Foi brincar com o velhinho e me fodi

Um conto erótico de Ângela, casas e safada
Categoria: Heterossexual
Data: 27/10/2016 11:45:32
Última revisão: 31/10/2016 06:52:06
Nota 9.67

Olá queridos

Como já sabem, me chamo Ângela,eu e meu marido adoramos um bom sexo e sempre que dá, brincamos a três, o que eu confesso adorar!

Bom, vamos ao fato.

Estávamos já ha algos meses tendo um delicioso haffer com nosso amigo Haitiano Gean!

Confesso que me deliciava na rola imensa dele, que me arrombou toda e de todas a formas possíveis.

Mas, infelizmente meu adorado amigo e seu paixão de chocolate tiveram que ir embora, pois a obra em em que trabalha vá, havia acabado

Confesso ter ficado muito triste, pois já estava viciada na rola dele é do jeito que me fazia gozar feito louca, e também sentia falta dele é de meu marido me comendo, pras meninas que não provaram ainda e uma delicia levar vara no cu e na bucetinha!!! Você goza feito uma vaca!! Kkk e bom d+.

Bom, eu meu maridinho metiamos todos os dias e ele até comprou anel peniano pra matar um pouco da saudade do Gé.

Más eu ainda sentia falta do meu chocolate gostoso e enorme.

Então, enchia meus dias com outras coisas, academia com a casa e jardins e caminhadas e tal,

Certo dia decido ir a feira sozinha, e assim aproveitar pra andar um pouco.

Estava destruída escolhendo alguns legumes quando notei que seu Pedro dono da banca, estava olhando fixamente pra minha bunda enquanto eu estava curvada tentando alcançar algumas frutas que havia derrubado da prateleira.

Olhei pelo espelho que havia na prateleira e pude ver o safado do seu Pedro ficar babando no meu rabo enquanto ele alizava disfarçado seu pau por cima das calças.

Eu estava com calças de treinar bem colada ao corpo e lógico sem calcinha, pois não gosto que fique marcada, eu apenas coloco um protetor diário e as calças, me sinto livre pra treinar e acho que fica mais bonito e sexi.

Na hora pensei em virar para trás e xingar o velhote safado, só que ao invés disso senti uma pontada no fundo da minha buceta, e disfarçando ainda pegar as frutas espalhadas empinei mais meu rabo pro lado do velho e ergui umas das penas deixando ele admirar meu pacotinho comeu marido chama, este que estava grande devido o protetor diário e ainda dividido pelas calças super justas.

Seu Pedro e um homem já com seus secenta, setenta anos, negro de cabelos já brancos dos lados, com + ou - 1,85 grande e forte, com uma barriga grandinha e braços e mas enormes de quem pega no passado, talvez isso tenha me deixado com tezão na hora, a cor da sua pele lembrava meu Gé.

Mas com certeza o velhote não chegava nem perto dele, a talvez nem comece ninguém a muito tempo.

Más ainda assim dei aquela canja pra ele e vi seus olhos brilhantes ao ver minhas curvas e o jeito que ele apertava com força seu pau por cima das calças sociais de cor bege claro com aquele ar de vovó tarado me deixou molhada.

Me levantei e coloquei as frutas na cesta como se nem tivesse notado ele me olhando ainda puxei minhas calças atolando pouco mais na bunda e me virei indo em sua direçã.

Entreguei as sacolas pare ele passar e ele todo sorridente me agradeceu pela compra e se desculpou por não ter ido pegar as frutas caídas dizendo que seu joelho não o deichava agachar dereito e agradeceu novamente.

Eu na hora respondi

_ Imagine seu Pedro, não tem problema, mas o que houve com seu joelho?

Ele todo educado me disse ter dado uma batida descarregando a verduras cedo e ainda estava meio doido.

_nossa o senhor tem que se cuidar, por alguém pra lhe ajudar, afinal afinal já não é mais garotinho.

Ele riu e disse que não poderia, pois o lucro já era pouco sozinho, e se tivesse que pagar mais alguém então.

_ E eu ainda me sinto forte menina, a pesar dos meu 75 anos, faço caminhadas todo dia e pego no pessado, na verdade já estou acostumado e isso não se preocupe.

