Abrigo 15

Um conto erótico de Christian
Categoria: Homossexual
Data: 10/12/2013 22:28:11
Nota 9.55

Capitulo 15

Eu estava com uma saudade tremenda de Li, desde que ele começou a estagiar ele quase não tem tempo para mim e isso era muito frustrante, queria Li e ele nunca estava por perto. Escutei uma vez na aula de direitos penais duas garotas discutindo e teve uma parte que uma disse que a miga estava muito nervosa e apreensiva, a amiga prontamente respondeu que era falta de sexo. Agora sentado em um dos reservados da biblioteca da faculdade rodeado de livros eu descobri que elas estavam falando a mais pura verdade. Desistir de ler depois que reli um paragrafo varias vezes e não gravei nada. Suspirei e me encostei na cadeira, não estava na minha hora de faculdade, mas eu resolvi fazer logo as atividades que os professores passaram, se Li estivesse aqui meu horário de estudo seria bem mais divertido, passei minha mão esquerda no meu rosto e senti o material metálico e gelado do anel que Li me deu no meu aniversario duas semanas atrás. Sorri me lembrando do dia que Li me disse que as palavras no anel não significavam "amigo do peito" em japonês e sim " eu te amo".

Nessa duas semanas que se passaram ele me pediu em namoro e eu aceitei, foi nesse dia que ele me disse a verdade sobre o anel. A irmã dele também já estava melhor, a quimioterapia estava fazendo progresso e o tumor no fígado estava diminuindo. Os pais de Li voltaram para casa quatro dias atrás e a irmã três. A garota é um amor de pessoa, eu fui visitar ela um dia depois que já estava em casa. Li me apresentou para toda a sua família como seu namorado, os irmãos me cumprimentaram e me deram boas vindas a família Yang-Wang, mas os pais de Li apenas contorceram a boca e não falaram nada.

Acho que a antipatia dos pais dele para comigo foi percebida por todos, a minha salvação foi Leah, ela me chamou e me mandou sentar na beirada da cama dela. Conversamos por bastante tempo, ela me perguntou como, onde e quando conheci Li e o por que de eu nunca antes ter vindo na casa deles. Respondi todas as perguntas dela sem hesitação, afinal, se ela gostou de mim eu tinha mais era que recompensar. Marvin, o sobrinho de Li, estava cada vez mais grudado em mim e eu adorava aquilo, me fazia lembrar de quando meus irmãos eram pequenos. Ele me chama de "Christin" na famosa língua enrolada de criança, ele era um fofo igual ao tio.

A relação com os meus irmãos ainda estava ruim, não sabíamos como agir na presença dos outros. Nós estávamos convivendo e não vivendo. Uma parte de mim queria acabar logo com aquilo e fazer tudo voltar ao normal. Mas a outra parte, não.

Um barulho abafado ecoou por toda a biblioteca me assustando e me tirando do meus estado de pensamento profundo. Estava com calor, afrouxei a gola da minha camisa e uma lufada de ar gelado fez contato com a minha pele quente, me fazendo estremecer. Será que eu estava doente? Toquei na minha testa e senti o calor, que merda era aquela? Olhei para as minhas pernas e tinha um calombo no meio delas, puta merda! Eu estava tendo um puta ataque de tensão. Pensei em Li e meu estomago deu um solavanco, fiz a única coisa que eu desejei fazer a manha e a tarde toda.

Telefonei para Li.

Ele atendeu no quarto toque, e eu quase tive uma ejaculação apenas por escutar a sua voz grave e baixa.

- O que foi, Chris?

- Eu preciso de você, Li - Nem tive tempo de me assustar com o tom da minha voz, normalmente ela é rouca e baixa, mas agora quando falei, cada palavra veio carregada de desejo e luxuria - Urgentemente, já me segurei por tempo demais.

- Chris? Você estar bem? - Ouvi a preocupação na voz dele, mas não me importei. O calor no meu corpo estava atingido a escala Fahrenheit, nem o ar gelado da biblioteca estava ajudando.

- Não, não estou bem - Respondi - E você é o único que pode me ajudar.

- O que você quer? - Pelo tom da sua voz eu já sabia que ela sabia o que eu queria. Que era apenas uma única coisa. Ele.

