Desabafo de uma mãe - cap III - (seus dedos em mim)

Um conto erótico de Sonia Mello
Categoria: Heterossexual
Data: 03/01/2017 15:56:23
Última revisão: 04/01/2017 13:51:28
Nota 10.00

Quando eu acordei no dia seguinte daquele beijo, minha cabeça rodava. Eu não podia acreditar no que tinha acontecido. Meu filho e eu tínhamos nos beijado na boca e de língua. E ele ainda tinha esfregado o pinto duro em mim. Culpa e remorso inundavam minha alma. Por sorte, quando acordei, ele já tinha ido pra faculdade. Eu não saberia como encará-lo. Chorei, mas também lembrei de como aquela boca era maravilhosa. Mas o que fazer quando ele voltasse para casa?

Ele só chegou em casa à noite. Nós dois estávamos paralisados, sem saber o que dizer.

- Oi, mãe...

- Oi, filho...

- Tudo bem?

- Tudo...

A conversa não evoluiu. Não tive coragem de tocar no assunto, nem ele. E por quase uma semana foi assim. Constrangimento, falta de coragem, incômodo. Durante o dia ele ficava fora e eu chorava desesperadamente, achando que tinha destruído a coisa mais importante da minha vida, minha relação com meu filho. Eu até evitava ficar na sala, preferindo me esconder em meu quarto. Até que um dia ele tomou a iniciativa e me procurou, quando eu já estava na cama.

- Mãe... precisamos conversar.

Ele se aproximou e deitou na minha cama, ao meu lado.

- Por que é que você tá desprezando, mãe?

- André! Não fala isso! Eu nunca vou te desprezar!

- É por causa do que aconteceu aquele dia, não é?

Eu tive que me segurar pra não chorar na frente dele.

- Filho, o que a gente fez foi errado. Mas eu estou disposta a esquecer aquilo.

- Mas eu não estou, mãe...

Senti um frio correr minha espinha. Ele prosseguiu:

- Por que é errado um filho demonstrar amor pela sua mãe?

- André, você sabe que não é assim que se demonstra amor pela própria mãe!

- Você não gostou do que aconteceu? - ele perguntou, e aproximou o rosto do meu.

- Eu já disse que foi errado.

- Eu não perguntei se foi errado. Perguntei se você não gostou, se achou ruim.

Eu me senti encurralada. Como eu poderia dizer que "achei ruim" se retribui o beijo, até gemi? Fiquei sem resposta. Ele continuou o cerco:

- Pois saiba de uma coisa, mãe: eu não me arrependo. Porque aquele foi o melhor beijo que eu dei na minha vida. Pois eu sei que a mulher que eu beijava é a única que me ama realmente. E vice-versa. Foi por amor.

Falando assim ele me abalava, me derretia. Mexia com minhas carências, não apenas sexuais, mas afetivas. Tentei argumentar:

- Filho... isso é pecado! É contra a natureza!

- Quando você beijava aquele parasita do meu pai não era pecado e ele te traiu. Quando eu beijava aquela puta da minha namorada não era pecado e ela me chifrou. Agora você quer me convencer que nosso beijo foi pecado?

Ele sabia me deixar sem resposta. Ele foi chegando perto. Passou a mão no meu cabelo. Meu coração disparado parecia que ia sair pela boca.

- Mãe... por mais que você ache errado, eu sei o que eu senti vindo de você naquela noite. Eu senti o seu corpo respondendo. Senti a sua alma. Eu te amo, cada vez mais!

E então sua boca linda se aproximou. E nos beijamos. Da primeira vez nós estávamos chapados por dividir um cigarro de maconha, mas dessa vez estávamos sóbrios. Mesmo assim, eu não tive como reagir. Aquela boca, aquele corpo me apertando, aqueles braços me envolvendo, tudo tinha o mesmo efeito de uma droga.

No começo eu até tentei fechar os lábios, mas a resistência não durou muito. Sua língua quente e úmida invadiu minha boca. Nunca senti um beijo tão intenso.

Ficamos um tempo enorme com nossas bocas grudadas. Eu queria parar com aquilo, mas não tinha coragem. Faltava reação. Até que senti a mão dele tentando entrar por baixo da minha blusa. Só então consegui parar aquele beijo.

- Não, André... não faz isso...

Não adiantou. Sua mão forte, e ao mesmo tempo suave pousou sobre meu seio esquerdo. Ele não apertou como um bruto. Ao contrário... tocou suavemente e com os dedos acariciou o bico do meu seio, que já estava entumescido de tesão. Quando eu tentei falar algo sua reposta foi me silenciar com seu beijo.

Por alguns minutos eu senti o prazer de ser beijada e ter meu seio acariciado. Remorso e prazer lutando um contra o outro. Até que ele tirou sua mão do meu seio. Pensei que lhe tivesse batido o arrependimento, mas a sua mão começou a passar pela minha barriga e eu notei o que ele ia fazer. Não demorou para que sua mão rumasse para baixo. Minha reação foi de choque:

- Não,filho! Isso não! Pelo amor de Deus! - exclamei e segurei seu pulso com firmeza.

