Garoto crente descobriu o sexo comendo meu bumbum

Um conto erótico de Garoto Sapeka
Categoria: Homossexual
Data: 03/01/2017 14:18:24
Nota 9.09

Depois das fodas que eu relatei nos últimos contos, eu já me sentia a amante ninfeta do meu cunhado. Mas aconteceu um fato que mudou tudo. Dois dias depois da foda que contei no último conto, Felipe arranjou um emprego. Com isso, tudo ficava mais difícil, pois o pouco tempo que ele passava em casa, estava com a minha irmã. Depois de uma semana, ele me mandou uma mensagem no celular:

"Saudades de comer esse cuzinho"

Nem preciso dizer que meu rabinho começou a vibrar de tesão. Mas não havia oportunidade. Soraia, minha irmã, não desgrudava dele em casa.

Eu já estava meio viciado em sacanagem. Tanto que tomei uma decisão radical: Precisava de um novo pinto pra comer meu bumbum. Mas quem? Eu não tinha as manhas, não sabia onde achar um parceiro, e, acima de tudo, morria de medo que alguém descobrisse. Tinha que ser alguém que não abrisse a boca, pois seria um inferno se meus pais descobrissem. Depois de muito pensar, encontrei um alvo: Lucas.

Lucas era um garoto da minha idade, que morava na minha rua. A família dele era evangélica, super radical, não podiam fazer nada. Mas algumas vezes Lucas vinha jogar video game na minha casa, escondido. Se ele fazia isso escondido, talvez topasse fazer outras coisas.

Fui até a casa dele e o chamei. Ele veio, e começamos a jogar. Eu não sabia por onde começar, como dar a entrada. Eu deixei ele jogando e perguntei:

- Lucas, você vê filme pornô

- Claro que não.

- Por quê?

- É pecado. Na nossa igreja não pode fazer essas coisas.

- Mas você bate punheta?

Ele não respondeu, ficou sério. Insisti:

- Na nossa idade, todo mundo faz isso.

Ele ficou em silêncio, mas acabou respondendo:

- Tem vezes que eu bato. Mas é errado. Quando isso acontece eu peço perdão a Deus.

Ele continuou jogando. Então eu dei um passo adiante. Peguei meu notebook e coloquei um video de sexo. Sentei ao lado dele, que deu uma olhada de rabo de olho, mas não falou nada. Provoquei:

- Dá uma olhada, Lucas. Olha como ele enfia o pinto no cu da mulher!

Ele deu mais uma olhada, envergonhado, e disse:

- Você é foda, Edu. Vai acabar indo pro inferno.

- Vou nada...

As olhadas dele ficaram mais frequentes. Deu pra perceber um volume se formando debaixo da sua calça. Dei o golpe decisivo:

- Lucas, vamos bater uma punheta?

- Você é louco, cara?

- Qual o problema? Eu não conto pra ninguém. É segredo nosso.

Abaixei minhas calças. Meu pintinho estava duro e eu comecei a me masturbar de leve.

- Vai, Lucas... você já tá de pau duro. Bate também.

Ele não sabia se olhava pro filme que rolava no notebook ou se olhava pro meu pinto.

- Edu, se a gente fizer isso, você promete que não conta pra ninguém?

- Prometo... fica tranquilo.

Então ele tirou o pinto pra fora. Era menor que o pinto do meu cunhado, mas com o tesão que eu estava, minha vontade era cair de boca ali mesmo. Ele começou a se masturbar lentamente. Foi então que eu me ajoelhei na frente dele, que reagiu assustado:

- O que é que você vai fazer.

- Relaxa, Lucas. Eu vou fazer só uma brincadeira. Se você não gostar, eu paro.

Enfiei a boca no pinto do garoto, de uma vez só, pra não dar tempo dele reagir. Ele deu um gemido alto, meio de desespero e disse:

- Para com isso, Edu... isso é pecado! Isso é pecado contra as leis de Deus!

O que mais excitava era levar o garoto pro "mau caminho". Mamei caprichado, com gosto, mas devagar, pra que ele não gozasse rápido. Entre a religião e o prazer, ele gemia.

- Aiiiii... aiiiiii.... melhor parar... a gente não devia fazer isso.... ahhhhhhhhhh...

Como eu queria mais que uma chupeta, tirei seu pinto da boca e disse:

- Lucas, eu vou te ensinar uma brincadeira bem gostosa. Mas tem que ser no banheiro. Vem comigo.

- Mas e se alguém ficar sabendo?

- Não vai! É segredo nosso.

