Ela é minha irmã, mas, vou acabar comendo a Lucy!

Um conto erótico de Newton19
Categoria: Heterossexual
Data: 01/05/2013 11:05:38
Última revisão: 06/06/2017 10:57:49
Nota 9.83

Minha irmã mais velha, Lucy, dormia de bruços a meu lado. Apesar da meia penumbra, conseguia ver sua bunda redondinha e polpuda. Com cuidado, afastei o lençol que a cobria parcialmente. Puxei a camisola curta para cima e fiquei apreciando a beleza daquela ¨poupança¨.

Ela tem 1,65m., tipo mignon, seios médios, morena clara de cabelos escuros e longos. Sem querer puxar a brasa na sardinha, ela é muito gata, linda pra mais de metro. Agora, com trinta e poucos anos está mais fera ainda, botando muitas menininhas no bolso.

Somos um pouco diferentes. Ela puxou a mamãe e eu, sou parecido com o papai. Tenho 1,76m. de altura, mais moreno e encorpado. Gosto de esportes radicais e estou aprendendo voar com parapente motorizado. Sou tarado por coroas e perdi a virgindade com uma vizinha que era garota de programa.

No começo não sabia. Quando descobri, tudo mudou, apesar de eu ter dito que não me importava com aquilo. Eu tinha paixão por ela e curti uma fossa colossal, de pensar que terminou assim.

Deixa prá lá. O melhor é eu contar, como acabei na cama da minha irmã. Lucy saiu de casa com a idade que eu tenho agora, 19 anos. Na época eu tinha só 9 anos e não me lembro bem dela. Meu irmão mais velho tinha me contado que papai a mandara para a capital, na casa da vovó, porque ela era bem galinha. Que andava dando para todos na cidadezinha onde a gente morava, até para meus primos e tio.

Depois da faculdade, tomou juizo na cachola. Casou com um homem bem de vida. Meu cunhado, tem um mercadinho e está montando uma filial numa outra cidade. E agora, prestes a inaugurar, vive mais lá do que aquí. E eu, quando fui nomeado para trampar num banco, tive de escolher entre três cidades. Optei por esta, já que pelo menos, tinha facul e uma irmã por perto. Ela é bem legal.

Estou morando numa pensão, porém, quando o cunhado viaja, a seu pedido, venho pousar em sua casa. Isso depois que um vizinho deles foi assaltado. Bato uma pestana no quarto das crianças. E elas, junto com a mãe. Sem qualquer maldade, minha irmã era como se fosse homem para mim.

Naquela madrugada, escutamos um barulho esquisito. Os cachorros latiram. Acendemos as luzes e fui olhar. Pelo jeito foi alarme falso, todavia, minha irmã, assustada e impressionada, pediu para dormir junto com ela e seus dois filhos, em sua cama de casal. E acabei alí, vendo ela seminua, com idéias sacanas na cabeça. Lucy dormindo profundamente, entre eu e a criança maior. O caçula no berço ao lado.

Apesar do colchão ser ¨king size¨, estávamos meio amontoados. Encostei a perna em suas coxas alvas e lisinhas. O contato da pele com pele agradável demais. Minha pica já dura e latejando. ¨-Porra, como minha irmã é gostosa! Ah, se ela não fosse minha irmã...¨ , pensei.

Tive de levantar, ir ao banheiro e tocar uma punheta. Meu cacete tem uns 17 ou 18 cm, e é muito grosso. Se perde em comprimento, ganha na espessura de muitos que ví em filmes pornôs. A cabeça fica pequena, perto do diâmetro na parte mais estufada. Gozei gostoso e depois, fiquei envergonhado de ter batido uma bronha pensando na Lucy.

Na noite seguinte, Lucy pediu para dormir junto novamente. Outra vez aquela tortura e idéias de Jerico. Ela dormia de lado, com a bunda virada para mim. Erguí o tronco e passei a mão, de leve em seus peitos. Segurando a respiração e procurando não balançar a cama, abaixei a cueca.

Não pude resistir ao apelo daquela bunda gostosa. Com cuidado fui me ajeitando, até encostar a cabeça do pau nos montes dela. Dei uma esfregadela no rego. Parei e esperei. Pela respiração pesada, seu sono era profundo. Com a ponta dos dedos, abaixei a calcinha branca que ela usava.

Tremendo de tesão, encostei a cabeça do pau no meio da bunda. Sei lá onde estava com a cabeça naquela hora. Pressionei um pouco mais. Escorregou até a entrada da xoxotinha. Comecei a meter no meio dos lábios. Estava quase gozando e deu medo de esporrear, melecando tudo.

Ela se mexeu e com medo de acordá-la, parei. Desisti daquela loucura. Imagine se ela descobrisse! Dormí e tive um sonho meio louco, em que eu metia nela e em certa hora, não era a Lucy. A mulher que eu estava comendo era a mamãe!