- Você, Li - Minha voz saiu quase como um choramingo - Você me privou do sexo com você por mais de cinco dias.

- Ai Deus! Eu criei um monstro - Mesmo por trás do tom brincalhão o desejo por mim estava audível.

- Seu monstro - Eu nunca tinha me sentindo assim, tão desesperado por algo. Mas tudo tem sua primeira vez e eu estava com uma abstinência forçada de Li - Apenas você pode alimentar. Quando você sai?

- Já estou saindo - Escutei barulhos de conversa atrás e a voz de Li mais ao longe. Passos e depois um zumbindo metálico - Me espera na porta da facul.

- Será que rola outra seção de sexo no carro?

- Com você eu faço até em cima do Empire State Bulding.

Me despedi dele com um beijo estalado e desliguei o telefone. Passei a mão em arco sobre a mesa e derrubei tudo dentro da minha mochila, corri para a saída bem ciente de alguns pares de olhos que me seguiam. Meus passos ecoavam pelo corredor com piso de cerâmica, não tinha quase ninguém transitando pelos corredores nesse horário, todos os alunos estavam nas salas de aulas. Meus olhos buscaram freneticamente por algum vislumbre prateado, mas não vi nada. Frustrado me sentei no primeiro degrau da escada de pedra que ficava na entrada da faculdade e esperei.

Quando enfim ele chegou, 25 minutos depois, me levantei em um pulo e sai correndo até o seu carro. Abri a porta do passageiro e entrei, fechando a porta atrás de mim. Li apenas levou o carro para uma parte do estacionamento mais afastado para podermos começar a praticar o nosso vicio.

Dessa vez não foi difícil como na primeira vez. Não teve batida de cabeça no teto do carro, nem aperto de buzina com a bunda e muito menos problema com o banco. Eu fiquei por cima, na famosa posição de peão, parecia que dessa forma o membro de Li entrava mais fundo dentro de mim, subi e desci em um ritmo constante até me acostumar. Meus gemidos e arfares eram misturados com os seus grunhidos e gemidos roucos, suas mãos grandes e forte apertavam a minha cintura, incitando-me a subir e descer. Todo aquele calor que eu estava sentindo estava se esvaindo junto com o suor do esforço físico, o membro de Li inchou dentro de mim, alargando a minha carne e segundos depois ele explodiu em um orgasmo poderoso.

Senti quando o seu liquido me invadiu, quente e espeço, Li levou a sua mão até o meu membro e me masturbou. Atingi meu clímax segundos depois. Cai exausto no peito musculoso de Li, logo em seguida seus braços musculosos estavam ao meu redor.

- Chris, isso foi maravilhoso - A voz de Li estava carregada de alegria, dei um risinho baixo e rouco, depois um beijo no seu peito suado.

- Eu tenho que disser o mesmo.

Ele riu, senti os tremores em seu peito, e acompanhei ele. Ficamos por mais algum tempo deitados antes de sentirmos câimbra, eu sai de cima dele e vesti apenas a minha cueca, Li também fez o mesmo. Sentia o semem dele escorrendo pela minha perna, mas não falava nada, por que eu não achava nojento.

- Li, nós sujamos o seu carro todo.

- E se depender de mim, vamos sujar ainda mais.

Sorri, mas não falei nada. Também queria sujar ainda mais.

****

- Esse seu estagio atrapalhou tudo - Reclamei enquanto Li massageava a minha costa, estávamos dentro da piscina - que agora estava aquecida -, toda a família de Li estava reunida na sala de Tv e nós dois estávamos nos agarrando na piscina - Você viu o que tivemos de fazer para aliviar o tesão?

- Você não reclamou quando entramos lá - Agora bateu a crise de consciência, depois de termos transado no carro Li dirigiu apenas cem metros antes de outra onda avassaladora de desejo nos varrer, não tinha como transar no carro novamente, então seguimos em frente. Mas era quase insuportável ficar a apenas alguns metros de distancia e não fazer nada. Vimos uma casa abandonada e antes de conseguimos disser "ideia maluca" já estávamos lá dentro. Na hora foi perfeito, agora eu via o quanto baixo foi - Aquilo foi uma loucura, Chris, mas não tem como negar que foi bom.

