Caminhando por uma estrada desconhecida... Teu coração

Um conto erótico de Nando Mota
Categoria: Homossexual
Data: 27/03/2016 14:48:18
Nota 10.00

Quando comecei a perceber os sons dentro de casa, ruídos abafados que nada me diziam, finalmente abri os olhos e vi que estava sozinho na grande cama de casal que dividia com Ana Amélia Novaes Brandão há exatos vinte anos.

Nossa história havia começado desde o tempo do Colégio em que estudávamos e fazíamos séries diferentes, eu o terceiro ano e ela o segundo do tal Ensino Médio de hoje. Ana Amélia era um ano mais nova que eu e com certeza era a menina mais linda e a adolescente de 15 anos mais cobiçada pela turma de futuros marmanjos, ops... Bons partidos, que dariam a vida para tê-la em seus braços. Só que ganhei a parada e em menos de seis meses ela engravidou do Diogo Brandão, nosso filho mais velho, atualmente com 21 anos de idade.

O medo maior era ter que ser pai aos 16 anos de idade. Minha família começou a pressionar de um lado e a dela me via como um demônio que teria que morrer na fogueira por ter desonrado a família e a filha deles... Como se ela também não tivesse culpa no cartório. Só sei que casamos quando eu diz 18 anos de idade e ela já estava grávida do nosso segundo filho Renato Brandão, atualmente com 19 anos de idade. Aí a família dela viu que não tinha mais jeito e passou a nos ajudar, coisa que a minha família já fazia há tempos. A gente era muito cúmplice, amigos para todas as horas e situações. Um não dava um passo sem que o outro aprovasse ou desaprovasse. Éramos perfeitos e nos encaixávamos que nem panela e tampa, desculpem a comparação. Era bom tê-la por perto nessa estrada que resolvemos partilhar juntos.

Nó meu último ano de Faculdade, Engenharia Civil, Ana Amélia que cursava Arquitetura, engravidou novamente e dessa vez vieram gêmeos, Eduardo e Melissa Brandão, atualmente com 15 anos de idade. Encerramos a produção em série e recebi dos meus irmão TJ ( Tarcísio Junior), Alex ( Alexandre ) e Carol ( Carolina ) o apelido carinhoso de Coelhinho. Por que será?

Levantei após espreguiçar e fui do jeito que tava, Nu e Ereto até o banheiro que ficava numa daquelas portas dentro do meu quarto. Estava atualmente com 37 anos de idade, era um homem altom - moreno, cabelos negros, olhos castanhos escuros, excelente físico, porte másculo e simplesmente lindo, juro que jamais fui narcisista. Minha doce e querida filha Melissa sempre me chamava de Coroa Enxuto... Pode isso? Ela podia me chamar assim e sempre dizia que eu fazia o maior sucesso entre as amigas do Colégio.

_ Agora Saulo de Mesquita Brandão, você esta preparado para enfrentar o mundo... Garoto. Terminei o banho quente a que me propus e após passar pelo closet do casal, desci as escadas que me conduziram quase que por osmose até a sala de refeições do duplex, já que tava quase morto por causa da fome que sentia.

Apenas meu primogênito e meu caçula ainda estavam por lá com a maior cara de sono do mundo...

_ Bom dia filhotes. Os beijei no rosto e eles retribuíram.

_ Bom dia velho... Disse Eduardo de Novaes Brandão. Quando nossos olhos se encontraram ele pôde perceber que não havia gostado do seu bom dia e imediatamente começamos a rir.

_ Pô filho, velho? Tô com 37 anos, garoto.

_ Ele só esta tirando uma com o senhor, Velho. E Diogo de Novaes Brandão riu com vontade ao ver meu olhar em sua direção.

_ Desisto dos dois... Onde estão meus outros queridos?

_ A mamãe, arrastou a Melissa e o Renato até o shopping. Parece que foram comprar o presente do Tio Alex.