Acordei assustado, sentindo uma mão passando no meu pau. A cueca tinha armado uma barracona e a mão da minha irmã alisava meu cacete, por cima do tecido. Abri totalmente os olhos, incrédulos e a encarei. Lucy, percebeu meu despertar e continuando a acariciar, sem desviar o olhar do volume, disse:

- Nossa, Nenê (todos em casa me chamam assim), que bilau enorme! Como cresceu e ficou grande!

Surpreso, afastei a mão dela de cima da minha rola, com certa rispidez. Juro que era só tesão de mijo. Apesar de ter gostado do contato, falei chateado:

- Para com isso, Dinda! Quí qué isso, meu!

Minha irmã nem ligou para meu protesto brusco. Voltou a colocar as duas mãos e desta vez, olhando para mim, disse autoritária:

- Para com isso você, tá? Como coisa que eu já não ví teu bilau um montão de vezes! Já peguei nele e lavei desde quando era um bilauzinho, viu? Agora que é um bilauzão, eu quero ver! Vamos, mostra aí!

Ela tentando abaixar a cueca e eu impedindo. Acabamos lutando e como sou mais forte, fiquei por cima. Ela se debateu um pouco e depois parou, totalmente entregue. Era delicioso demais, sentir seu corpo quente e macio, dominado e debaixo de mim.

Se na luta, minha piroca tinha ficado meio mole, de imediato, voltou a ficar duro como ferro. Agora não era só tesão de mijo. Era vontade de meter. De comer aquela mulher linda, gostosa, minha irmã! Recuei o quadril tentando esconder a ereção violenta.

Sua respiração era meio ofegante. Achei que era pelo esforço. Me fitava com cara de sacana, olhar desafiador. Sei lá se me testando, vendo até onde eu iria. A boca entreaberta pedindo para ser beijada. Suas mãos acariciavam minhas costas. Acho que ela também estava com vontade de me dar.

Oh, céus! Dei um empurrão e corri para o banheiro. Urinei e nem assim, nada do pau amolecer. Comecei a tocar outra punheta. Lucy bateu na porta. Sua voz era uma tentação:

- Abre aí, Nenê. Deixa de ser bôbo, guri. Tava só brincando. Abre aí!

Não abrí. Me segurei firme, pensando naquela loucura toda. Será que ela tinha acordado à noite e percebido que brinquei na xavasquinha dela? Estaria eu imaginando demais? Tudo errado, porra, ela é minha irmã! Temos o mesmo sangue!

Tudo bem que ela é bem safadinha. Já tinha andado com meus primos e até o nosso tio. Mas, agora, era uma mulher casada e mãe de dois filhos. Já pensou se meu cunhado soubesse que eu tinha tara pela mulher delê? Um rival fora de qualquer suspeita, o irmão pervertido dela?

Esses pensamentos martelavam minha cachola, mesmo quando estava trampando. A presença da Lucy me fazia ficar corado e eu procurava evitá-la o máximo possível. Até que ela me pegou de jeito, com um papo sobre sexo:

- Quantas mulheres você já comeu, Nenê?

Deu vontade de cortar o assunto, porém, para não alongar, respondí de pronto:

- Uma.

- Uma só? Nossa! Com a tua idade eu já tinha dado pruns cinquenta!

E riu zombeteiramente. Meio com raiva, devolví:

- Só uma, mas que valeu por cem, tá?

- É? Nossa! Quem é essa sumidade! Me conta prá mim! É uma namoradinha?

Não queria falar mais. Porém, minha irmã, tanto insistiu que acabei contando como foi a primeira vez e com quem. Só calou quando soube que ela era garota de programa e isso tinha sido a razão de estarmos dando um tempo. Pensativa, ela confidenciou:

- Sei bem como é isso. Olha, não conta nada em casa, viu? Também fui garota de programa e isso não quer dizer nada. Foi assim que conheci teu cunhado. Deu bobeira, engravidei e acabei casando com ele. Até narrei isso num conto. Quer ler?

Aquela revelação foi chocante para mim. Tão barra quando soube que a minha namorada dava por dinheiro. Lí a história dela. E puta que pariu, até minha irmã tinha sido uma puta? Porra, era bronca demais! De tão atordoado, nem falei nada.

Depois de saber esse segredo da Lucy, fiquei com menos vergonha de querer, de desejar minha irmã. Quantos filhos da puta pagaram e comeram a boceta dela e até aquele rabão gostoso? Eu também queria, mais do que ninguém comer ela. Meter de tudo que é jeito. Gozar e encher de porra todos seus buraquinhos. E além de tudo, eu amava, amo e sempre amarei minha irmã!