- Eu não estou negando - Me virei e passei meus braços ao redor de seu pescoço - Foi bom porque foi com você.

- Eu já disse que te amo hoje, Chris?

- Já - Respondi - Uma vez quando acordei, outra assim que saiu para o estagio e um monte outras por mensagem.

- Não foi suficiente - Seus lábios estavam tão próximos dos meus, aquilo era uma tentação - Eu te amo.

- Eu também.

Sua boca esmagou a minha, sorri com a boca colada na dele quando Li começou a abaixar a minha sunga.

Já vi que a piscina iria virar uma panela em ebulição.

*****

Nota do Autor:

Muito obrigado por todos os comentários e elogios a respeito do meu conto. Amo demais você.

Nina M, minha querida você falou como os meus amigos. Eles vivem repetindo que eu sou um velho de sessenta anos preso em um corpo de dezesseis, eu acho que já até me acostumei com isso, meu modo de falar e escrever é tão antiquado, odeio falar e escrever errado. Será que eu posso te fazer uma pergunta? Eu sei que vai ser desrespeitoso, já que você é uma dama e tudo mais, mas você poderia me disser quantos anos você tem? Só se você quiser me contar, é claro. Bjss do Senhor W.

CrazyNerd, leia o livro é super interessante. Já leu Divergente e Insurgente de Veronica Roth? Se não, leia. Se sim, esse livro não é super bacana? No ano que vem você quer assistir ele comigo no cinema?

Beijosss e até amanha.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/04/2016 23:49:10
top
04/01/2014 14:16:52
vc nao devia parar de postar sabia vc e bom no que faz
11/12/2013 10:29:40
SEU CONTO EH MARAVILHOSO♥♥ AMUH ESSES DOIS FOFOS LI E CHRIS ♥♥♥♥♥♥♥♥
11/12/2013 08:04:22
Bom demais da conta so, e é ainda apaixonado por livros, você é dos meus, já li vários. Eu sou seu fã, bjos.
11/12/2013 07:14:15
MMuito bom. nota 10.
11/12/2013 03:53:32
Ai ai ai viu kkkkkkkk os safados kkkkkk
11/12/2013 02:00:22
Adorei! Maravilhoso e excitante como sempre. Não sei como você consegue, mas escreve muito melhor do que eu e olha que dizem que eu escrevo bem. Depois dá uma olhada se tiver tempo. Ah, mudei meu nickname por sua causa. Tipo, na hora eu achei que coloquei ”Conto é vida" tinha achado maneiro, mas com o tempo percebi que era completamente tosco, mas como a preguiça era maior, nunca mudei. O que achou desse novo? Se ainda está ruim me de algumas dicas, pois sou péssimo para inventar nomes. E obrigado por me presentear com esse conto magnifico. E você é bem novinho hem? rsrsrs. Gostaria de te conhecer pessoalmente e trocar uma ideia. Adoro pessoas jovens que tem espirito de velho como eu.
11/12/2013 01:26:34
Meu deus,eu tive que comentar quando li que tu gosta de divergente, minha saga favorita,cara teu conto é incrível, muito mesmo, toda vez que eu termino de ler, me da uma vontade de começar a escrever um conto também, to quase lá, tu é uma inspiração pra mim, teu conto mexeu comigo como muitos poucos contos fizeram antes, é uma mistura de sensações quando eu leio, eu sinto como eu tivesse vivenciando tudo.Parabéns, você é um ótimo escritor, e eu sou teu fã.
11/12/2013 01:17:13
Ahhhhh menino, jamais irei te perdoar pela humilhação. Kkkkkkkkk capaz mesmo. Eu com vergonha??? Isso é o que eu menos tenho. Kkkkkk Senhor W continua que ta magnifico. E aproveita e da uma lida no meu
11/12/2013 00:26:51
Gente que perfeição,ganhou mais um fã .....amei hehe
11/12/2013 00:20:24
Maravilhoso, adoro o Li i o Chis.
10/12/2013 23:42:43
Amore, sou da Erudição, mesmo odiando a facção em si hahahahaha sério, só falta vc ser semideus e tributo :3 me add no whats kkkkkkkk precisamos falar sobre livros
10/12/2013 23:40:26
mtu bom
10/12/2013 23:12:23
Cara cada vez melhor
10/12/2013 23:06:00
cada dia mais eu me apaixono por esses 2 nota 100000
10/12/2013 22:56:13
Como sempre.... não podemos deixar de ler esse conto... gente que isso.. ESPETACULAR.... É FANTÁSTICO.....
10/12/2013 22:42:26
Cara cada vez melhor. Nossa teu conto está conseguindo se tornar um dos melhores da CDC ainda mais.