Enquanto seu Pedro falava, eu ficava observando seus dentes brancos e suas mãos enormes e seu peito peludo por baixo da camisa meio aberta e lembrava dele alisando a rola querendo minha bunda

Eu na verdade não houvia nada do que ele dizia, estava muito tezuda e com saudades da rola preta e gostosa do Gé

E ao mesmo tempo pensava, esse velhote não deve nem funcionarais e se funcionar deve ser um pau murcho e pequeno.

Mas o tezão tava falando mais alto e eu não queria esperar até a noite pra meiarido me foder e nem foder com um pau de borracha, eu queria algo quente e vivo e queria naquela hora.

_Então querida, deseja algo mais?

Seu Pedro perguntou issoe mostrando as sacolas já passadas em suas mãos.

Eu lhe paguei e peguei minhas compras e foi saindo, sabendo que ele me comia com os olhos.

Cheguei até a porta e olhando em volta notei que não tinha mais ninguém ali só estávamos eu e seu Pedro, levada pelo extazi e sentindo meu corpo todo estremecer de tezão voltei ao balcão e olhando o velhote nos olhos falei.

_ já estava esquecendo seu Pedro, eu quer muito a bela e grande berinjela, mas essas que estão nas cestas não servem, o senhor não teria guardada talvez uma beringela grande e bem escura por acaso?

O velhote ficou meu sem graça, e gaguejando falou que teria que dar uma olhada lá atrás.

_ tudo bem seu Pedro, não tenho pressa, estou sozinha em casa mesmo, e que hoje acordei com a vontade enorme de provar a berinjela bem suculenta, por isso vim até aqui, tenho certeza que as suas são deliciosas.

Seu Pedro se atrapalhou todo e disse que iria buscar uma caixa nos fundos e eu pude notar um certo volume aparecer em suas calças folgadas.

Ele saiu e eu logo foi atrás dele

_ Não precisa trazer a caixa toda, deve estar pesada eu posso escolher ai no seu depósito se não tiver problemas.

Lógico que ele já desconfiava da minha intenção é foi esperto

_Claro querida, por favor fique à vontade, eu já volto, vo aproveitar que é hora do almoço e baixar as portas, e saímos por trás da loja, tudo bem?

_Claro seu Pedro, fique à vontade que eu escolho aqui.

Logo escutei o barulho das portas sendo baixadas, e sentia minha buceta totalmente melada e pulsante e àquela loucura estava me deixando cada vez mais tezuda.

Vi quando o velhinho voltou com minhas sacolas em suas mãos com.e com um Sorriso largo e simpático.

_ E então minha menina, achou a berinjela que você queria.

Eu nem pensei, e peguei em seu pau por cima das calças e falei.

_ achei sim seu Pedro, só que acho que vou comer aqui mesmo.e ajoelhei em frente ao velhote que ficou paralisado c as sacolas nas mãos, e foi mordendo e acariciando pau por cima das calças, até chegar ao zíper e abrir para libertar aquele pau velho de sua prisão.

Eu imaginava que iria chupar. Pau mole e fino que não iria endurecer direito, mas eu queria gozar de qualquer jeito é já pensava em mamar até poder sentar em cima e cavalgar pouco até gozar e pronto.

Mas quando puxei a rola com a mão que deliciosa surpresa eu tive

A pica do vovó era incrivelmente grossa e com uma cabeça inchada e enorme, tava mole, mas era grossa assim mesmo e cabeçuda.

Eu tirei logo suas calças e vi suas bolas enormes penduradas em um saco gigante, sem muito mais, engoli a cabeça da rola e comecei a mamada me deliciando no gosto meio salgado de macho e sentindo o cheiro da pica melada dele que exalava no ar, foi mamando e alisando as bolas fazendo seu Pedro jogar as sacolas no chão e gemer de tezão.

Sentia minha buceta escorer e não acreditava no tamanho da pica do velho, era muito mais grossa que a do Gé e do meu marido, não era grande como do Gé, deveria medir uns 18/19 mais ou menos, mas era uma torra que ficava cada vez mais dura e difícil de engolir, mamaei gostoso na rola do vovó durante alguns minutos, até que ele me puxou os cabelos tirando a poça da minha boca e começo a esfregar ela na minha cara, me chamando de putinha gostosa, que eu era uma vagabuda bem gostosa e safada, e que ele tinha me visto olhando ele alisar a rola enquanto eu empinava o rabo oferendo a ele.