Lucy sempre se veste de maneira sexy, provocante. Naquela hora estava com um short curtinho de malha, blusa tomara que caia e sandalia de salto alto. Sentei ao seu lado e coloquei a mão em sua perna. Meu pau duro, inchado, latejava de tesão.

Ela desabotou minha calça jeans, tentou abaixar o zipper. Me levantei para facilitar. Minha irmã, sem nada dizer, abaixou a cueca, libertando o mastro agoniado. Pegou e ficou admirando.

O contato das suas mãos macias, os dedos finos e delicados na minha vara, me provocavam arrepios. Ela me masturbou lentamente, apreciando a extensão da rola. Aproximou o rosto, deu um beijinho na cabeçorra já umida. Olhou em meus olhos com ar de safada e o abocanhou. Tirou para fora. Lambeu a chapeleta e colocou de novo, desta vez tentando inutilmente sugá-lo por inteiro. Acho que foi até a garganta.

O calor daquele boca umida, a lingua apertando meu cacete ao encontro do céu da boca estava demais! Ela apertava e soltava, com a boca ia pra frente e pra trás. De cima eu via seus cabelos esvoaçando ao ritmo da mamada. As ondas de prazer tomavam conta do meu corpo.

Senti aquele formigamento no pau, avisando que o gozo estava vindo. Tive de avisar:

- Eu vou gozar! Eu vou gozar.

Ela nem se importou, compenetrada no boquete. E que boquete! Senti que a porra já ia pelo canal deixando o pau mais inchado ainda. Agarrei em suas têmporas e comecei a estocar, fodendo aquela boca gostosa.

Nisso, o barulho do portão sendo aberto nos alertou. Era o mala do meu cunhado que chegava em casa. Lucy tirou a boca e deu um pulo para trás. Eu com o pau latejando, um pouco de porra já saindo da cabeça, ergui a calça trazendo junto a cueca e todo atrapalhado, nem cerrei o fecho.

Se não fosse bizarro, diria que fui salvo pelo gongo. Não, pelo contrário, interrompeu a realização de um sonho. O sonho de comer a gostosa da minha irmã.

Sei lá o que vai acontecer, na semana que vem, quando ele viajar de novo. Vivo com vontade de comer a Lucy. Corro para o banheiro e toco uma bronha. Depois que gozo, lembro que é uma loucura incestuosa e que tudo deve ficar só na vontade, na fantasia.

Isso me deixa bolado. Se eu comer, vou me arrepender. E se não comer, acho que vou ficar arrependido também. Não sei mais o que fazer...

************************************

FOTOS- Deixe e-mail que será enviado fotos da Lucy. A história teve continuação. Clique no meu nome aí em cima que vc acha.


Este conto recebeu 18 estrelas.
Incentive newton19 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
09/03/2020 01:07:45
Já descobriu o segredo dela. Já sarrou na cama, recebeu um boquete divino... Comer, agora, é só consequência. E nada forçado. Se ambos querem, vai fundo e passa a rola. Falando nisso, a Tia é bem gostosa. Adorei o que vi nas fts. Tá passando bem. Votado
20/02/2020 10:45:55
Nossa q loucura mas deve ser muito excitante
22/01/2020 12:33:35
muito bom cara totos sao optimo0s dez e tres estrelonas
19/01/2020 21:21:50
Muito bom seu conto, nota dez com louvor. me manda as fotos aqui
18/01/2020 20:58:09
Dez
13/01/2020 22:21:31
Muito bom
09/01/2020 11:11:08
Muito bom.
06/01/2020 07:44:05
Gostei, muito bem escrito. Me deu muito tesão. Parabéns!
02/01/2020 17:23:01
Muito bom, esperando a continuidade. Pode enviar as
01/01/2020 13:12:59
DENTRE MAIS DE CENTO E CINQUENTA MIL CONTOS, ESTE É O OCTAGÉSIMO-NONO (89) MAIS COMENTADO DO SITE, COM 149 VOTOS. Bem escrito, merece a nota máxima.
09/12/2019 10:23:31
Opa, pode mandar fotos dela aqui? Aliás, tem tbm das mulheres dos outros contos, a grávida, a coroa e tals?
07/12/2019 12:47:48
Pode manda as fotos dela?
29/11/2019 17:19:38
Toop
26/11/2019 12:57:53
Otimo conto adorei gostaria de receber fotos da lucy se possível
21/11/2019 23:00:50
Adoro seus contos, eu gosto de meter em meninas novas, você. Ja leu um meu
21/11/2019 19:22:25
Otima história, se puder me manda as fotos...
19/11/2019 18:08:14
muito
22/10/2019 11:04:16
21/08/2019 16:09:50
Delicia, Nenê, até eu ficaria com vontade de te pegar também. Come logo a Lucy antes que ela mude de idéia. Bem excitante e com certeza não vai ficar só nisso.
18/08/2019 10:57:40
Adorei o conto Segue o meu e-mail para fotos

