Meu amigo me transformou em uma verdadeira puta

Um conto erótico de fraan
Categoria: Heterossexual
Data: 26/02/2014 22:51:14
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual

fevereiro/2014

Meu amigo me transformou em uma verdadeira puta

Chamo-me Fátima, sou loira natural, tenho um metro e sessenta e cinco de altura e 42 anos, sempre curtir muito contos eróticos e confesso que muitas vezes fantasiei, relembrando alguns deles, enquanto fodia e gozava com os meus namorados, ou batendo uma siririca. Hoje venho relatar o que realmente aconteceu comigo, a mais pura verdade, somente alterei os nomes, locais e datas para preservar minha identidade. Há mais ou menos um ano atrás, eu me encontrava sozinha por mais de oito meses, pois meu ex havia terminado nosso relacionamento, de mais de doze anos. Acredito que estando tanto tempo sem gozar devia exalar feromônios que indicavam minha atual situação, porque toda vez que meu cachorro entrava no meu quarto, quando eu estava mais a vontade, ele logo exibia sua pica toda vermelha gotejando. Percebi também, que meu colega (na época quase um amigo - Ronaldo) por duas vezes o peguei com os olhos vidrados na minha bunda, para não causar constrangimentos no ambiente de trabalho fiz que não percebia, embora uma amiga muito próxima confirmou que ele olhava varias vezes com cara de tarado. Por motivos de escala de trabalho numa manhã por volta das 09 h, estávamos no Departamento apenas eu, Ronaldo e minha amiga Suely, que por alguns momentos se ausentou para buscar café. Eu me encontrava buscando algum expediente arquivado nas pastas, quando sem mais sem menos vi o Ronaldo (acho que inconscientemente sentiu meus feromônios) ao passar por trás de mim me deu uma boa encoxada me apertando contra o balcão a minha frente, imediatamente, eu tentei empurrá-lo (mas na verdade eu mais empinei minha bunda em direção a ele, do que o afastei, pois melei minha boceta na hora, sentido todo aquele volume que se esfregava e me prendia com força, perguntado o que era aquilo, ele respondeu baixo em meu ouvido, que estava tarado pela minha bunda e que não aguentava mais bater tanta punheta pensando em me comer todinha (enquanto ele falava, mais eu sentia escorrer um melado na minha xaninha), mas com voz firme respondi que ele estava acabando com nossa amizade e que eu estava decepcionada com aquela atitude, ele pediu desculpas dizendo que não ia mais acontecer (enquanto forçava sua pica dura, desta vez segurando na minha cintura), envergonhado pediu que eu não informa-se ao Diretor, o ocorrido, pois ele pediria para ser transferido para outro Departamento ou Prédio. Por três ou quatro horas fique fantasiando sobre como seria gostoso se ele me comesse, nunca tinha me deitado com um negro, mas ao mesmo tempo sentia certa preocupação com aquele volume que tinha sentido e imaginava o tamanho que a aquela rola negra deveria ter, e se eu aguentaria tudo aquilo. Para não falar diretamente com o Ronaldo, e demonstrar que o havia desculpado, passei um sms dizendo "que ele pensasse bem antes de fazer outra bobagem", e ele me respondeu "se eu não queria fazer uma bobagem com ele", não respondi. Ao terminar meu horário de trabalho por volta da 16:30 hs, desci para apanhar meu carro na garagem (fantasiando tudo que podia sobre aquela rola comendo meu cúzinho e mais melada eu ficava), meu carro ficava no fim da garagem e era bloqueado pelo carro do Ronaldo, percebi ele se aproximando e disfarcei qualquer dificuldade antes de entrar no carro, desta vez ele veio me encarando e dizendo que eu não havia respondido ao sms, com as minhas costas na porta, ele se aproximou me apertando contra o carro, tornou a perguntar, num instante senti sua mão enorme por baixo da minha saia, e com um dedo afastava minha calcinha enquanto o outro deslizava na minha boceta melada....Sem eu nada responder ele disse "não precisa" a resposta esta aqui você também não se agüenta de tanto tesão por mim, e enfiando o dedo melado na minha boca, disse "venha comigo vou te fazer gozar como nunca", em seguida me deu beijo de língua muito gostoso. Vou fazer de você minha puta safada, vem. Quando dei por mim estava no carro dele acariciando toda aquela rola por cima da sua calça. Finalmente, chegamos ao motel, tentei dizer a ele que queria tomar um banho, mas ele disse que não, meu perfume esta deixando-o cada vez mais tarado. Enquanto ele me despia eu tentava tirar sua a camisa e as suas calças, uma vez que eu já estava totalmente nua, mas ele ainda de cuecas, fiquei encantada com o volume e não via hora de por meus olhos naquela pica que cada vez mais aumentava. Sentei na cama e ele disse "vai, safada, segura a rola do teu macho", comecei a abaixar a cintura da sua cueca e lentamente foi surgindo uma belo caralho de uns vinte e três cm (ele me confirmou depois) com uma cabeça grande e vermelha bem maior que o diâmetro da rola, quase um centímetro, comecei a beijá-la por que não conseguia abocanhar aquela cabeça enorme e pensava que não ia conseguir dar o meu cúzinho que eu tanto gosto. Fiquei assim por uns dois minutos e via que ele estava