Me mandou tirar a roupa e abrir as pernas que ele queria me foder a buceta.

Eu como adoro ser tratada feito vagabunda, obedeci, e confesso sentia escorer meus fluidos pelas pernas de tanto tezão que estava.

Seu Pedro me pegou na posição frango assado e eu senti a cabeça da rola forçando a entrada, e antes mesmo de pedir pra ele ir com calma senti a pica me invadir toda de uma vezdeu um grito alto de dor ao ser penetrada sem dó pela rola descomunal do velho tarado, que começou a bombar na buceta sem piedade e nem ligando pros meus gemidos de dor.

_toma sua puta, táva querendo rola vagabunda!!!sei que você quer pica nessa buceta gostosa sua putinha vagabunda!

Eu gemia e sentia a rola dilatando minhas intranhas ao máximo, me sentia toda preenchida pelo pau do velho, e aos poucos, foi ficando gostoso.

Seu Pedro me chamando de puta, cadela piranha e vagabunda e aquele mostro me atolando toda....foi me deixando cada vez mais tezuda....e agora eu eu que xingava o velhote e pedia mais pica!

_Mete logo essa tora na minha buceta seu puto, vem me foder com força velhote filho da puta, Aiiiii mete tudo que eu aguento seu viado pauzudo!!!vaiii fodeeee.... Aiiiii qquerooo foder... Aiiiii mete gostoso esse caralho todo que euu Aiiiii.... Aiiiii que eu vo!!! Aiiiii.....

Mete filho da puta!!!!

Mete que eu tô gozaaannndooo... Aiiiii Aiiiii

.. Aiiiii.

E gozei feito louca na rola do vovó!!!

Que socava alucinado a pica na minha buceta que babava e escória chegando a fazer barulho de tão molhada que estava.

O velhote socou mais uns instantes a rola que agora deslizava fácil na buceta alargada e ensopada, e depois de um tempo, tirou a rola que pulsante de dentro me pegando pelos cabelos socou a cabeça da vara em minha boca mandando chupar que ele iria gozar.

_ e beba tudo sua puta,que eu quero ver mamando minha porra toda sua vagabunda!

Eu que adoro tomar leitinho de macho, não tive problemas em sugar o pau do coroa até ouvir seus grunhidos e sentir a pica latejar e soltar os primeiros jatos de porra na minha garganta.

Obediente, mamei todinho, e engoli todo leitinho quentinho do velho que urrava com a gozada que estava tendo.

Terminei de chupar o pau do Pedro, e ele sentou em umas caixas de pernas abertas e com a picona nole e aquele saco enorme e lustroso, com o pau apontando pra baixo.

Achando que já havia terminado, pois o velhote meteu gostoso e tinha gozado bastante, comecei a pegar minhas roupas quando levei um tapão na bunda.

_O que você pensa que tá fazendo sua puta?pode ficar assim peladinha e vem aqui me chupar que eu quero foder mais um pouco.

Fiquei abismada com o ânimo do velhinho!

Que em pé me puxou os cabelos enfiando sou rola murcha novamente na garganta

Chupei seu pau e suas bolas com carinho e engolia toda sua pica lambendo a cabeça e alisando as bolas e notei que ainda está a meio pau, mamei mais um tempo, até que o velho me ordenou.

_ enfia o dedo no meu cu e continua a chupar meu o pau sua cadela!!

Tirei a pica da boca pra falar, e levei um tapa na cara!

_anda sua puta, enfia a porra do dedo no meu cu e chupa porra do meu pau que eu não mandei parar.

Apesar dos maus tratos, a cada palavra eu sentia uma pontada de tezão na buceta.

E empurrei meu dedo do meio no cu do velhote, e de uma vez só até o talo como ele tinha feito em mim.

Na hora sua pica começou a inchar e crescer na minha boca ficando dura e enorme novamente, e ele gemia e eu percebendo seu tezão socava meu dedo sem dó no rabo murcho do vovó viadinho.