_ Eles foram com ela porque sabem que alguma coisa poderá ser acrescentada nessa compra de presentes. Oportunistas, os dois... Falou Diogo com a cara fechada.

_ E por que você também não foi junto? Tenho certeza que sua mãe lhe daria alguma coisa que você quisesse com o maior prazer. Baguncei seu cabelo loiro - Ele era a cópia perfeita de Ana Amélia - até fazê-lo sorrir.

_ Não gosto de aproveitar dos outros pai. O senhor já me conhece.

_ Nisso filho, você saiu a mim. Sempre gostei de conquistar as minhas coisas.

_ Então foi por isso, por ter essa determinação aí dentro desse velho peito, que o Vovô Tarcísio te nomeou o Presidente da Brandão Engenharia, pai? Mudou de assunto o caçula Eduardo.

_ Nesse caso filho eu poderia dizer que você esta certo em seu raciocínio. Batalhei muito pra ter esse cargo na nossa Empresa. Tj seria o herdeiro da cadeira do seu Velho avô, só que ele resolveu ser Médico... Seu avô acha que a Tia Denise tem culpa nisso. Aí as fichas foram pra cima do Tio Alex que preferiu ser Advogado e graças a Deus é o Diretor Jurídico da Empresa. Sua Tia Carol, que era da mesma turma da mãe de vocês na Faculdade de Arquitetura foi a minha rival direta... E olha que ela é três anos mais velha que eu.

_ Aí o vovô bolou um desafio que vocês dois teriam que participar e aquele que ganhasse a parada ficaria com a cadeira e seria o novo Presidente da quarta maior Construtora do País e décima quinta do mundo, certo? Falou o apressado Renato de Novaes Brandão entrando na sala e vindo em minha direção para me beijar o rosto...

_ Isso mesmo meu garoto. Retribuí o beijo e ele bagunçou meu cabeço.

_ Bom dia pai. Fui te chamar pra ir com a gente no shopping e você tava lá todo largado na cama. Fiquei com dó de te acordar, coroa...

_ Ana Amélia, eu tô tão velho assim? Perguntei... _ Já é o segundo filho que me chama de coroa em menos de uma hora.

_ Você ta ótimo querido. Na verdade tá um coroa super enxuto.

Melissa estava tão entretida com o novo aparelho celular que nem falou comigo. Levantei da cadeira e fui em sua direção...

_ Será que posso ter a atenção da minha princesa só um minutinho? E tomei o aparelho da sua mão fazendo a caixa cair ao solo.

_ Paiiiiiiiiiiiiii... Ela deu aquele típico gritinho infernalmente adolescente bem próxima a mim. E demos algumas voltas à mesa. Finalmente paramos e ganhei um abraço bem apertado de minha única filha Melissa de Novaes Brandão.

_ Amo você, coroa insuportavelmente chato... e subiu as escadas tal qual foguete.

_ Você ouviu isso, Ana Amélia? Coroa Chato? Eu? E me voltei para minha mulher que estava abraçada a Diogo e Eduardo vermelhos de tanto rir.

_ Aceita, pai... Falou Renato. Ela também te ama muito, ok? Os três subiram para o andar superior nos deixando sozinhos e largados no sofá da sala...

_ Ela terá que ficar de castigo, Ana Amélia.

_ Você é o culpado de toda essa situação. Precisava tomar o aparelho novo da menina? Você sabe que eles tem nesses eletrônicos a razão maior pra viver. As vezes acho que eles gostam mais dessas coisas que de nós. Agora vou tomar um belo banho quente e logo em seguida a gente vai pra casa dos seus pais.

_ Eu pensei que o Alexandre e a Patricia fossem fazer o almoço na casa deles, Ana Amélia.

_ Eles convidaram meio mundo e na casa dos seus pais havia mais espaço... Pelo menos foi o que a Patricia alegou ao dizer a mudança de lugar da festa.