gostando muito. Logo ele disse que queria me chupar, eu me deitei, ele abriu minhas pernas e disse "sua bunda e gostosa mas sua boceta é perfeita" e começou com aquela língua macia a contornar minha xoxota, dizendo que nunca tinha experimentado um mel tão delicioso, ele punha e tirava a língua de forma sensacional e me deixa louca enquanto alisava e mexia no meu grelo, depois de dois minutos implorei pra ele me comer, fiquei com as pernas bem abertas para melhor suportar toda aquela piroca com a cabeça cada vez mais vermelha e brilhante, de tão melada que eu estava a sua pica foi deslizando forma lenta e segura, até que a senti bater bem no fundo, e ai ele começou um vai vem cada vez rápido e logo gozei me contorcendo inteira, nesse momento ele disse "você gozou rápido com eu queria, agora vira essa bunda que eu vou comer esse seu cúzinho lindo!" eu respondi "que não irai suportar aquela tora na minha bunda" ele continuou e respondeu que " uma cadela no cio não tem querer" eu disse "não vai entrar, não vou aguentar" e ele disse "vai sim, vai ser minha puta de qualquer jeito" me virou rapidamente e colocou um travesseiro sob minha barriga e enquanto passava o gel, oferecido pelo motel, disse "vai empina bem essa bunda gostosa como você fez hoje cedo enquanto eu te encoxava" (pensei ele tinha percebido o meu tesão, e eu gostei). Logo senti aquela cabeçorra empurrando meu cúzinho, e ele dizendo "rebola, rebola, sua vagabunda, como você sempre fez na minha frente, se oferecendo, sua vadia". Aquelas palavras não me ofendiam só deixava com mais tesão ainda. Só por um minuto ele teve paciência, mas em seguida disse "e agora sua piranha" segurou sua rola e forçou mais firmemente, dei um grito quando senti que a cabeça enorme da sua verga tinha vazado meu doce cúzinho, e ele disse "é isso mesmo sua puta grita e geme na rola do teu macho", tentei sair daquela posição, mas ele me segura firme na minha cintura como fez pela manhã, foi metendo bem devagar aquele caralho enorme no meu cú, parecia que não acabava de meter, senti meu cúzinho se alargando como nunca, até que por fim senti suas bolas batendo suavemente na minha bunda, ele dizia "ta gemendo, mas ta gostando né sua puta, vadia, agora quero você de quatro vou te mostrar como se enraba uma vaca como você". Sem tirar aquela tora no meu cú, ele me pôs de quatro e forçando minha cabeça contra a cama, fazia com que eu empinasse mais minha bunda, e mais ele enterrava. Nesse momento ele começou um frenético vai e vem, dizendo "é minha puta a partir de hoje tudo mundo vai dizer que você tinha um cúzinho tão apertadinho... tinha ...tinha". Ouvindo isso gozei outra vez, e ele também, senti uma grande quantidade de porra encharcando meu cú profundamente, quando de uma única vez ele tirou aquela rola imensa e maravilhosa, ouvi um estalo, gozando, peidei muito e alto expelindo parte daquela porra grossa com cheiro acne, quase desfaleci. Busquei sentir meu cú e percebi que estava piscando e com mais de dois dedos de largura, minha boceta inchada e meu cú totalmente arrombado. Perguntei se estava contente por ter arregaçado meu cu daquele jeito, ele respondeu “você gostou mais do que eu, sua puta, você esta realizada”, minhas pernas ainda tremiam de tanto tesão e gozo. Percebi que Ronaldo tinha ido lavar-se, e voltando disse "de mais um cú tirei bosta". Deitou-se ao meu lado. Minutos depois eu estava punhetando aquela rola gostosa, que aos poucos voltava a crescer. Não acreditava como havia suportado aquela tora, Ronaldo disse "não esqueça sua puta, a foda tem que ser completa, pode voltar a chupar esse pau", nisso levava minha cabeça para que eu a chupasse, respondi que não queria ele gozando na minha boca, nunca permiti isso aos meus namorados e nem mesmo ao meu ex marido. Fui punhetando e chupando, punhetando e chupando gostoso... Alguns minutos depois percebi que ele estava prestes a gozar, nesse momento e ele segurou minha cabeça com as duas mãos e meteu com força toda a cabeça daquela pica na minha boca e começou e gozar sem parar, eu não conseguia sair e nem tirar aquele caralho da minha boca: ele disse "engole sua vadia, se você não engolir vai engasgar, engole a porra do teu macho, você disse que não engolia porra dos namorados e do marido, mas do macho você não vai perder uma gota sua puta". Por um momento não gostei da atitude dele, mas no fim achei até bom toda aquela porra com sabor amargo e muito forte de macho que eu tinha engolido, me sentia muito bem como há muito tempo não me sentia. Cai deitada na cama totalmente saciada, e não acreditei quando Ronaldo começou ora mordicar minha bunda ora chupando meu cúzinho ainda melado e escorrendo porra. Saímos outras vezes e fizemos outras sacanagens que vocês vão adorar nos próximos relatos.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/02/2014 00:33:11
Muito bom mais seus exs eram bobos hein .. se como alguem .. como a bunda e dou leite pra beber .. e isso ae .. leia os nossos .. bjs
26/02/2014 23:49:53
Tenho o prazer de estrear os comentários de um conto excitante quanto esse. Parabéns e nota 10. Se puder, me visite

