Foi andando pela estrada, que conheci o mundo 22

Um conto erótico de Nando Mota
Categoria: Homossexual
Data: 09/12/2014 01:41:57
Nota 9.91

O dia havia amanhecido simplesmente ideal para qualquer coisa que se pretendesse fazer na Cidade Maravilhosa. O encontro estava marcado para pouco depois das 10:00 h da manhã e Jano foi quem primeiro chegou ao local. Ele ficou por ali como quem não quisesse nada e esperou num quiosque bem em frente ao Hotel famoso e esperou pacientemente pela chegada do amigo que não via praticamente há quatro meses.

A visão da chegada de Heitor foi simplesmente estonteante. O lindo garoto do ceará vestia uma bermuda branca estilo surfista, uma camiseta azul da cor do céu, um chinelo de dedo na cor branca com as tiras azuis, óculos de sol bem fechado, um lindo sorriso nos lábios cheios e sensuais e pra dar um charme maior, ou por pura jovialidade, já que o garoto tinha apenas 20 anos de idade, um boné branco com o simbolo da Adidas em azul, da cor da camiseta.

Durante o abraço que trocaram, as seguintes palavras foram trocadas:

_ Demorei muito?

_ Quase nada, quando cheguei pra poder te esperar, eles estavam acabando a pintura do Copacabana.

Os dois então gargalharam...

_ Quanto exagero, meu caro Jano. Agora sério, senti sua falta.

_ Imagina eu, que sempre quis você por perto.

_ Nesse caso, matemos a saudade que sentimos um do outro.

E enquanto se dirigiam a areia e busca de um lugar pra ficar, pois a praia estava cheia, os dois foram conversando animadamente sobre mita coisa. Por sorte logo encontraram um bom lugar para ficar e assim que despiram as roupas, Jano não se conteve e disse:

_ Porra Heitor, você é um verdadeiro deus cara.

_ Pára com isso cara, assim fico sem jeito...

_ Até parece que nunca recebeu elogios antes... Sério Heitor, você tá fazendo muita cabeça olhar em tua direção.

_ Você sim que esta chamando mais atenção que eu.

Heitor vestia uma sunga estilo tanga sem ser muito cavada, na cor branca com listras vermelhas e jano vestia o mesmo tipo de sunga só que na cor preta.

Jano era um pouco maior que Heitor, totalmente liso, pele branca, estava também com um óculos de sol bem fechado e por alguns instantes e sem perceber, foi escaneado por Heitor que aprovou muito o que viu, só que nada disse.

Os dois falaram sobre muitas coisas, menos de trabalho, pois esse era o tipo de assunto que não se falava numa praia como Copacabana.

Heitor contou que voltara a estudar e estava se saindo bem tanto nas aulas pela TV, como no curso três vezes por semana. Falou também que apesar de quase cinco meses na cidade, o Rio de Janeiro ainda não conseguira lhe tirar os sonhos.

Jano por sua vez falou que já se preparava para a formatura que estava quase chegando e do grande trabalho em ter que escrever sua monografia. Falou também que assim que a formatura fosse uma realidade, ele seria promovido a Redator de um caderno do jornal no qual trabalhava, o que lhe daria uma folga financeira por um lado e aumentaria suas responsabilidades quanto a quantidade de trabalho.

_ Agora eu gostaria de falar com você sobre uma outra coisa. Disse Jano olhando fixamente pra Heitor.

_ Algo me diz que vem coisa séria por aí. O seu olhar fez a denúncia antes de acontecer o fato. Por favor fale de uma vez e acabe com a minha ansiedade.

_ Não é de hoje que vejo você. Quando digo ver você, não falo apenas desse lindo rosto ou mesmo do quanto que é contagiante teu sorriso, ou mesmo desse enorme prazer em estar em tua companhia, coisa rara entre nós. Vejo você Heitor de outra maneira... Não vejo o Garoto que faz programa, não vejo alguém perdido ou mesmo alguém que precisa vencer pra provar algo aos outros... vejo apenas um cara muito bonito, confiante e determinado que sabe o que quer e tá buscando isso no dia a dia... Te acho um vitorioso rapaz e ouso dizer que faz tempo que me apaixonei por você.

