Minha Primeira Traição Lesbica com Scat

Um conto erótico de Sulinha
Categoria: Homossexual
Data: 04/01/2017 16:48:08
Nota 10.00

Minha primeira traição lesbica com scat

Olá leitores este e o meu primeiro conto, quero dividir com vocês a minha primeira experiência com outra mulher, mas antes vou me descrever.

Me chamo Sueli tenho 33 anos e sou morena baixa com seios médios e bunda media, tenho cabelos pretos nos ombros e sou casada há 12 anos e tenho uma filha de 6 anos. Adoro muito sexo quando não chego muito cansada do trabalho faço sexo com meu marido, assistimos filmes pornô para transar com ele e sempre que ele não está eu toco uma siririca e gozo bastante melando a cama.

Bom tudo aconteceu com uma amiga minha de trabalho que até hoje ainda trabalhamos juntas, sempre fomos muito amigas e com isso dividimos confidencias uma da outra, esta amiga se chama Valneide, certo vez ela me contou que tinha uma atração muito forte por outras mulheres e já tinha até relacionado com uma chegando até a morar juntas. Uma vez perguntei como elas transavam e me contou com todos os detalhes e enquanto ela contava sentia minha buceta ficar melada.

Mas passou alguns dias e sempre continuávamos trocando confidencias eu falava o que eu e meu marido fizemos na transa e o q aconteceu nos filmes que assistimos e ela me falava de sua namorada. Em uma quarta feira ela me chamou para passar o dia com em sua casa e perguntei ao meu marido se ele deixava e ele concordou sem problemas então no domingo fui ao seu encontro fui com um short jeans, blusinha e uma lingerie sexy mas sem nenhuma intenção de transar com ela. Chegando em sua casa ela estava apenas com um vestido curto e calcinha sem sutiã dando pra ver os bicos dos seios quase furando o vestido.

Ajudei a fazer o almoço para nos duas, depois que almoçamos falei como tinha sido minha última transa que foi na madrugada de sábado para o domingo e ela me disse que estava ficando excitada porque contei nos mínimos detalhes. Ela falou que adorou a parte que eu contei de como eu tinha gozado no pau do meu marido e como ele gozou dentro do meu cu e estava com tanto tesão que acabei chupando o pau dele depois que ele gozou, coisa que nunca tinha feito ainda mais retirado do meu cu e todo gozado, eu também disse que o caralho do meu marido estava bem melado de porra com gosto de cu e um pouquinho marrom.

Ela perguntou se me deu vontade de cagar eu disse que sim, mas já tinha cagado e depois passa dando mais tesão. Nisso percebi que ela passou a mão em sua buceta e disse que estava pensando em algo, perguntei o que seria e logo ela falou que estava com muito tesão e queria me chupar todinha. Na hora eu gelei e fiquei envergonhada mas disse a ela que eu já tinha tocado uma siririca pensando nela, depois disso ela veio mas pra perto de mim e me beijou, um beijo muito quente e com muito tesão, sua mão chegou logo no meu seio esquerdo e apertou bem forte me dando mais tesão então fiz o mesmo no dela, sua língua passeava dentro da minha boca e depois chupava minha língua então aquilo foi ficando cada vez mais forte e com muito tesão, apertávamos uma na outra então ela tirou minha blusa e começou a me beijar o pescoço até chegar perto dos meus seios, nossa sentir aquela sensação de ter outra mulher me beijando foi muito gostoso, logo ela desabotoou meu sutiã que era na frente e meus seios ficaram a amostra dela ela admirou eles e viu que o bico do meu peito direito estava bem duro e grande mas o do peito esquerdo estava pra dentro e logo ela tratou de começar a mamar tentando tirar ele pra fora como estava com muito tesão logo ele saiu, ela então se levantou e tirou seu vestido e vi aqueles lindos par seios grandes com bicos pretos diferentes para mim porque ela era branca e com bicos grandes também bem duros ela me puxou para ficar em pé e pegou minha cabeça para os seus seios lindos foi ai que eu mamei aqueles seios maravilhosos, enquanto mamava em um apertava o outro e fiquei nisso por um bom tempo, daí então percebi que ela segurava forte meu cabelo e empurrando minha cabeça contra seus seios.

Ela puxou minha cabeça tirando e me beijou então ela me puxou para o seu quarto e deitamos na cama uma olhando para a outra eu fiquei por baixo e ela por cima começamos novamente a nos beijar, mas logo ela começou a descer sua língua pelo meu pescoço até chegar nos meus seios apertando bem forte aquilo estava me dando um tesão bem forte com gemidos altos e ela percebeu passando a aperta mais forte ainda e assim meus gemidos ficar mais alto.