- Deixa, mãe... eu só quero te sentir... só quero te dar carinho...

- Não... isso não...

Eu segurava mas ele forçava. Seus dedos passaram pelo elástico da calça de moleton que eu usava. Avançaram pela calcinha. Ainda tentei um último pedido:

- André...

- Eu te amo, mãe...

Seus dedos tocaram meus pelos. E avançaram mais, até tocar meu clitóris. Minha reação foi um gemido, quase um grito:

- Ahhhhhhhhhhhhh.....

Não tive mais como segurar seu pulso. Seus dedos tocavam meu grelinho. Deslizaram de um jeito que não permitiu disfarçar o quanto eu estava ensopada. E ele começou a me masturbar. Com uma habilidade incrível. Fazia movimentos precisos, suaves, circulares. Ele juntou seu corpo ao meu, e eu pude sentir o seu pau duro encostando no meu quadril. Ele sussurrou no meu ouvido:

- Eu te amo, meu amor... que tesão... tá molhadinha... te amo muito, mãezinha!

Ele acelerou os movimentos no meu clitóris e eu gemia sem controle. André, mostrando que era um amante fantástico apesar da pouca idade, lambia meu pescoço, enfiava a língua na minha orelha e sussurrava:

- Goza, mãe... goza gostoso, vai...

Eu não tinha mais como segurar. As únicas coisas que consegui balbuciar foram:

- Eu.... eu.... vou... eu vou.... AHHHHHHHHHHHHHHHHHH.

E gozei... gozei horrores, como nunca tinha gozado. Foi tão forte que apertei minhas pernas, com a mão dele no meio. Ele tentou me beijar, mas eu estava quase desmaiada. Demorou um pouco para que eu conseguisse estabilizar minha respiração. Um orgasmo enlouquecedor.

Quando consegui finalmente abrir os olhos, vi o rosto lindo do meu filho olhando pra mim, sorrindo.

- Mãe... como você goza gostoso. Eu te amo demais!

Depois do prazer sempre vem o arrependimento, a culpa, a raiva por ter cedido.

- Filho... pelo amor de Deus... o que tá acontecendo com você... conosco? Isso é errado!

- Mãe... errado é não amar. Você gozou, sentiu prazer... e eu também. Olha como eu estou.

Ele disse isso e esfregou o pau duro em mim. Eu senti que se não botasse um freio ele ia querer me comer.

- André, por favor... vai pro seu quarto.

- Não, mãe... hoje eu quero dormir aqui com você. Quero dormir abraçadinho, te proteger.

Ele podia estar tarado, mas dizia coisas tão românticas que me balançavam.

- Deixa eu dormir aqui com você. Eu prometo que só quero dormir abraçado.

Eu devia negar, mas a carência que sentia, aliada a doçura do meu filho me impediam de rechaçá-lo.

- Se você dormir aqui, promete que não vai tentar nada?

- Prometo, mãe... juro.

- Então você vai dormir com essa bermuda e eu não vou tirar a calça. Se você tentar alguma coisa, eu juro que vou virar um fera.

- Prometo, mãe... eu juro.

Ele apagou a luz e se encostou atrás de mim. Ficamos de conchinha. Apesar de estar cheia de culpa, eu admito que me senti incrivelmente protegida com seu abraço. Como ele não tinha gozado, é claro que seu pau duro, mas ele nem esfregava. Um filho "respeitador".

Ele beijou minha nuca e disse:

- Te amo, mãe... te amo mais que tudo.

Acabamos adormecendo. Dormi tão protegida, tão aninhada, que consegui esquecer o sentimento de culpa.

O que aconteceu no dia seguinte eu contarei no próximo capítulo.


Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive Soniamello2 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/09/2019 02:39:59
Amei
13/05/2019 00:41:00
Maravilhoso!!!
17/04/2018 09:46:30
Excelente
09/03/2018 15:13:58
Estou gostando!... 10.
dmm
03/05/2017 13:32:23
Que coisa mais deliciosa.
21/01/2017 12:32:32
Delícia
19/01/2017 09:44:25
Sem palavras
17/01/2017 01:39:47
Que tesão de história
15/01/2017 08:10:16
06/01/2017 23:26:25
04/01/2017 15:27:05
nossa que história sensacional! acho que não tem mesmo que sentir algum remorso, amor é amor mesmo que seja entre mãe e filho, ainda mais quando não é puramente sacanagem e sim com amor de verdade.
04/01/2017 09:38:48
Sônia, cada vez melhor!! Gostaria de te ver!!
04/01/2017 05:38:09
Mais um capítulo maravilhoso dá sua história. Não exite mais: seu homem saiu do seu ventre!
03/01/2017 22:28:04
Outro belo conto. Esperando a continuação
03/01/2017 22:09:54
Li os três capítulos de sua narrativa. Muito bem narrada, bem escrita e colocando muito bem descrito um drama de consciência e ao mesmo tempo um grande desejo. Vai evoluindo bem. Mas poderia ir um pouco mais além em cada parte. Essa divisão fracionada reservando momentos mais íntimos em cada parte torna a história meio "cronica da morte anunciada" e já que sabemos onde isso termina, ou começa, poderia ser menos picada. Sugestão. Sua narrativa é boa e se for verídica coloca de fato um grande dilema para esses personagens. Parabéns! Incesto tratado com respeito e comedimento. Gostei.
03/01/2017 22:00:17
Excitante, muito bom
03/01/2017 21:48:07
Sempre melhorando... Continua. Bjo.
03/01/2017 17:40:54
Ops,ótimo conto gata,q tal trocarmos contato.
03/01/2017 17:30:40
Ótimo conto cara, continue .
03/01/2017 16:38:58
otimo nota 10