_ Não Jano, isso não cara... Esse sentimento não foi feito pra pessoas como eu... Eu tô destinado a caminhar sozinho por essa vida e as demais que ainda terei que viver...

_ Não, Heitor. Você sabe que não precisa ser assim. Olha aqui em volta. Muitos dos que aqui estão, são meros fantasmas vivos. Olha pra você, basta se dar uma chance. Olha bem no meu olho, por favor.

E Heitor o fitou sem vergonha nenhuma, apesar de lutar contra a timidez que o momento fez renascer nele...

_ Me dá só uma chance de te mostrar que você ta errado. Me deixa entrar na sua vida. Algo me diz, já digo isso roubando a sua frase, que a gente pode dar certo sim. Tanto eu como você tem passado. Nós sabemos onde a ferida foi mais cruel e onde a marca se fez mais profunda. Ouso até dizer que sabemos como amar sem ferir ou magoar o outro.

_ Sabe Jano, você falando assim e com esse olhar fixo no meu, me faz querer tentar, primeiro porque não nego que já pensei em te procurar várias vezes, depois porque você já conhecendo quem realmente eu sou, não poderia jamais me acusar de nada. Mas tem uma pergunta que não dá pra calar: Você me aceitaria mesmo assim? Digo, você é forte o suficiente pra aguentar o meu trabalho ou alguma situação que venha a nos deixar envergonhados?

_ A única resposta que tenho pra te dar é essa... Eu gostaria muito de tentar, desde que você me desse uma chance.

O coração de Heitor acelerou legal depois de ouvir essas palavras, mas um longo suspiro jogou pra longe o sonho do momento e ele fez com que a voz da razão prevalecesse sobre qualquer ideia ou sentimento que pudesse fazer com que ele se perdesse...

_ Eu não ousaria jamais lhe dar essa chance, Jano. Você merece alguém muito melhor, alguém que seja um igual a você. Uma pessoa, cujo passado não seja tão turbulento quanto o meu. Não seria justo te envolver na minha vida. Não posso negar o grande carinho que sinto por você, que acabou de ser aumentado, mas posso impedir de ser infeliz a meu lado. Eu tenho uma meta a alcançar e várias perguntas a serem respondidas ao longo dessa minha vida.

Um longo silêncio foi tudo o que nós dois tivemos por um longo momento. Por fim, Jano disse:

_ No futuro serei acusado de muitas coisas, pelo menos é o que acho, só não poderei ser acusado de não tentar...

_ Lá no futuro talvez eu me arrependa do dia de hoje, melhor dizendo, da decisão que tomei hoje, mas sabe como é, né? O futuro ta muito longe ainda... Amigos? E estirei a mão para que jano a tocasse...

_ Sempre seremos, e recebi em trocas não um simples aperto de mão e sim um delicioso abraço.

EM RECIFE...

Eduardo estava em casa, na sua bela cobertura sozinho enquanto a vida estava lá fora a todo vapor. Ele contemplava o céu azul da cidade e se perguntava se Heitor estava fazendo o mesmo lá em São Paulo, desde que o nevoeiro deixasse. Ele ainda acreditava que seu amado morava na Cidade que nunca dorme.

Desde que havia voltado pra casa, que ele se fechou completamente e se afundou cada vez mais no trabalho. A construção do Condomínio de Luxo e os outros empreendimentos que estavam em andamento nas suas empresas, estavam tomando muito do seu tempo e ele agradecia a Deus por isso. Ele tinha certeza que fora isso que o salvara da queda que a falta do seu lindo garoto sempre lhe fizera.

