Em casa éramos eu meu pai, minha mãe e meu irmão. Meu pai e meu irmão trabalhavam cuidando do jardim e das tarefas externas na casa do dono do sitio, já minha mãe era faxineira lá. Minha rotina era ir para escola de manhã e à tarde ficar em casa brincando no quintal. Essa região onde morávamos era apenas de pequenos sítios e eram distantes uns dos outros devido à grande quantidade de roça de cana de açúcar. Pode-se dizer que era difícil ter um coleguinha para brincar e sair, não havia muito o que se fazer. Na hora do almoço meu irmão sempre vinha em casa para esquentar comida para mim e aproveitar para comer também, as vezes ele não voltava para a sede. Meus pais almoçavam lá mesmo e só voltavam para casa por volta das 18 horas.

Eu meu irmão sempre tivemos umas brincadeiras bobas que a maioria dos moleques fazem, mas nunca tínhamos ido muito longe. Eu sempre gostei de homem e como não tinha muitos por onde eu morava, eu tinha a imagem de meu pai e meu irmão como símbolos de masculinidade. Batia altas punhetas pensando no pau deles.

Em um desses dias que meu irmão veio almoçar e não voltou para o trabalho. Nesse dia eu estava com muito tesão. Tinha batido uma punheta, mas não passava. Meu irmão estava como de costume, boné, camiseta surrada, calça jeans e butina. Depois que almoçou ele tirou a butina, a camiseta e deitou-se no chão da sala para tirar um cochilo. Eu estava com muita vontade de meter, e ver ele deitado ali sem camisa e aquela barriguinha peluda com o caminho da felicidade me deixou com mais tesão. Fui até meu quarto tirei a roupa da escola, tirei minha cueca e coloquei apenas uma bermudinha meio folgada que uso para dormir. Fui até a sala e deitei de bruços no sofá de forma que eu ficasse olhando para o corpo dele.

Passados alguns minutos ele estava quase cochilando e eu comecei a perceber um volume na calça dele. Acho que estava ficando de pau duro. Tive a certeza quando ele tirou as mãos debaixo da cabeça e colocou em cima do pau para disfarçar. Aquilo me deixou com o cu piscando. Minha bundinha estava até molhada de tanta vontade de dar que eu estava. Ele percebeu que eu estava encarando.

- O quê que foi Felipe?

- Nada, só estou cansado de não fazer nada.

- Ué, vai dormir, vai brincar lá fora.

- Sozinho? Não tem graça.

Foi a brecha que eu precisava, aproveitei a oportunidade e sugeri:

- Já sei. Thiago vamos brincar de lutinha?

- Ah não, to cansado. Outra hora eu brinco com você.

- Vamos vai, por favor. Estou cansado de não fazer nada.

- Já disse que não Felipe.

- Vamos... Melhor de três só. E se você brincar eu limpo seu quarto. Vai? Vamos? Por favor.

- Você vai limpar meu quarto se eu brincar?

- Sim, vamos?

- Está bem, mas só 3, certo?

- Sim.

Ele sugeriu de a gente ir no quarto dos nossos pais, pois daria para usar o colchão de casal deles. Tiramos o colchão da cama, colocamos no chão e começamos a brincar. Enquanto lutávamos eu aproveitava para me esfregar nele, e comecei me excitar de novo. Em um momento ele tropeçou na calça e quase se machucou - ele me disse que iria parar - eu disse que se fosse assim eu não cumpriria com minha parte e sugeri q ele tirasse o jeans pra brincar.

- Você enche o saco em Felipe, é última vez. Depois dessa eu vou dormir.

- Está bem - concordei com ele.

Quando ele tirou a calça eu olhei diretamente para aquela cueca branca froxa explodindo de tão peludo que era o pau dele. O contato entre a gente era maior. Num dos momentos em que ele me segurou, ele caiu deitado de costas e eu cai sentado em cima dele. Ele aproveitou e me prendeu com as pernas e na tentativa de escapar eu ficava esfregando minha bunda nele e comecei a sentir seu pau ficando duro.