Peguei o jornal e fui até a varanda. Antes de fazer a leitura do Caderno Economia do jornal, única que me interessava, olhei a vista e mais uma vez agradeci a Deus por suas bençãos. Quando estava terminando a leitura, Diogo foi até a varanda...

_ Posso falar com o senhor, pai? E meu filho mais velho sentou a meu lado e me encarou.

_ Claro, campeão. O que tá pegando? E coloquei entre aspas a palavra final da pergunta fazendo ele rir.

_ Mandou bem na gíria, coroa... E sorriu de volta.

_ Sou todo ouvidos, filhão.

_ Um amigo da Universidade que faz Contábeis ta atravessando uma fase difícil, entende? Ele é classe média e parece que o pai dele perdeu o emprego e o que a mãe ganha como Funcionária Pública, ela é professora numa escola estadual, não tá dando pra sustentar a casa e os outros dois irmãos. Ele me contou um monte de coisa. Sabe o que é o estranho disso tudo? Ele não sabe quem eu sou ou mesmo que nossa família é responsável por mais de quinze mil empregos diretos. Eles estão lá cheios de dificuldades... Aí eu pensei que poderia dar uma força pra ele e sua família.

_ E onde seu velho e coroa entra nisso tudo, Diogo? Ele estava um pouco envergonhado e baixou o olhar para o piso de granito cinza da varanda.

_ Teria como ele ser chamado para um estágio lá na Construtora? Ele é bom no que faz pai.

_ E o que ele faz, meu filho? Ele já trabalhou antes? Fiquei curioso...

_ Ele é muito bom com números. E ele me disse que já foi vendedor numa dessas lojas de shopping.

_ Filho, somos uma Construtora e não uma loja de shopping. O que esse rapaz faria lá?

_ Que tal se ele pudesse vender os imóveis que a sua Construtora ergue? Ele tava quase suplicando.

Renato Brandão pra variar ouviu nossa conversa enquanto descia as escadas...

_ Ele é bom mesmo com os numero, pai. Se o Diogo tá falando do Fernando Castro, eu acho que você deveria dar a ele uma oportunidade. O Senhor acredita que todo dia ele leva uma média de cem salgados pra vender num depósito e antes da aula começar, o tal depósito já esta vazio? Ele é meu amigo de turma e...

_ Já vi que esse Fernando Castro é a bola da vez dos meus dois filhos, acertei? Os dois apenas se olharam em expectativa.

_ Manda o garoto me procurar amanhã depois das 16:00 h, pois terei uma hora livre antes de voltar pra casa. Não prometo nada, ele é quem vai me dizer se topa a parada. Fui claro, garotos?

_ É por isso que amamos você, coroa... falaram Diogo e Renato ao mesmo tempo.

_ Ei, eu também amo o nosso pai, caras... Gritou Eduardo do último degrau da escada.

_ Quem ama mais ele sou eu, bando de bocós... Falou a beldade da família Brandão, Melissa.

_ Mais eu amei primeiro que qualquer um de vocês, meu filhotes lindos... falou Ana Amélia.

Depois dessa declaração explícita de amor por mim, subi para um outro banho quente e assim que descemos a família Brandão partiu para a casa dos meus pais Elisabeth Gaspar de Mesquita Brandão ( Beth Brandão para os íntimos ) e Tarcísio de Farias Brandão, o homem que havia começado sua empresa após formar na Terceira Turma de Engenheiros da Faculdade Federal do Ceará.

Eu, Ana Amélia e Melissa fomos no meu carro e os garotos, Diogo, Renato e Eduardo foram no carro do irmão mais velho. Os três era super unidos e isso me deixava meio saudoso do início da minha juventude passada ao lado dos meus irmão Tj, Alex e Carol.

Finalmente chegamos na casa dos meus pai e nos deparamos com um mar de pessoas por todos os cantos da mansão.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Olá meu querido Povo do Lado Esquerdo.

Como notaram, acabou de começar mais uma jornada...