Eu praticamente tive que o arrastar pro banheiro. Ele estava com medo, mas excitado, pois seu pinto estava duro como ferro. Fiz com que ele tirasse toda a roupa. Tirei a minha, tomando o cuidado pra virar minha bunda carnuda pra ele.

- Vamos entrar no chuveiro - disse eu.

- O que é que você vai fazer?

- Confia em mim.

Abri a água e começamos a nos banhar.

- Passa a mão no meu bumbum, Lucas. Olha como minha bunda é gostosa.

Ele começou a apertar minha bunda, meio desajeitado. Tudo era novo pra ele. Então eu abri minha bunda com as mãos e pedi:

- Esfrega teu pinto no meu rêgo.

- Não... isso é pecado.

- Não é não... é só brincadeirinha de amigos. Todo mundo faz isso. Só esfrega, vai...

Ele começou a passar o pinto na entradinha. O prazer era indescritível. Sentir o calor daquele pinto virgem no meu cuzinho. Deixei o pinto dele encaixado e comecei a rebolar de leve.

- Seu pinto é tão gostoso, Lucas... esfrega mais, vai...

Ele não respondia. Sua respiração estava acelerada. Ele sentia medo, mas também gostava, pois seu pinto era uma verdadeira estaca de tão duro. Só faltava uma coisa.

- Lucas, eu vou te ensinar uma coisa bem gostosa...

Peguei um frasco de condicionador que estava no box. Lambuzei bem o meu cuzinho. Dei uma chupada gostosa no seu pinto antes de lambuzá-lo com o mesmo condicionador. Era o lubrificante que eu tinha à mão, então ia ser no improviso.

- Encosta teu pinto bem no meu buraquinho... depois empurra.

- Não... isso é errado. A gente já foi longe demais!

- Só um pouquinho... é só brincadeirinha...

Ele cedeu. Encostou e começou a empurrar, muito de leve.

- Empurra, Lucas... empurra pra dentro do meu buraquinho...

Com a experiência adquirida nas fodas com meu cunhado, deixei meu cuzinho bem solto. Senti a cabeça do pau entrando.

- Vai... empurra mais... até o fim!

Aquele pinto entrou todinho no meu rabo. Minha vontade era gritar de tesão. Poucas semanas atrás eu era o garoto virgem, e agora eu já estava ensinando, tirando a virgindade de Lucas. Eu me senti puta, vadia, e adorei aquilo.

Ele era tão desajeitado que eu tive que pegar as suas mãos e colocá-las no meu quadril.

- Agora vai metendo, pra dentro e pra fora.... assim, mete...mete na minha bunda.

Ele foi metendo. Gemia, um gemido de tesão mas também de culpa. A única coisa que ele disse foi:

- Ai meu Deus.... Eu não acredito no que to fazendo...

Disse isso, mas não parou de meter. Eu empurrava meu bumbum pra trás, pra alojar aquele pinto até o último centímetro dentro da minha carne. De bunda empinada, mãos apoiadas na parede do box, eu me sentia a verdadeira fêmea. Ele acelerou as bombadas, e eu senti que ia gozar. Ele disse:

- Aiiii.... hummmm... é melhor parar... senão eu vou gozar!

- Não para! Não para! Mete mais... pode gozar dentro... goza!

- Ahhhhhhhh.... ahhhhhhh eu vou... eu vou.... ahhhhhhhhhh...

Ele empurrou até o fim, e eu senti sua porra me invadindo. Porra de leke virgem, crente, que descobriu o prazer de meter.

- Não tira o pinto de dentro que eu vou gozar também! - ordenei.

Acelerei minha punheta e gozei gostoso, soltando vários jatos de porra nos azulejos.

Assim que eu gozei, ele tirou o pinto do meu cu. Minha vontade era beijá-lo na boca, mas eu sabia que aquilo seria demais pra ele. Ele lavou seu pinto, que estava todo lambuzado e saiu correndo do box.

- Onde você vai?

- Vou embora! O que a gente fez foi pecado!

Tentei impedi-lo, mas não teve jeito. Foi questão de segundos e ele fugiu de casa, assustado. Depois disso, ele passou a me evitar. Quando ele me via na rua, entrava em casa.

Eu não liguei. Sabia que ele devia bater umas punhetinhas pensando em mim, do mesmo jeito que eu bati pensando no que tinha feito com ele.