Ele me jogou pra baixo ficando por cima de mim, e começou a me apertar. Quanto mais ele apertava mais eu rebolava. Por causa da esfregação minha bermuda desceu um pouco e eu fique com metade da bunda de fora. Eu não podia ver mas podia sentir o pau do meu irmão duro para fora da cueca. O tesão já tinha dominado nós dois. Em um dos movimentos o pau dele ficou entre minha bunda. Eu podia sentir ele pulsando. Nesse momento ele parou e ficamos parados por alguns segundos em silencio. Então voltei a me mexer até sentir a cabeça do pau dele no meu cu.

Minha bunda estava toda melada da baba do pau dele. Num movimento para traz forcei o pau dele para entrar e ele correspondeu forçando a pica no meu rabo. Doeu, dei um leve gemido.

- Está machucando lipe?

- Não.

- Você não vai contar para ninguém né?

- Não, você é louco?!

- Se doer você me avisa que eu paro.

- Está bom.

Ele passou cuspe no pau, na minha bunda e encaixou o pau na portinha do meu cu. Pediu para eu abrir minha bunda e foi metendo de vagar até entrar tudo. Deitou em cima de mim e começou bombar. Que delicia sentir a rola dele dentro de mim. Senti cada pentelho encostar na minha bunda.

Não demorou muito e pediu pra eu ficar de quatro. Comecei a bater uma enquanto ele me comia. Meu pau latejava de tesão. Percebi que começou a aumentar a velocidade das metidas.

- Está gostoso lipe?

- Sim.

- Se você não contar pra ninguém eu como você sempre tá.

- Ahan.

Ele me segurou pela cintura e começou a meter mais forte. Não aguentei.

- Oh, mano, eu vou goza.

- Isso goza, eu vou gozar também, lipe.

-Ai Thiago, to gozando, oh oh oh...

De repente ele solta um gemido mais forte e eu sinto escorrei um liquido quente na minha perna. Meu irmão encheu meu cuzinho de porra.

- Mano não conta para ninguém. Se a mãe com o pai fica sabendo a gente se fode.

- Não vou falar pra ninguém não.

- Vou me limpar e você arruma essa bagunça hein.

- Está bom Thiago.

Depois disso o clima ficou meio estranho entre a gente. Outros episódios parecidos ocorreram depois de um tempo. Hoje meu irmão é casado e tem duas filhas. Nunca mais tocamos no assunto, e nada mais aconteceu.

Skype: xxx1996

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/05/2017 13:11:15
Conte mais histórias e relatos!
22/05/2017 14:02:19
Muito bom
22/05/2017 08:17:57
delicia de conto... PORRA
22/05/2017 07:06:09
Legal, podia ocorrer com o pai também, mesmo q seja fictício.
22/05/2017 06:53:36
CONTINUE.
22/05/2017 01:11:56
CONTINUE.