A perda do irmão abrira um grande buraco em seu peito, mas de certa forma o tempo traria a conformação... A perda do amado Heitor, isso era muito difícil de aceitar porque o golpe não fora apenas em seus sentimentos, fora em sua alma. Os dois estavam vivos e separados por conta de um tremendo mal entendido e na última vez em que puderam estar frente a frente, ele, Eduardo, colocara tudo a perder, por mais uma vez não saber o que dizer diante do sofrimento do amado.

Meio ano havia passado e com ele, a certeza de que ele falhara mais uma vez ao tentar dizer o quanto que ele amava, o quanto que ele desejava estar junto, o quanto ele precisava sentir o calor do corpo do seu amado Heitor Silva Pontes.

Alguns garotos vieram e se foram. O sexo não mais era prazeroso, era apenas necessário. Acordar sozinho na grande cama era o maior dos martírios. Sua mãe foi a grande amiga que muito o ajudou a seguir em frente. Ele nunca conseguiu esconder dela o que sempre fora desde a idade de 12 anos. As irmãs Ceres e Calixta tinham sus vidas e seus problemas, jamais as envolveria em sua vida pessoal.

O aparelho de celular ainda estava junto aos outros em cima da bancada e a única vez em que tocou, foi quando ele mesmo fizera uma ligação.

O pensamento foi quebrado quando o fixo tocou...

_ Dudo falando.

_ Olá meu filho, disse D. Abigail, Você virá ou não almoçar conosco?

_ Decerto que irei minha mãe. Já estava de saída.

_ Nesse caso, nada de pressa e assim que chegar mandarei servir.

" Sabe Heitor, eu ainda não sei o que fazer para que você volte, mas de uma coisa eu tenho certeza, vou arranjar uma maneira de te fazer entender o que eu sinto por você ".

Dudo pegou as chaves em cima da bancada, fechou o apartamento e simplesmente saiu.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