Seu pau estava duro feito pedra e eu não acreditava naquilo, o velhote safado gostava mesmo de um fio terra, e para ele aprender, atolei dois dedos no cu dele fazendo ele dar um gimido alto, e foi fodendo rápido o cu do velhote viadinho,socando fundo os dedos no rabo dele com força o safado empinando a bunda pra traz gemia e seu pau latejava, cada vez mais inchado e duro, achei que o putinha iria gozar ,mas só deixei o safado mais tezudo.

_agora fica de quatro eu eu quero o teu cu!!

Eu me apavorei na hora e pedi pra ele não me comer daquele jeito no rabo, que eu não aguentaria que sua pica era muito grossa.

_calma piranha,eu vo lubrificar bem esse cu e te comer bem gostoso,porque a partir de hoje, você é minha puta particular, eu vo laciar teu rabinho bem gostoso pra ele poder agasalhar todo o meu caralho sempre que eu quiser.

O velhote pegou algo na prateleira e me colocou de quatro em cima de um sofá velho que havia alí, e passou um creme branco no seu cassete todo, acho que era vaselina ou algum lubrificante do tipo.

Ele encheu meu rabo com aquele creme gelado me fazendo arrepiar, e foi enfiando os dedos no meu cu me dizendo pra relaxar que ele iria me lubrificar bem pra eu foder gostoso com o cu que ele gostava de puta geme e rebola gostoso com o cu na sua rola, e essas palavras me deixaram molhada de tezão novamente, tava adorando ser a puta do velhote, e queria muito aquela Torá toda dentro do meu rabo.

Ele foi me fodendo o cu com os dedos enfiando dois,e ate trés dedos no cu me fazendo gemer, falando que ele sabia que eu gostava daquilo,ele sabia que era bom sentir uns dedos brincando dentro do rabo, pois ele adorava levar umas dedaddas no cú de vez em quando.

Logo senti a cabeça da pica encostar na portinha do cuzinho e como eu estava tudo relaxada e bem lubrificada senti ele fazer pressão na entrega do rabo e voltar, ele tava mesmo fazendo com cuidado pra não me machucar.

Novamente senti a pressão da rola forçando a entrada no meu rabo, e senti meu anel relaxar e deixar a cabeça entrar devagar dentro do cu.

Pedro esperou um pouco pra eu acostumar com aquele naco de carne dentro do rabo, logo que ele sentiu eu relaxar, ele forçou mais um pouquinho,fazendo entrar mais caralho no meu rabo, e foi assim forçava e aliviava a pressão, e aos poucos a verga foi entrando cu a dentro, me fazendo gemer gostoso.

Seu Pedro me enrrabava com calma e sem preça, nem parecia o tarado de momentos antes, e eu estava adorando aquilo,não doía nada ,pelo contrário tava muito bom sentir meu rabo todo aberto com as pregas esticadas recebendo naquela tora grossa,isso me fazia gemer e confesso que a esta altura, eu só conseguia gemer e babar tamanho era o prazer que eu estava sentindo, só consegui empinar meu rabo na direção da Rola do velho, para deixar a rola entrar mais facilmente até o fundo do do meu cu, e sentia como que um arrepio percorrer o corpo todo a cada socada da vara, com as pernas abertas sentia minha buceta escorer e acho que até pingava de tezão.

_ta gostoso putinha tá??? você gosta de vara né sua cadela gostosa, gosta de rola no cu não é sua vagabunda, esse teu cu é delicioso e apertado uma delícia de rabo você tem sua puta, o corno do teu marido sabe que você anda por aí dando o cu feito uma cadela no cio!

Eu não consegui disser nem uma palavra, só gemia,pois se falasse algo acho que iria gozar e eu queria mais daquela vara grossa

_ahamm

.. aham hum.. hoo humm aham...huum.ah..uuu humm

..

_safada, agora eu vou foder gostoso esse teu rabo sua puta, pro teu marido ver como fica o rabo de uma vagabunda depois de levar pica de verdade.

_ahamm...humm... Aiiiii humm aham

..

Eu queria gritar e pedir pra velho me foder com força que eu tava adorando, mas não saia nada só gemidos.