Online porn video at mobile phone


eu, minha namorada, minha namorada e meu tioabaicha zpcontos eroticos sendo abusandoXVídeos menininha de 15 levando ponbada no sacoso contos de evangélica traindo maridoconto garotinho de sorte tranza com vizinhacontoerotico eu namorada mae e tioo bucetaoda minha noraxvideos incestomenor louca pra dvidio porno de estrupo nas casas com taradodos comendo de bruso para a baixa no celularcontos eiroticos leilapornbrasileira minha enteada tirou a roupa na minha frente e me estigou muito filme porno esposa gosta de varios na frende do marido corno ela goza ate desmaia de tanto gozavideos de menina dassando e amstrado acalcinha01H00PORNOcasa dos contos meu cachorro comeu minha maecontoseroticos/comadre rabudaporno tia da um tapa na cara do sobrinho ele estupra ela brutalmente violentada pelo sobrinho na cozinhacarinha de anjo mais trepanomundobichaporno gay garoto zuando e dandomãe bem velha tropa do com filho sexo incesto contos vídeos todos novosquero ver foto de caminhoneiro do pau grande e grosso e ele peludão grandãocontos eroticos me obrigaram a fazer nojerase já te mandei tu também vai vídeo pornô adoro sexo de lavadoradei pro mwu treimado gozandovidio de pesouas transandoquadrinhos eroticos cunhada sedentakaon contoso filho da minha patroa ele foi metendo seu pau na minha buceta virgem que sangro ele começou a fuder minha buceta eu gozei ele fundendo minha buceta ele gozo dentro da minha buceta ele começou a fuder meu cu virgem ele gozo dentro do meu cu quando eu sair do seu quarto minha patroa me frago eu saido do quarto dele minha patroa disse pra mim que eu ia ficar grávida do seu filho conto eróticoxnxvideo mulhe nao quedar ucu no pornoprica cavalalevantou o lencol pra espiar a gostosa e bater punheta xvideocontos eroticos levei piça gg no cu ( madura ) contos eroticos so cabecinhafotos com menininhas de vestidinho distraidas deixando ver a bucetinha por baixo do vestidocorno amarrado venu sua mulhe estrupada pono doidoconto erotico gay viado desobediente tem que tomar na caraporno filha e mao no na escadaria do prédiocomendo a gostoza demadrgada escondido da namoradaconto erotico meu marido me viu dando o cu e gostoutirano cabaço da menina no mato gritano de dorcontos eroticos denetas dando o seio eo grelo pro avô mamarxvideos calibrosasSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacontos da minha sogra deixando a calcinha pra mim cheiraconto erotico vovô vovó e a empregadamulheresbucetudasdechortinho Nao pudia ter acontecido Contoseu e amigas fudemos juntas com um pauzudoconto chupou minha bucetinha e pigou vela so mostrei a bunda pro meu cunhado e ele gozouirmao pistoludo judia da irmaMais carentes enrabadas por filhonovinia alizando sua bucetiniapedindo pra fodela bem baixinhoporno doido cromprando cabacocontos flaguei o irmao do meu marido cheirando minha calcinha sujasexoconto erótico do meu avôaninha e meu tio cacetudo com foto e todos os contosscazal maduros mamado jutos uma picaMacho casado cheirando pezao de outro macho contospastora comto eróticopai pausudo fudeno o cusinho da filhaensinando menino a nadar conto eroticocontonovinha perdendo a virgindade para soltinhohistoria de mulheres casadas que fazem dupla penetraçao e foram descobertasContos eróticos flaguei o pastor arrombando minha linda noiva santinhaXVídeos mulheres carreteira dando sozinha de carretawww xvidios .com coroa recomprnsa a passada a mao na bunda delaconto minha hisoria dupla penetacao com janete e betoporno caseiro no vestiario da loja de.roupas da loja uma estranha olha muito pra o.meu.pauxvidio patroa provoca so toalha rola nelaXvideo com a mulhe grita esperneia pra nao emtra na picapornodoidogarrafastomou Viagra quase matou a mulher gosou muito no xvideo Mobilexvidio .com cahalho monstro arregasdaxvidio intiada novinha epega enquanto trocava de roupacontos eroticos an American talecontos eroticos adora q outros oisam suas transasconto eroticos minha mulher e meu tiojoice na zona zofiliaNegrão.estrupando sobrinhavirgem a forca sem.os pai ver atras de casasexo anal sem compaixãoirma de cinturinha tem bucetao de veludo encaixa perfeito pra tomar com muita forca la no fundo feitiches euroticos mulheres q senti prazer em chupa um pal e se mija td na calcinha enquanto chupaContos me pegara trasando com uma menina e me castraram carapaz passa oleo no cu grande da loira empura a bica ate gozarvídeo pornô de gay malhadão Kudurominha mae so' andava de roupao contos eroticossarra novinha da b***** bem bonitinha pornôContos eróticos procurando aventura no clube de campo