Pedro e eu - Parte 13

Um conto erótico de Fael Leafar
Categoria: Homossexual
Data: 10/02/2013 12:36:18
Nota 9.98
Assuntos: Homossexual, Gay

A porta estava entreaberta , e eu sem sentir fui me aproximando cada vez mais e vi a cena: Ela deitada de costas na cama, com ele por cima dela bombando, enquanto ela estava com as pernas entrelaçadas no quadril dele, as mãos arranhando suas costas, gemendo de olhos fechados . Eu fiquei parado ali, sem conseguir me mexer, com os olhos cheios de lagrimas, quando senti aquele gosto de sal na boca e corri pro banheiro. Foi o tempo de trancar a porta rapidamente, e vomitei bastante. Fui até a pia lavar meu rosto, escovar os dentes e ouvi ele bater na porta. “Fael ,é você?”.Putz..devo ter feito um barulhão na hora q bati a porta do banheiro. Tive dúvidas se conseguia responder, mas saiu um “Sim” meio engasgado. “Você está bem?” Ele perguntou. “To” falei com um fiapo de voz. Sentei no chão do banheiro até estar calmo pra sair. Não queria q ele visse que eu fiquei abalado, muito menos ela. Sai do banheiro e fui pro quarto. Peguei uma mochila e comecei a pegar umas peças de roupa e socar de qualquer jeito dentro dela. Ele apareceu na soleira da porta e ficou um tempo olhando.

- Fael, o que você está fazendo? – Ele perguntou olhando eu arrumar as roupas.

-Eu vou passar uns dias fora. – Me limitei a responder.

- Mas por quê?!Olha eu não sabia q você ia aparecer a essa hora. Desculpa cara... – Eu olhei pra ele nessa hora, e a vontade q eu tive foi de dar um murro na cara dele, e falar tanta coisa, mas não saiu nada.

- Agora tanto faz Pedro. Vai ser bom pra mim me afastar um pouco. Enquanto isso, aproveite esse apartamento como você achar melhor. Eu vou nessa – Fechei a mochila e passei por ele, ele me segurou pelo braço e me olhou. Olhei bem fundo nos olhos dele, e ficamos assim uns segundos enquanto ele lia todo o desgosto que certamente tinha nos meus olhos, até q ele me soltou. Passei pela sala a Erika estava saindo do quarto. Dei um tchau pra ela, com o melhor sorriso que eu consegui, pois não queria q ela percebesse nada, e fui. Peguei meu carro e fui pro único lugar que eu pensei na hora, a casa do Matheus. Cheguei lá, sua mãe me recebeu muito bem, como sempre, e falou que o Matheus estava no quarto. Bati na porta, e entrei. Ele estava no computador e abriu um sorriso quando me viu, mas depois ficou sério ao olhar minha cara.

- O que aconteceu Fael? Que cara é essa? – Ele me perguntou enquanto sentava na cama a sua frente.

- Porra Matheus...não da mais cara, eu tentei, de verdade...mas hoje foi o limite. Será que posso ficar aqui hoje, até eu pensar no que fazer, se volto pra casa da minha mãe, ou sei lá...

- Claro cara, minha casa sua casa. Mas me conta, o que pegou?

- Peguei o Pedro transando com a namorada dele no nosso apê, mas especificamente na nossa cama. Que falta de respeito, cara! Desde q a gente foi morar junto a gente nunca levou garota pra lá porque era o nosso canto. Se tava com vontade de fuder uma buceta ia pra um motel, pra casa da menina, no carro, mas não lá. A porta ainda estava entreaberta e eu vi tudo, tudo... – Eu fui dizendo até me faltar o ar.

- Caralho muleke, que merda! Não sei nem o q te falar. E ele, o que ele falou?

- Ah, ele tentou argumentar, mas acho q percebeu que vacilou bonito comigo. Ele não vê que ele tá errado. Quando começou a rolar a parada entre a gente, eu terminei com a Bel, e não quis me comprometer com mais ninguém além dele. Eu esperava a mesma coisa dele. É foda dividir quem se ama com outra pessoa, seja lá quem ela for.

- Eu sei cara, eu te entendo. Pode ficar aqui o tempo que você quiser.- Ele disse isso me abraçou. Um abraço fraternal que me acalmou de imediato.