Continua


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Casaldesjp a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/11/2016 16:38:25
Olá Angela. Ainda não recebi tua resposta (por email) ao meu recado acima deAguardo. Beijo do MOD - Secret Island - Email:
uem
27/10/2016 22:15:25
que tezao mim deu seu contos
27/10/2016 21:38:10
Gostei do seu conto Ângela me deixou com tesao manda mensagem
27/10/2016 13:04:37
Muito bom Angela. LevaSou o moderador da Secret Island (Temos também varios contos postados aqui) e gostaria de postar o teu conto por email (com um vídeo correlato) para os nossos leitores, se voce permitir. Por favor entre em contato conosco pelo email abaixo. Abraço do MOD - Secret Island - Email:

Online porn video at mobile phone


contos porno padre gayVamp19-Contos O Doce Nas Suas Veiashomem asonda mulher tocando siririca xnxxvidio porno crente curioza pra parA pega pica eacaba sendo estrupada ela cota tudomulher.fudendo.com.pombagira.contos eroticos de nois dois enrrabadosxvdio Miguel Falabelamtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1dona sebastiana dos peitos grande faz sexo com o compadre contos eróticospau gigate na bundaxvidio.comhomem fodendo rinoceronte homem fodendo financeiramulher pega manteiga e passa na bunda e no cu inteirinhoSobrenatural-Contos Eroticos zdorovsreda.ruconto puta cacete rola xota trepada chupar cachorracontos eiroticos leilapornporno violento da ruiva doiz homemcontos/brincando de esconde fui enrabadabundinha ditruida com a rola do negaopai fode filia emcanto mae trabalhaxvedeo conto erotico a forca no onibuscontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaicasa de contos eroticos, cadela no ciodepilacao com ponhetaDominamdo uma evamgelica casada parte 2 contos eroticossgrita puta selvageria braba xvideoscontos de cornos com tio velho pauzudo e comedor super canalha rConto erotico casada polpinha bundaoxvideos.com titiapedindo para eu fuder o cu delaSou mulher casada meu compadre me fodeueu quero ver um cachorro cruzando com a pobre ficando engatadocontos eróticos publicadossessentona casada carente de rola fideu com o pedreiro dentro de casama nininha sendo enconxadaxortinhodedormirxxvideo era so pra passa a cabesinhaDanielzinho e se mordendo toda de tesão XVídeocontos tia dando o cu pro sobrinhofazedo gosozu ponuveio peidamos 1000 da novela novinha sem perceber que ele tá pegandoVamp19-Contos O Doce Nas Suas Veias Capitulo 10conto erotico comendo a ovelhafotos de mulheres com as bundonas só de calcinha e homem apertando encostando o seupaucontos eroticos comi o cu do amigo da faculdadevideos porno de crente lombuda com vestido trasnparentejornalista77 contos eroticohttps://zdorovsreda.ru/texto/2014011789relaro erotifo mae bucetuda e filho pau gigant..ContosSexo anal gay coroas x novinhosvideo porno gay dois amigos vão dar uma corridinha e finda se pegando xvideoo loiro da cicatriz q eu amo parte 11xividio. vai maxuca meu cuvideo de padrasto tentando resistir a enteada rebolando no colo delexvidio fera danorabovadadas adoram pauzudo x videoscontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi eláContos eronticos de tias papa anjoscontos eróticos sou gostosa e acabei seduzindo meu irmao gostoso e acabamos no sexoCasada gostosa se exibiu pro novinho eleou pica,confesso.contos eróticos Cracudo toca a b******** da filha em troca de drogatia ensinando osobrinho acome bocesta seso videu reau azeiroxvideofudendo com toco da camavirgemcasadoscontoscarnegão é só de calcinha mostrando a b*****zoofilia no Congocontos erotico gay dedo cu peludo do voconto eu so tinha dez aninhos e meu tio ja chupava minha xoxota que era carnudinha eu ia a loucuraconto erótico f****** com cunhadobolo de pica no cu de Gabicontos eroticos gay SEQUESTRO Contos comi a buceta da minha nora mesmo ela estando menstruadaguri ñ aguentou pau grande, contosmeu genro conto eroticocontos comi a cunhadinha parte 2 bunduda virgem novinhaencoxoada nos onibus so gostosa de mini saia e calcaa agarradinho