Online porn video at mobile phone


www.casa dos contos erotico adultério emcasa.comprovoquei levei no cu contosQERO VE COMO EO PRIQITO PODETOfotos voyeur mulheres de bruços de calcinha boxersinto latejacoes embaixo do sacoPorno idora com boca e cu cheios de esporranergão da rola de jeque comendo velhacontos erotico cumir o cuzinho da minha irmazinha deficientecoroa traindo o marido dando o cu e o narido ligadoSanto Anjo conto erotico#contos eroticos cuzinho pequenoconto erótico sequestro em carcerepornô zueira homem safadinho para botar a cabecinha empurrou tudo no rabo da donamunher midino o pou do negaupadrasto fazia sexo com as entiadas elas disiso que estava doendono intestino roludo comendo a esposa com buceta peluda XNXXqontos eroticos banho com minha irman mais velhamuher oha irmao mesturbanoconto erodico arombei minha vovo zinhacontos eróticos chorei mais aguentei a rola enorme do velho BeneditoContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas provocandovideos provocado meu cunhado do pau grande setei em cimaminha mulher e os gemeos bem dotado contos e entai eroticoschantageou a coroa para se dar bemcontoseroticoscm drigasConto erotico de casada q nao se satisfaz com o pau d marido e fica com tesao d ver velho pintudocunhadinha desistido no quarto da b******** XVídeostia dando pro subrinho xx vedeosdoce nanda parte cinco contos eroticosconto pelado filho pai zdorovsredanovinha deixou o cara passar a mao no peitoxvideoflagrei minha irmasinha cagando na pica do visbucetinhaentroutudoconto eroticos cdzinha hormoniolesbicas praticantes de lactofilia xvideos hdenfermeira peidorreira batendo p******Desabafo real de uma mae contos ero cap,IXxvideos gay dando pro bebinho novinho da ruaporno novinha trezeno com namorando da migaxvideo novinha. ser fundeu.irmaonovinha com tesão levantou a noite pegou uma linguiça socando a b*****contossou safado como minha maecorno nao gosegui arancar cabaco da esposa porgue apica e piguena mais amigo coseguiContei para meu marido que ele é um cornoconto nehrinha safada mamda empurrar tudo ate o taloxvideocomi. meu. marido e dei para. meu. sogroconto eroticos mulher do corno na borrachariadotado enfia baita pirocona inteirinha dentro, magrinha gemendo sem parar com o pauzão lhe rasgando todaconto erotico pegador popular da escola heterofilho socando a piroca na mae idosafoto transano quon anovinha encima da mesaos flagas de chupançs de paBarbie dizendo tô nem aí tô afim de olhar a polpa da bunda na polpa Barbie de serfoto.subrinha.dorme.shot.pai alisa bunda da..netaconheci uma novinha inocente ensinei ela chupa tudo contos eroticoscontos eróticos meu vizinho mamando leite do meu seioEu quero ver bucetaaaaahamiga tô aqui sentado comendo aquela saidinha que o baile não chegou amigaCelso Metendo em CuzinhoContos irronicos fodendo a minha namoradocontos o pecado de uma casada205xvidioconto erotico huntergirls71coloquei o dedão n cuzinho d minha netinha contos eroticosfodeno de Cantrosogra coroa gostoza vai ao banheiro cagar e genro vai atraz e faz analfotos de sexuisualcomendo o meninos da igreja contos gaysautor,Vamp19-Contos Eróticosxvideos cm filha aproveita que o pai saiu e arrobo a madresta bem novinha