Ela continuou a descer sua língua maravilhosa pela minha barriga beijou meu umbigo e chegou até o meu short desabotoou baixou o zíper e tirou me deixando de calcinha que era da cor branca ela viu que estava bem melada, ela então levantou minhas pernas me deixando na posição de frango assado e passou um dedo por cima da calcinha puxou até um fio de baba e colocou em sua boca, novamente passou o dedo agora mais forte então gemi e seu dedo desceu até meu cu ela estava tentando meter seu dedo no meu cu por cima da calcinha e perguntou se eu estava gostando, respondi com um gemido dizendo que sim, com o dedo indicador empurrava contra o meu cuzinho e o dedão ficava passando em cima do meu grelo deixando minha calcinha mais melada e eu segurava minhas pernas então ela mandou que eu apertasse bastante os bicos dos meus seios e logo fiz o que ela mandou logo após ela puxou minha calcinha pra cima colocando ele entre os lábios da minha buceta depois passou a esfregar no meu clitóris que queimava doía mas o tesão era maior logo após fazer isso por alguns segundos ela tirou minhas mãos dos meus seios e ela mesmo passou a puxar os bicos bem forte disse que agora em diante eu era a sua puta fazendo eu repeti que eu era sua puta, prostituta, vadia, cachorra, piranha, galinha e safada e todos esses xingamentos me deixava maluca.

Ela se levantou e tirou sua calcinha uma buceta peluda em cima e dos lados e com um grelo grande e sentou-se em cima do meu rosto senti aquele cheiro forte de porra de mulher já que ela estava bastante melada e começou a passar por todo o meu rosto deixando melado com sua baba que escorria da sua maravilhosa buceta, então ela parou na minha boca e mandou que eu chupasse seu grelo enorme assim fiz com isso ela chupava lambia e ela gemia alto segurando minha cabeça e empurrando contra sua buceta, ela rebolava muito deixando minha boca melada depois pediu q eu deixasse a minha língua de fora e colocou o buraco da sua buceta minha língua entrou e senti o gosto da sua xoxota cabeluda ela começou a descer mais rápido e senti um gosto pequeno de mijo escorrendo pela língua então ela parou subiu mais e disse que era pra eu deixar minha boca aberta e vi que ela estava querendo mijar ela segurou minha cabeça para que eu não virasse a cabeça então começou a sair um mijo quase transparente mas com um gosto forte, claro não consegui beber todo o seu mijo mas uma grande parte eu bebi ela perguntou segurando minha boca se eu havia gostado daquilo e disse que sim ela falou que mais tarde eu teria mais me dando um tapa na cara e me xingando de puta safada ela então levantou-se tirou minha calcinha e passou a tocar uma siririca em mim me deixando melada nisso ele meteu dois dedos na minha buceta melada com a outra mão ela puxava os pelos de minha buceta, (tenho pelos na minha buceta porque meu marido gosta da minha xoxota bem peluda, mas sempre aparo meus pelos) enquanto doía de um lado sentia tesão do outro e eu sempre gemendo cada vez mais alto e ela continuava a me xingar de várias coisas e seus dedos entrava mais rápido, mais forte na minha buceta apertada disse para não parar que eu estava gozando, mas ela fez o contrário parou de meter os dedos, tirou de dentro e com um dos dedos meteu no cu primeiro meteu só a ponto do dedo depois meteu o restando do dedo e assim ficou indo e voltando devagar depois meteu outro dedo nisso eu gemia mas estava doendo e eu estava tentando sair disso mas ela segurou minha pernas deixando minha bunda mais para cima e passou a meter mais rápido então ficou ajoelhada tirou os dedos abriu minhas pernas e mandou que abrisse minha boca colocando os dedos dentro e chupei o gosto do meu cu, mas percebi um gosto amargo mas nada falei, em seguida ela tirou os dedos da minha boca e me beijou depois foi para baixo de novo e meteu os dois dedos na minha buceta e meteu até quase novamente eu gozar mas novamente tirou e meteu os dois dedos no meu cu e disse que só iria tirar o dedo dentro do meu cu quando eu gagasse e não estava muito longe porque na primeira vez que ela meteu os dedos eu já havia sentido vontade de cagar, disse a ela para não fazer isso mas como eu estava totalmente dominada ela apenas sorriu e continuou a meter forte no meu cu estava sentindo tesão e vontade de ir ao banheiro ao mesmo tempo logo não resisti mijei e veio logo um peido e meu cu fazendo pressão para a bosta sair com a outra mão ela passava o dedo no meu grelo que estava bem duro, assim ela tirou os dedos do meu cu e caguei dois toletes duros, vi seus dedos melados de bosta e colocando em sua boca me dando nojo na hora quase vomitei mas consegui segurar ela me colocou de joelhos e pude perceber minha bosta misturado com mijo em cima de sua cama.

Ela pegou um dos toletes de bosta e passou nos seus seios deixando todos fedidos e melados e pegou meus cabelos puxando minha cabeça contra seus peitos melados de bosta e disse que era para eu mamar mas viu que eu não abria a boca então ela me deu um tapa na cara e logo em seguida me chamando de puta dela então novamente puxou minha cabeça para os seus seios e senti o gosto da minha bosta um gosto amargo e enquanto eu mamava seus seios com bosta ela me masturbava minha xoxota ardendo de tesão alguns minutos depois já com muito tesão novamente nem estava mais ligando para o gosto queria mesmo era chupar aqueles enormes seios dela.