Dessa vez uma nova atração e um outro amor farão parte da vida do renomado Presidente da Construtora pertencente a família Brandão. Rejeição, medos, vergonha e até negação farão parte dos seus universos.

Que o amor possa vencer sempre... Ajudem-me a tornar possível esse novo intuito.

Um beijo em cada coração... Nando Mota.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Nando Mota a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/04/2016 21:51:39
Ansioso pela próxima parte.
30/03/2016 10:45:55
Bom dia meu querido amigo..Saudades de você, ando meia atribulada com umas coisas da vida...mais sempre vou conseguir um tempo para as suas histórias maravilhosas . Já gostei muito desse começo é dessa família que parece ser incrível. Bjos seu lindo.
29/03/2016 22:07:48
Vai ser difícil...
29/03/2016 12:19:02
Oh,oh, apenas hoje que vi que escrevi "siúme", onde se deve ler "ciúme".
29/03/2016 09:41:37
ebaaaa mais um contoo..ja vi q vai ser mais um sucesso de Nando Mota...♡♡
29/03/2016 07:59:55
Mais um conto show
28/03/2016 10:48:20
Agora eu tomo coragemdepois de te acompanhar até aqui nestes contos que decifram almas, eu peço humildemente que me dê a chance de um dia fazer parte do teu lado esquerdo. Nando Mota, ate aqui eu vivi complexas mudanças e posso afirmar que foi com seus contos que mais me inspirei para viver uma vida mais desamarrada de preconceitos pois toda a forma de amor e valida, afinal todas são AMOR.
27/03/2016 23:47:04
Nando acho que vou adorar esta historia ,pois estou vendo que vai dar pano pra manga ,pois o tema vai ser forte se ele se apaixonar pelo o rapaz protegido dos filhos...Nandinho um beijo no coração meu escritor favorito
27/03/2016 23:32:54
Ansioso pela próxima parte. Abraços.
27/03/2016 21:56:56
Amigo lindo do meu coração, já estava cheia de saudades, tanto que mandei um email para você hoje, me responda por favor, temos muitas figurinhas pra trocar. Realmente, uma nova estória começou e pelo jeito será meio bombástica, as dicas da estória envolvem um pai de família tradicional, vai pegar fogo. Beijos lindão!!!
27/03/2016 19:49:35
Muito bom, já gostei Nando. Esperando o desenrolar de mais um romance, na maior expectativa das descobertas e reviravoltas na vida de Saulo Brandão kkkkk. Abraços meu amigo
27/03/2016 19:20:32
ai pre vejo muitas lagrimas e dor por vir... mais tenho a certeza que sera perfeito como sempre....
27/03/2016 19:20:01
e Feliz Páscoa meu querido*-*
27/03/2016 19:18:56
Nando vc de volta *-*, super feliz aqui, ansiosa para ver o desenrolar dessa nova trama...
27/03/2016 19:03:38
Dessa vez vou poder acompanhar tudo do início. haha Bjs Nando
27/03/2016 18:48:06
Que delicioso presente de páscoa. Nando pelas suas palavras novas situações e sentimentos farão parte da família Brandão? Ansiosa para descobrir todo esse novo mundo que o jovem Fernando embarcará. Um cheiro e um super beijo da sempre VITALidade.
27/03/2016 18:07:57
Q foda... É por isso q te amo meu lindo!
27/03/2016 17:54:10
Nandão, mais uma sessão de bastante futebol com caraoque em japones
27/03/2016 17:32:31
Ai, Nando, pelas tuas últimas palavras deduzo que o amado pai de família se apaixonará pelo amigo dos filhos. Isso trará muitas complicações e sentimentos complexos - amor, rejeição, negação e, talvez, siúmes, se um dos filhos já estiver de olho no amigo. Tem como maneirar a coisa e suavizar a mão? De qualquer forma, seguirei como leitor fiel de teus contos. Um abraço carinhoso, Plutão
27/03/2016 16:35:58
Quando li o titulo percebi que era uma historia sua. Amo tanto suas histórias que só pelo titulo já sei que será outra grande obra sua, Nando. Muito bom esse inicio. Bjus ^^