No dia seguinte já me sentia melhor. Recebi várias mensagens do Pedro perguntando aonde q eu estava, mas ignorei. Precisava de um tempo longe dele pra colocar meus pensamentos e sentimentos em ordem. Era sexta-feira, e eu podia faltar a facu e ter o fim de semana pra ficar afastado. O Matheus era uma companhia excelente. Divertido, inteligente, bem humorado, fazia com que o tempo não se arrastasse, nem com que eu pensasse naquilo o tempo todo. Dormi na cama e ele no colchão por imposição dele, afinal eu era a visita, tinha que ficar no colchão. No dia seguinte fomos pra praia (Uma diferente porque eu não queria encontrar com o Pedro), bebemos umas cervejas, depois fomos pra sua casa pra almoçar e continuar bebendo umas latinhas. Sua mãe tinha aproveitado o fim de semana e ido com o pai dele pra casa de Petrópolis, aonde desfrutavam da aposentadoria. Estávamos só nós dois em casa. O Matheus disse: “Cara, vou tomar um banho pra tirar esse sal, corta um pouco daquele queijo ali para beliscarmos com a cerveja.”. Ele foi e eu fui cortar o queijo. Depois de um tempo ouvi meu cel tocando no quarto, e fui ver quem era. Pra variar era o Pedro, mas tava tão bom aquele dia q eu não queria estragar com discussões. Resolvi não atender. Nisso o Matheus sai nu do banheiro, pois não esperava q eu estivesse ali. Na hora, travei. Olhei bem aquele corpo alto e magro, mas definidinho. A barriga lisinha, as pernas com poucos pelos e o seu pau branquinho, com uma cabeça rosinha, os pelos em volta bem aparados, devia medir o mesmo que eu. Meu pau endureceu na hora, e nos dois ficamos bem constrangidos. Pedi desculpas, falei que meu cel tinha tocado, e ele falou que não tinha nada demais, afinal éramos amigos desde pequenos. Sorri meio sem graça da minha excitação, e fui pra cozinha. Tomei quase meia lata de cerveja num gole só para ver se refrescava o calor que subia pelo meu corpo. Caminhei pela sala e vi umas fotos dele espalhadas por lá. Uma mais linda que a outra. Ele era bem fotogênico mesmo, tinha um sorriso perfeito (Como o Pedro, mas não era hora de pensar nele), o rosto bem angulado, emoldurado por aqueles cabelos levemente cacheados que lhe caiam pela testa, a convinha na bochecha.. Levei um susto quando ele chegou perto de mim.

- Eu tenho um monte de fotos da época que eu modelava. Minha mãe adora ficar espalhando pela casa. Fiz algumas revistas, alguns desfiles, até hoje as vezes rola um bico de modelo. – Ele disse pegando a foto q eu estava segurando.

- Eu não sabia que você tinha sido modelo. Legal, cara. Deve dar uma grana boa. – Eu disse, tentando não lembrar da cena dele nu.

- É, dava uns cascalhos. Bora tomar mais uma cerva? – Ele disse indo para cozinha.

A Noite foi adentrando e conversávamos sobre vários assuntos. Pedimos uma pizza, assistimos um filme, até que já me sentia bem relaxado e alegre por causa da cerveja. Resolvi tomar um banho e me deitar. O Matheus falou q só ia dar um jeitinho naquela bagunça q fizemos e já ia também. Tomei meu banho pensando no que aconteceu com o Pedro, e na minha aproximação com o Matheus, na excitação que eu senti. Comecei a pegar no meu pau, que nessa hora já estava duro como pedra, e comecei a bater uma gostosa pensando naquele corpo do Matheus, das suas feições perfeitas. Devia ser efeito do álcool, da situação, porque eu não tinha pensado no Matheus assim antes. Gozei, engolindo um gemido, terminei de me lavar e sai enrolado na toalha. Não tinha ninguém no quarto, na hora senti um alivio, e uma decepção ao mesmo tempo. “Nossa eu to bêbado, só pode ser” Pensei na hora. Coloquei uma cueca boxer preta, e o Matheus entrou. Ele olhou pra mim e desviou o olhar em seguida, indo pro banheiro escovar os dentes. Entrei lá também para estender minha toalha, e quando passei atrás dele nossos corpos de esbarraram, e foi o suficiente para o meu pau subir de novo. Estava há dias sem transar, e com álcool em cima, então a minha consciência estava bem alterada. Ele me olhou pelo o espelho depois que enxaguou a boca, e tentou sair. Virei ele de frente pra mim, e olhei bem nos olhos dele. Fui me aproximando e o beijei. Ele não resistiu. Me abraçou e retribui o beijo com vontade. Nossa, o Matheus beijava muito bem. A boca dele era macia e gostosa. Com sabor de menta por causa da pasta de dentes. Fomos nos beijando, enquanto as mãos percorriam o corpo de cada um, e os pés nos levavam para o quarto sem que percebêssemos. Deitei na cama, com ele por cima de mim. Quando ele de súbito parou. “Fael, isso está errado. Agora não é o momento, você está carente, esta brigado com o Pedro, eu to na minha...eu não quero...” Olhei bem nos olhos dele e disse: “Matheus, eu quero.” E o beijei novamente, e ele não conseguia resistir. Começamos um amasso daqueles, com mãos aqui e ali, enquanto enfiava minha mão por dentro da cueca dele, e punhetava seu pau e ele apertava minha bunda enquanto chupava meus mamilos. Nossa que tesão. O Matheus sabia exatamente o que estava fazendo. Vamos dizer q ele tinha mais experiência nisso do eu, pois já tinha se relacionado com outros homens. Foi descendo pela minha barriga, arrancando gemidos altos da minha boca, e quando ele já estava levantando minha cueca, o meu cel tocou de novo. Ele olhou pra mim, enquanto eu olhava o aparelho, e minha cara mudou completamente. Ele sabia quem era. Ele sentou na cama, enquanto eu jogava o cel na mochila, mas pela cara dele ou até mesmo a minha, vimos q não tinha mais clima. Pra ele não pensar q eu estava arrependido, dei um beijo de leve nos lábios dele e disse: “Acho melhor gente não ir além hoje, mas isso não significa q eu não queira.” Ele sorriu e disse: “Você tem razão. E eu também não quero que seja assim. Vamos dormir que amanhã é domingão de sol.”. Achei que ele fosse ficar encanado, ou chateado, mas não. O Matheus tinha um jeito leve como uma pluma, que quase escapa das suas mãos quando você tenta pegar. Dormi tranquilo.