Listas em que este conto está presente

Putinha
Putinhas devassas

Online porn video at mobile phone


incesto pai bota filha no colo e ficar bolinando elacontos de encoxadas nos transportes publicosxx videos lesbicas en fando amao no do amigoconto erotico ocheirinho gostozodo meu cuzinho na minha calsinhaelacareca contos eroticos de mullheres carecasvideos porno insetos entre filho fodendo mae prensadaMansinho shortinho atolado bunda corno contocontos eroticos empregada domrsticmenina pequena provocado pai com chote cuto enfiado na bunda xnxxcontos. herotico. dei pra todo mundo por dividaxxxvnwwwVectra no pau de borracha bem grande na buceta no pau de borracha na bucetavidio de mulher da buxeta froxonaenpancando a novinha de brusoConto erotico sou madura e consolo lesbicaxvideo uma ficadinha na ruatrabuco contos gaysamba porno mulher vai mexe seu cunhado dormindo sono profundoloira puta vaz cachorro gosar cinco vesezminha esposa branca e gorda dando o cu pro meu compadregozando na irmazibha cacula xvideocontos eroticos papai e mamae me fez mulhervideoxxx contos eroticos tia bunduda madura ganhando leitinho do sobrinho.fotos de bundas bonziadas nuasxxx videos porno irmao fudendo a irma a foca e igravidando elameu padrasto me iniciou na zoofiliaComtos eroticos de mulheres q bateram punheta pra cachorrocontos erotico da irma batendo punheta no irmao machucadox video novinha levano rola grossa na buceta e no cuvideo porno com a ruiva de chorte aperdado arfossapeguei na cinturinha e soquei tudo sem ela perceber no cuzinho ai amor nao quero mais vc me maxhucou xvideosela pelada nua mostrando a b***** b***** mulher pelada nua senão tabaca vocês vão sair de ser por nós no parágrafocontos eroticos coroa casada rica leva de presente para sua amiga coroa casada um pau enorme de borrachamulheres chorando muito pedindocpra parar de botar no cucontos minha mae no meu coloxvideo nigro xxxvvnconto erotico gay novinho fimosecontos de afilhada cavalona com padrinho coroa de pauzaoentiada goaandoginecologista gemendo baixinho pra ninguém escutar porno doidocontos chortinhos emfiados cnnmulher fazendo sexo e o cara comendo a bucetinha e o cuzinho dela empurrando a picona ela gemendo respirando fundo e ele empurra toda na bucetinha e filmando escondido ela verau muito comprido emtra tasgando tudo so beroContos eroticos sinhazinha escravoxx vedeos enpregada dando pro prataocontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludogozando na bócá da negra casadaconto com putinha novascontos eroticos comendo coroa peidadoxvidio no binha petdeno ocabadowww.pornodoido com festa de papai noel entregando presente.comporno vui da naxana vui cu ala ficou bravaver instoria de susane .. casadas dando a buceta pra outros homenscontos eroticos tirei meu cabacinho com um consologarotinho loirinho de treze anos se descobrindo que e gay e tranza com seu irmãozinhoso bucetudas chorando quando a pica entrouiniciando um viadinho contoxvideocoroajapaConto erotico com penis pequenotitio comendo novinha inocente e ela dizendo devagar ta machucando minha bucetinhacabeçao gg gosadas ptcontos gay de conxinha com o idoloO vizinho safado do 205mulher de 18 anos abaixado homem verdadeiro dando a b***** e ela peidandoconto viadinho descaradocontos erotico tarado sequestrador fudendo nifeta filha de bacanacontos de zoofila novinha gritando de dor na rola gigantescacontos eróticos com fotos esposas estupradas submissaspinsselada na bucetaGostosa dirige o carro para um homem ela para vai pro banco de tras e sedux o homem www xvideo.comcaldo de buceta sujao desejo pela amiga da academia contos eróticosexvideos comendo a funcioria escondidoarranhando a bucetinha pro papai coloca o dedo e chuparcontos erótico- filho meu principeWww.testedefudeludade.comx videolindinhas novinhas trepandonumpau grándedei o cu e estourou minha hemorroida contossexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaoconto gay ele se revoltou e tomou todascontos eiroticos leilapornpornofamilhasacanasair saigui depois de dar abicetaIrmao come cú irma dormímdoum pornô para trás balançando a empregadinha naquele preço ela bem novinha pega à forçaesposas chorando de prazer na rola de negros hiperdotados e chingsndo o cornoo garotinho do semáforo contos eróticos reaisContos zoofilia d mulhers q se engataram com cachorro na posisao papai e mamaexxxvideosporno no teto ou na pissina