Online porn video at mobile phone


contos eroticos narrado madrastafoi durmu na mesa cama da cunhadaXvideo mulher pagando boquèti violentoGozada na buceta contobusetas alagadas de galaDavizinho Davizinho perdendo a virgindadecontos eroticos entre jovens irmaos gemeoscontos de scat com merda mijovídeo de homem sendo estuprado no quartel brechando a b*****Www. faveladas fazendo sexo na promiscuidadetrai com meus alunoscontos. herotico. dei pra todo mundo por dividacontos eroticos feminizaçao do garotinho maetirei.o.cabaco.da.minha.irma.dormindosenhora de idade pratica zoofiliacontos eroticos sou novinha e vi meu pai fudendo com minha mae e ele tem uma tora gigante e eu provoquei ele ate ele me comer ele me deichou arrombada mas gosei muitobucetagosotosaporno abordado da égua rapazesposa abriu a bundinha para aquele homem barrigudo e pirocudo/relato eroticoxvideo.bucetaoassitirHomempauzao analcontos eiroticos leilapornxvporno de novinha de dezeseis anosde vestido trazandoduas morenas com choque na polpa da bunda uma metendo a mão na buceta da outra e pede para chuparpornô irmao e irmã_xxxvideos.comRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamenteTheo eTonnycontos eróticos bem depravado de bem picantenovinhos chinêses comendo cadela zoofiliavideo de sexo negao da rola de cinquenta citimetro com uma jeguacontos eróticos menina de 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos vermelhoscomendo a sogra gostosa mttezaogozei minha mãe é adotada saia tio transamos noite toda voz diascunhada sai.do.banheiro so.de.tualha mostrando a poupa da bunda e da para o cunhadoxvideo de gordinha praguinhacontos eroticos gozou gostoso na vagina da cachorra pastora alemã no ciovideos de sexo pratoa pegado a enpegada batedo uma xiriricaConto irmao tira cabaço a irma de 13 gostosarelatos eroticos tirei os cabacinhos dos dois visdinho novnhos como choro pau grandelesbicas picando rebolando gozando chupandos colososcontos eiroticos leilaporncontos de sinhazinha lesbica abusando de escravadezejo ver corpo nua de uma mulher que nuca teve sexo Conto.erótico cunhada junteiconto guei o playboy e o vacabundovídeos vídeos pornográfico pai mostrando a filha para chupar até o talo se engasgando filha virando os olhoslourudas gozando por cimaO dinha que comi o cu da minhA mae bebAda contos,homem com pica de35 cm comendo o cu de um garoti virgem e gozandi dentrovideo de menina ficano pelada na sala mostrano ar buceta pra os colegaomen a molese a mulher tirando o pau br afora ela nao aguenta pornoirmao encontra irma pelada e entera opinto no cuconi o cuzinho da minha filha magrela contosxxxvideos travesti bem novinha cumendo gaycontos eroticos dominada na frente do meucunhada.dulce.trepando..com.o.cunhado.pintudMeu marido viaja e meu sobrinho me fodeBuceta e c aadas pelo pau do papai negao. Conto erotico heterossexual.SEXO CONTOS ERTOTICOS PEDREIRO CACETUDO ME FALOU UMAS BESTEIRAS FIQUEI TODA MELADA.xvideos gay afeminados de langeri na dupla penetracao com negros dotadosContos jovem faz anal varios homens e cuzinho fica dilatado e dilaceradodotado enfia baita pirocona inteirinha dentro, magrinha gemendo sem parar com o pauzão lhe rasgando todaincesto amador no surdãoestupro esposa contos eroticosvideo macjo goza na teta da mulher e corno lambevoces vão declha eu doidinho por você nus fingirfilha puta aretando o pai saia curta sem calcinhacasada na frente do marido corno esperando leite quentinho da buceta da esposacontos eroticos feminino ajudei o porteiro negro a fuder eu e minha irma juntocontos eroticos corno brochouxvidios novinho trasando com dormastirbando gostoso gemendo gritando e sainso sangue da xana gostosa vagabunda gritando no pau de borracha gostoso ai ai ai soca socamama no caralho quando conduzo video pornoContos meninas dez perde cabaço pro papaiconto erotico novinho safado 05,03,2017relaro erotifo mae bucetuda e filho pau gigant..histroria porno da mulhe que transa seu cachorochorei na hora pau entrou xvideochorei na hora pau entrou xvideozoofilando puta gostosa fudendo com cavalo ater sair sangue com porra da buceta