OLA MEUS QUERIDOS, ESPERO QUE EM BREVE VOLTE A FALAR COM CADA UM DE VCS. UM GRANDE BEIJO E MAIS UMA VEZ OBRIGADO PELA ESPLENDIDA COMPANHIA... POR ISSO QUE ME SINTO TÃO PRIVILEGIADO, TENHO VCS A MEU LADO. BEIJO CARINHOSO... NANDO MOTA.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Nando Mota a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
29/06/2016 06:13:59
10
ATP
09/12/2014 22:50:01
AMIGO, QUERO TE ENCONTRAR PRA BATERMOS UM PAPO, AGORA QUE ESTOU DE FERIAS DA CERTO, QUANDO PODEMOS? MARQUE O DIA, O LOCAL E O HORÁRIO, ESTAREI LÁ...
09/12/2014 22:23:28
* Tantos desencontros, tantos "agora não"... Vida que se segue, mas não em sua plenitude... Bisous, mon ami!! (Perdão, teclado pulando...)
09/12/2014 22:22:32
Tantos desencontros, tantos "agora não"... Vida que se segueão em sua plenitude... Bisous, mon ami!!
09/12/2014 14:17:38
Apesar de considerar uma relação com Jano Heitor foi sabio em deixar claro que isso só prejudicaria o amigo e ele não estava disposto a ser uma pedra no caminhovde Jano e também não queria repetir os mesmos erros cometidos com Klaus, Eduardo por sua vez reconsidera conquistar novamente o amor de Heitor e espero ansioso que desta vez tudo saia de acordo com seus planos. Meu querido amigo nos cá entendemos que vc também tem seus afazeres e por isso necessita de tempo pra executa-los e tempo pra nos amegrar com suas tramas e ainda conversar conosco. Um grande abração e um beijão. Tchau
09/12/2014 13:30:53
Tomara que o Edu consiga quebrar o coração de gelo do Heitor e que eles voltem a ficar juntos.
09/12/2014 10:03:11
Estou a espera do momento em que os dois irão se entender e perceber que um não vive sem o outro.
09/12/2014 09:20:38
Infelizmente as palavras do Dudo realmente conseguiram convencer o Heitor. Beijos e teu lugar está aqui bem guardado em meu coração.
09/12/2014 09:18:08
Tomara que o Edu consiga quebrar o ciração de gelo do Heitor e que eles voltem a ficar juntos.
09/12/2014 09:02:02
Vai ficar nesse lenga lenga ate quando,ja chato ta na hora de da um na historia por que se nao voce chega no cap 100 e vai continuar essa historia que mas parece um sopa de chuchu isso esta insuportavel esse protagonista e sem graça ja ta na hora de matar ele e acabar com historia #Minhaopiniao
09/12/2014 08:57:54
Heitor arrebatando corações, mas ele é apaixonante mesmo. Só precisa urgente aprender que não é inferior a ninguém e que tem direito ao amor como qualquer outro. De outra forma, vai continuar assim vazio e cheio de mágoa. Amigo, muito trabalho? Fazendo seus alunos sofrerem de tensão? Aí que saudade da época que eu só estudava e o único medo era do professor de matemática,kkk. Amigo, o amor continua o mesmo e o carinho também. Bjos lindão!!
09/12/2014 08:37:37
Heitor foi sábio em não iludir o Jano, por mais que ambos se sintam bem um com o outro nosso príncipe sabe que amor mesmo ele sente pelo Dudo, e ele não vai querer estremecer uma bela amizade, como aconteceu com o Klaus. Dudo, tb está amadurecendo, ao admitir para si mesmo que errou e que por causa desse erro, afastou o seu amado. Tenho a impressão que D. Abigail, será o mais novo anjo na torcida desse amor, e como nossa saudosa Vô Rosália e a nossa querida D. Auxiliadora, ela tb irá aconselhar nosso empresário, a deixar as mágoas de lado de viver o seu grande amor. Meu fessor lindo, não tenha pressa, saberemos esperar esta maratona que vc está passando. Um cheiro e um beijo da sua Mama Rose. P.S;- Esqueci de te dizer, eu amo camarão e manjar, rsrs.
09/12/2014 07:16:18
Curtinho ... mas tah valendo. Bjux fessor. Ai que saudade docê!!!!
09/12/2014 07:05:37
Espero que esses dois se acertem logo... S2
09/12/2014 06:52:01
a quem o heitor quer enganar?? todos nós sabemos que ele ama o eduardo.só que a magoa não deixa ele ver isso de forma clara.eu me pergunto quando sera que ele vai dar um nova chance pra felicidade ?? beijo meu lindooo
09/12/2014 06:18:23
O Eduardo foi o culpado da separação, e o Heitor quando vai sai dessa vida?
09/12/2014 06:06:27
Hum que bom acho que a hora do reencontro se aproxima. Tenho a impressão que esse reecontro ainda vai causar muito tumulto, que eles ainda não vão se entender assim tão fácil. Mas vida que segue e que prevaleça o amor sempre.Beijos Nando e tenha um bom dia !
09/12/2014 05:18:58
Eba torço pra que não fiquem juntos!
09/12/2014 04:15:09
Amei. O Heitor fez bem em não iludir o Jano já que, mesmo não admitindo, ele ama o Dudo. Fico na torcida para que o destino se encarregue de unir esse dois novamente. E eles possam se entender finalmente. Nando não se preoculpe, descanse bastante. Bjos :)
09/12/2014 04:02:44
Nandão agradeça escrevendo cada vez mais