Ela perguntou se eu queria gozar logico que disse que sim, então ela me deitou novamente pegou o outro pedaço de bosta e passou na minha buceta depois começou a chupar meu grelo bem forte e me deixando maluca, minhas pernas tremia de tesão e após alguns minutos gozei como nunca tinha gozado nem com o meu marido tinha me feito gozar assim, melei todo o seu rosto com a minha porra acho que até dei uns squirts em sua boca, ela se levantou e colocou sua buceta contra a minha e passou mais merda em nossas bucetas deixando meladas mais ainda, aquelas fricção buceta com buceta foi maravilhosa ela gozou jorrando a porra dela na minha e novamente gozei bem gostoso.

Hoje em dia ainda transamos sempre quando da, apesar desta ser a fantasia do meu marido me ver com outra mulher eu nunca contei da minha amante para ele e acho até que ele não desconfia de nada.

Hoje em dia quando meu marido chega do trabalho suado peço logo a ele para a gente transar e assim acabo chupando o cu dele suado e sujo já que ele anda bastante as vezes sinto até gosto de bosta dele colocando minha língua dentro do seu cu, qualquer dia vou fazer scat com ele.

Homens e mulheres que queira conversar ou trocar experiências ou até mesmo encontrar para uma boa trepada com scat (merda e mijo) me add no meu Skype: [email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/04/2019 05:47:06
Oi sulinha não tenho Skype mais entre e contato comigo para trocarmos experiências
19/01/2019 09:33:20
ótimo
21/08/2017 22:32:34
Ola sulinha, nao tenho skype, porem, adoraria trocar experiencias com voce, meu e-mail é

Online porn video at mobile phone


policiau sarado de sunga esitado nuXsvideos punheta na frente da curiosaQERO VE COMO EO PRIQITO PODETOxvideosdificil pra vc lukapincelar no grelo XVídeosJaponesinha dandu u cusinhu pru negam bem dotadu 4gato sarado transa com amiga gostosa ponodoidoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhax novinsa mulhares 2019Baix porno emprensando na paredepiriquita britadeira evangelicaImagens em movimento 007 Sexo rubiaebetocontos eroticos dominada na frente do meucurradaxvideovídeo de pornô com cinquentona e cetonamulheris malhaodo porncache:9l6g7vPB4BsJ:zdorovsreda.ru/texto/201511412 consegui fazer minha esposa querer dar pra outro junto comigo quando ci tamanho da:rola ate:eu dei meu cu virei corno e viado contoeu, minha namorada, minha namorada e meu tioxsvideos macho submisorelatos eroticos dei minha bundinha e contei tudo a meu maridobuceta daomha patroaminha cunhada me procurou para treparmulheresacademiasexowww xvidios brasileiro mães filhas e tias e comadres com afilhados comVer contos de ciume do diario de um guei (sobre alam e biel).porno e escondim uma camera e vim a putarinhaconto erótico pomba gira contos de podolatria scarpinfato real de noiada chupando rolaputaria brasileira com esfrega cospida no rosto da amiga judiciaria tatuada pornozoofiliacontos erótico arrombada por um gorilasexo dedada chulpastor alguma pausado comendo novinha apertadinhaZelou e gozou dentroconto erotico ocheirinho gostozodo meu cuzinho na minha calsinhaGta brut mulher nuaminha sogra me pediu para me dar de mamar para ela contos eróticoscontos eróticos babá olhando só de short sem cuecacontos erotico de puta querendo rolaqero vido de transafamiliarvibrando paz e do negão no sexo anal f*** sobre01H00PORNOconto erotico de irmao do meu colegar saradao mim comeu brutalmente gaycontaminando a dona de casa nova premera parte contosmamaes com shortinho folgado entrando na vara pornoporno gay com vendedor de porte e portaContos eroticos elacareca peladamulheres que nao aguentaram dar o rabo pra bem dotadosadolecente finge durmir so para sentir o pinto do irmaotorei. a cabeça da grannybaiana lavano a bucetonaapica tatoda no cu da brasileira e ela pedi maispauzudo passando a vara no meninocontos eiroticos leilaporncontos eroticos cunhado com scatwww.xvideos/maior testao de buceta ele nao rezistiumargarinas na buseta e no cuporno. minha filia foi. toca. uma. pueta xoroupintudo lasca a priminhaConto erotico umaa muler muito ssafaadasadomasoquismo p*** relinchando analporno irmao irma vide alvivo mas avansado cozano dentro da bucetapornou homem nao aguenta e goza na burcerta da putaporno chantageada para fazer programa contomeu dentista me abusou contosalfaiat xvídiomulequinhos surfistas pauzudos pornocontos coroa implorando por uma pica