Online porn video at mobile phone


Coroa pelada trazia com marido estupra ela não reclama de nada ela ficaXVídeos cara tapeando coroa na rua de saiaConto erotico virando gay cem quere e a força e chxvideos essa mulher fezes 32 homens de trouxacontos herotico ela peido perto de mi comi o cusinho delacontos eroticos craqueiragordas de foi dentautouro estrupado uma. gostosa e ela fica muito esitadavideos de bucetas intaladas na rola grossacontos eroticos de mulheres falando de pau pequeno e finonovinha deixa pirocudo gozar dentrodabucetasvideos porno gratis das loiiraas novinhas taatuadascontos eiroticos leilapornconto erotico o negao e a japinhaeu quero ver vídeo pornô primo comendo a prima linda hein galeguinhaeu quero ver as feirense mais peladas dando e gemendo e gritando gostosoencanador do pau cabecudo comendo o cu da dona de casaconto erptocp metroezibir vidios o cacorro e criado desde pequeno com a menina derrepente ele resoçve comer a buceta delahomem cherando a caliçnha e fudendo pornodoidovideo de mulhe no banheiro tomando baio pegado pombaXvideo negra dormindo domado rolaMenininhas inocentes se convenceu e gosou na pica gigante videos pornocontos eroticos arombada nadpponhei chupa meu pinto sua vagabunda na vizinhapornoxvideos levo a gostosa anda de moto e comeu ela no matoxvvideos mulher vendada. se assusta com surpresa do marido cornoconto o corno manda faze uma tatuage na buceta da minherVamp19-Contos O Doce Nas Suas Veiasxvideo ensinando boiarsocaaa com força malandroContos eroticos 16contos eroticos meu pai me comeu quando estava dormindo wattpadcontos gay dadinhopca groca cabecuda gozando dentro video pornoxisvideo.pragas.do.cu.de.casadasconto erotico romulo gayxvideomamae sozinha em casanovinhas sentada no onibus de shortinho e mostrando a buceta noxvideovelinhos tentando meter com netinhas novinhas e n aguenta xvidiosbest camerassogra gostosa morando nacasa dogerolangonha conto heteroconto erotico de carol cavalabunduda agachando para pegar objetos do chãoconto erotico bandido queria a bunda da minha esposalevei minha esposa num glory hole conto realquero ver vídeo de novinha mostrando a b***** patinho que rola patinho de rola b*****mae beba fas fiho chupa putariabrasileiranovinha dando pra velho rabuchentohomens pretos.com pau sentindo muito prazerenorme gozando dentrominha sogra cornia meu sogro xvideoconfissoes como fiz pra seduzir meu cunhadocontos/Arrombada no matagal por negoesbaixa vdeos dos porno mas iclivesHistórias Eróticas de velho com siliconadaconto comeu mae aleijadax. boqetequadradinho erotico incesto COM HUMORela grita mas picudo atoxaAs Panteras pornô padrasto fode enteadqecontos erotico de enpregada gostosa e patrao mais velhoconto erótico depiladora travestifudendo com marinestecontos gay babydool maepunindo escrava sadomasoquismoFiquei toda arregaçada com o pedreirocarente abraçadinha no sexo pornoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhavideos novinhas fazendo sequioso e gozandocontos eroticosinha bucetinha apertadaPorhb vovo porfavor nao fasa iso eu ainda sou mocinha eu nao quero contos eroticostirinha de Filosofia na rola no cú de dona Florindanovinha aser estuprada com padrasto aser disvirginado encuanto dormeminha sogra um pecado de mulher contosarmei muito bem armado e conseguir comer minha esposa junto com outro macho pauzudoconto de mulher casada batendo ciririca com pepinonetinha tarada bicando e rolavidio porno tarado enfiando pinto por baixo do xorte da mulhercontos eroticos de mulher fazendeiraler contos eroticos menageminha sogra ensinuou e eu transei com ela pornô brasileiroxvideos gata novinha virgem perdendo a virgindade .sai pra ir na igreja e acabou indo foder no.motel levantou a saia cunprida e gozo gostosomeu padrasto me encochava contos eróticos de gayszairense fodendo com cavalocontos eroticos casada se exibindo pro montador de moveisgaieras nuonibusescondendo atrás do Paiol pornôXvidio.com/iniciador a filha you tube video de cachorro gigante com cadelatransando e mostrando ele engatadocontos eroticos dando o cuzinhi e a boceta pro molekis da vizinhancacu arrombado da minha esposa depois da noitadamorri de pornô com a Gretchen chupando uma pista de um homem no vídeo pornô