Online porn video at mobile phone


comi egua nova contovídeo porno mulher faz sumi dentro dela penes de quarenta centímetro dentro delacasa dos contos de nick malconrelatos de sexo meu cunhado não resistiu quando me viu só de fiodentalpono gay ply boi adolenti dando cu ategosaprofessora mulata fodenocom alunovideo porno cavalgada forte so loiras em cacete de 30cmxvideo caseiroinha ir gozandoBUCETINHA QUENTINHA, protegendo com sua BUNDA MARAVILHOSAconto gay nerde atolando a rola na madrastaxxx dalmata engatado no cu da velha safadaxvideos irmao fragando sua irma deitada pelafa de cochinha e come cu delaContos de meninas ki deu abuceta pra uns velhos tarado pau enormesContos encontrei minha filha no puteiroconto esposa esta dando pra um pauzudo escondidofoto dor pigelo preto bem bonitocontos eroticos de mulheres falando de pau pequeno e finoContos-dopei e enrabei mamaecontos de travesti depiladoraconto gay lavando o carro de cuecacontos eróticos virei putinha crossdresser dos pedreirosvideos porn daquelas mulheres enquanto fodem ela mete a mão na boca depois a mão que estava na boca vai a vagina no pornuhpornoirmao chupando o pau duro dooutro irmaocontos eróticos fui visitarminha madrasta novinha e comi elaconto erótico gêmeas lésbicaspornodoido sou menininhas inocentes virgem mas faco analcontoseroticos mulher lactante amamentandomunita gozadaporno com baby boneca ecesto pai velho tarado e pausudoencubado flagrado dando o cucontos eroticos dona mirtescontos eroricos verdade ou consequdciabundas grandes. apavoradas torturaConto erotico peituda amamentandoporno conto e roti padatroscao gigante fica emgatado na buceta da nefinha que gene de tesaobaixar XVídeos mulher policial é pegada a força e desmaia na rola grossa do negãocontos corno bitia gostosa forçada xvideofoi corta caminho no beco xvideoscontos eroticos pirralhoconto erotico prima 11 aniosbaixando acaucinha lentametimeu patrao agiota ele fudeu minha buceta virgem conto eroticoamo meu corninhotexto jibi mae filho fodeu bucetapornô com a mulher da casa com Buchecha fofinhasexo oral 2016 nos mamilos bicudos das mulatasfilme porno esposa gosta de varios na frende do marido corno ela goza ate desmaia de tanto gozaai meu cuzinho primo eu sou virgem nunca dei poha devaga doi moitosexo porno meu pai foi ate meu quarto me chama pra conversa e me chupou ate eu gozamadrasta fagar estado batedor punhetaDona de casa e o garoto pirocudo ,contosmulher crente dando o cu pra dois pedreiro pauzudoemtiadas xvdver sexso gay e emosloirinhos trepando de quinze anosmtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1Contos eroticos garotinha curiosaporno mãe safada bunduda escitando o pal do filhocontaminando a dona de casa nova premera parte contosXVídeos irmã brincando com pênis do irmão baleia orca baleiapornodoidomulher trainiContos ertcos me mastubei na sala de aula flagada pelo garoto novinhoporno mulheres com alta preção no cu jogs bosta longefudeno uma ninfeta muito gostosa porbodoidoxvídio porno novínha espichano gozoxxvideo fantasiado de bombeirocontos de sexo depilando a sograquero ver dois pauzudos de 90cm pegando uma casada e fazendo ela gritar e gemerarmei muito bem armado e conseguir comer minha esposa junto com outro macho pauzudoConto porno surra de chineloela tirou roupa na frente do anão achando que era um menino conto eroticomulher da buceta ruıvafodas na sacristiaContos er com fotonauvia rabudapinsselada na bucetaFudendo a intiada novinha d shortinhaconto gay "respeitar teu macho"Negrinho do cabelo ruim bem pretinha metendo muito com muito fogo na periquita no pornô brasileiroyuri palzudoCuidando das amiguinhas da minha irma contosconto erotico velho taradocontos eróticos vou te fuder faveladatitio comeu meu cuzinhohomem nu da cu seminaristaporno. mineiro. mae. e. filho. trezeno. escomdido. do. pailiberei minha esposa pro cara estourar