O crente bobinho já não era mais tão bobinho.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/01/2019 22:31:57
🤣🤣🤣🤣
31/10/2018 17:31:30
kkkkkk
25/01/2017 09:20:53
Viado a senhora e safada adorei
08/01/2017 23:25:48
NOSSA ESSE FOI O MELHOR CAPÍTULO!!! CONTA MAIS HISTÓRIAS COM O CRENTE!!!!
04/01/2017 08:30:58
Comer um cuzinho é tudo de bom
03/01/2017 20:48:31
Gostei
03/01/2017 18:57:27
Bom
03/01/2017 18:32:03
muito bom
03/01/2017 16:44:43
Excelente. Gozar enquanto está com o pinto do parceiro dentro do cuzinho da gente é ótimo. Isso relembra minha adolescência. Leia meus contos.
03/01/2017 16:40:24
Delicioso !!!

Online porn video at mobile phone


rapaz chupando o pau do outro rapaz no fundó do onibunscudemachopornografiaContos Gay Iniciado pelos guri depois pelovídeo de menininhasquando esta dando a buceta ela grita de dorContos eróticos procurando aventura no clube de campoxvideos safada dirigindo e batendo punheta p pistoludoadolecens safadas trazandocontos de sexo depilando a sogracontoseroticos/mulherdopastorconto casada pinto itu cornocontos eiroticos leilaporncontos eroticos de mulher sendo xingada e tomando tapa ma caracontoseroticocasadasMadrasta maliciosa cornocasadoscontosnoracontos gays de incesto cnn-maduro comendo menino afeminadonovinha da loja um e noventa e nove mostrando a bucetanovinho novinho da rola grossa calçando o amigo g****** muito dentro XVídeosdois negao dt realizando fantasia de n mulher casada porno doidoxvideo mule vigata nacaza da amigaconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancoso cu fudidos de diaristascontos eróticos irmao roludo arrebentou meu cabaçopornô queridinho da titiaentregei uma pizza e mepagou com boquetecomendo a gostosa xvidel 1ou 2minutos xvidelVidios porno loirinha magra consegui colocar.um pau de 60m no cu xvidios.comcontos eróticos meu irmão pediu pra mim conpra umas coisinhas pra eleContos d casada com cu arrombad por negroes traficantzoomfilia com eguanovinha chupa uma jeba por R$10,00iniciou programa travesti cuzinhoconto homem velho estrupa guri pequenofrases cunhada chifreraapaixonado por dois brutamontes da faculdade 12porno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porraler relatos pornos de estrupos xe vovozinho com netinhasxx video madrata ponheteira na madrugadafilme pornô a mulher transando com homem dentro da piscina se afogando na piscina em cima da cadeira na camadentista loira casada contosxvideo com os corno conformados vendo sus esposas sendo arrombadasnovinha.commamano no banheiromassagem nos pezinhos da minha irman contos eroticoNei+sei+como+cabeu+aquele+pinto+na+mia+buceta+conto+eroticocontos eiroticos leilapornconto gay contei pra ele que queria dar pra eleesposa e acediada pelo patrao do marido pornobranquinha de cabelo preto baby doll da buceta inchadasarrano e gozano geytravesti comendo novinhamae chupou o pau do filho gayfoto da movinha mostrando a bucetinha vircenConto erotico de sogra lesbica gravidapirulito do titio contos inocentexxvideomae deita sem calcinha na cama com o filho e ele come sua bucetaporno.padrasto.esculacha.panteras.xxamigas segurando a amiga pa ser estrupada na despedida de solteiraxvideosvelhopegandonovinhaum abraço para os punheteiro e um beijo pra quem leu erradovídeo de 2 minutos novinha galeguinha baixinha deitado na cama de casaladoramos fuder em familia contoscontos eroticos, isso chupa meu peito esfrega meu grelinho faz sua putinha gozarquando ela me pede .me bate com forca me xinga de puta safada vadia eu urrava de tesao.conto erotico incestoXVídeos coroa do escritório cabeludo tocando seg****** de esguicharFilha dormindo debruço o pai montou em cima e comer uma bundinha vendo pai comendo autor,Vamp19-Contos EróticosComendo a ninfeta grudadinho nelanha video amador roludor botando novinha pra fazer de tudorcaseiro homem sai e o jardineiro come cu da mulherOk pornô gay d********* escondido pornô gay com alguém daqui a pouco pensativo alguém sexo pornô gay sexo transando mulheres transando com a cunhadamarido corno procura homem para esposa puta em porto alegresessentona casada carente de rola sozinha no fim de semanawww.mae nao aquento filho pausudo bocetaoxvvideo primo tocando puiheta é prima dacontos erótico velho dedilhando a bucetinha xvideos matasdra e imediatocache:zdorovsreda.ru/texto/2013051431porno serena ali doeuMostrei a rola pra minha cunhada ela endoido falou que nunca tinha visto uma rla grande