Online porn video at mobile phone


xnnx cretes do rabo grande com calcinha enfiada no cupegando viziinha safada de xortinho na coninha aredeianalcagandosogracontos eroticos pau pequenoentregei uma pizza e mepagou com boquetesexopornodoido negao pica enorme grossa coroa sesual carenteContos eróticos esposa e Sografamilias nua praia de nusdemosgay aprumando o pau no cu e sentando gostosoporno novinha dado jetinhcontos eróticos minha mãe greludabaixar xvideos da mãe enfiando os braços dentro do cu e dentro da boceta e a filha também arrombando seus dóis buracos intensamente o filho chegou e comeu todas as duas enchendo seus dóis buracosnegro pisudo comendo transex lisinho de calcinhapompoarismo buceta chupitandosexoirmá vai dormir con seu irmaocontos eroticos gays com escola de sadomasoquismoconto erotico moradorpornô conponba clandeXvidios cornos de nefinhasmulher dano cuzinho de fildental a toladoContos erotico pai gay viaja com o filhopornô doido gostosa jovial transando gostoso com amiga e o molequeporteirogosandocontos eroticos vai empurrandofilme porno fazemdeira dando pro piao dotadocontos eiroticos leilapornFiquei toda arregaçada com o pedreiroCumeno madura no quintau mulher danto o cu pra um homecom o ppu mais grante do mintovídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhoXVídeo caseiro irmão comendo a tabaca da irmãmetendo de lado e goasano na portinha da bucetaver meninas cracudas dando o cu para caralhudo sexo de gracaiotube videos putariha potonoxvideo corno arma asautogayspornograficoxvidios outros puraicontos de mae vadia viciada na rola do filhocomendo o cuzinho rosinha da mamae contos veridicospornodoido entre irmao enteronpido por tia gostosacontos eroticos quando eu tinha doze anos viagei pra fazenda com meu paixvideos comendo tia cavala ergueu o vestido dela e soco a picamulher megra emfregano abuçeta na cara nu puteroMeu bucetao desemhado no short contosVideo ideas inclives que pode faser para fingi,que.ta comemdocontos eroticos namorada vendada pica irmãoporbodoido ledbicavideos como fazer um pau mole fica duro mundobichavagina melecada e babentamadrasta sensual contosContos ruiva peituda novinha d baby dollxvideo. Agarrõesquamdo a filha nao quer da a buceta pro pai o que fazerassistir videos oline gratis mendigo chupando a buceta da mendigax video novos intiada virgem tarada pelo o padrastocontos eroticos de ShirleyContos da tulaColetania de foto de buceta peluda por baixo da saia.perdendo as prega saindo bosta caseiroporno chupando ate vomitar e sendo espangadafoto.neta toumou calmante pra transar.com filho.virgem sangra bunda.dele choramorena puta yoda enfiada na rola grossa e grandecesto de calcinhas sujas de gostosaspornô doidão lavano carroConto gay dominação- "lobinho"novinha arregaca buceta doendo muitocontos swing dei a minha calcinha para o meu genroBjss na bunda q na boca.da sdssEla me contou rebolou gostoso no pau do seu amante,confesso.fotos de buceta de mulutacontos de mulheres de legging so bucetaomulheres se masturbando por pistões mecânicosfuderao a gostoso na prainhaxvideos homem foi comprar camisinha e texto na frente da atedentecontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgejornalista77 contos eroticoconto erotico viado afeminado chora na piroca do negao dominadorso bucetudas chorando quando a pica entroumulher levanta a calcinha e molha a buceta de cerveja para o homem chupaconto minha sogra mim escutava meter na filha dela batia sirrricaporno doido prima 18 anos escurinha afoorsaPadrinho picudo botando só a cabeça na afilhada virgem SEDUZI MEU GENRO PARA FODER+CONTOS