Acordamos no dia seguinte e fomos pro clube que o Matheus é sócio. A praia sempre está muito cheia no Domingo. Sentamos em uma mesa, pedimos um suco, e eu fui logo falando o q estava me preocupando.

- Cara, acho q a gente tem q conversar sobre o q aconteceu ontem. – Eu disse tomando um gole pra ver se eu desengasgava.

- É, eu acho melhor...

- Então, eu quero q a gente vá com calma, eu preciso ter muito cuidado, porque você está sendo o meu melhor amigo nesses últimos tempo, e não quero estragar a nossa amizade. Você sabe como é louca essa minha parada com o Pedro...e você sabe que eu gosto de você mas..- Estava tentando falar pausadamente, escolhendo bem as palavras mas ele me interrompeu.

- Não me ama. Eu sei Fael. Cara, ainda não consegui decidir se é bom ou não o q aconteceu ontem. Desde aquela confusão toda, eu fiquei na minha, esqueci todo o tesão que sempre senti em você, a paixonite da época de pré-adolescente, porque eu te respeito e sua amizade é bem importante pra mim...mas não me provoca brow. Eu não sou de ferro. – Ele falou olhando bem pra mim. Gelei.

- Eu sei cara, por isso mesmo que vou te pedir paciência..porque eu realmente não sei o vai rolar. Eu não me arrependi de ontem... eu ainda quero, mas não quero te magoar entende? E Além disso você sabe q eu tenho as minha noias sobre essa parada de sexualidade..enfim. – Eu disse abrindo um sorriso. Que ele correspondeu com o melhor sorriso dele.

- Então tá tudo certo.Vamos deixar rolar. Quem for ultimo a pular na piscina é a mulher do padre hahahahaha. -Nisso ele saiu correndo, deu um pequeno mortal e caiu na piscina. O dia passou normal. Matheus tinha o dom de levar as coisas serenamente, e não tinha desconforto nenhum de ambas as partes. Falei com ele que eu não podia ficar fugindo do Pedro. Era ridículo isso, que no dia seguinte eu voltaria pra casa. Conversaria com o Pedro, mas por enquanto não queria ter um relacionamento como tínhamos. Ele concordou e me falou que era isso mesmo q eu devia fazer. Todos eram adultos, e o dialogo sempre era a melhor solução.

No dia seguinte tive minha rotina normal. Estagio, facu, só não fui na academia pelo motivo de sempre. Cheguei em casa, ele ainda não tinha chegado. Coloquei minhas coisas no MEU quarto, e fui dar uma conferida no apê.Tava normal, a bagunça de sempre rs. Dei uma olhada no quarto dele, que era nosso, e aquela cena me voltou a cabeça, juntamente com um desconforto no estomago. Fiquei na sala esperando ele.. Não demorou muito ele chegou. Abriu um sorriso quando me viu.

- Cara, que surpresa boa! Que bom que você voltou! Tava bolado, mas eu sei aonde você estava, então fiquei tranquilo. – Ele disse sentando do meu lado. Se ele soubesse realmente o q estava rolando não ficaria tão tranqüilo pensei na hora. Mas isso não vinha ao caso.

- A gente precisa conversar. – Eu disse seco.

- Fael, foi mal. Eu sei que eu vacilei. Desculpa mesmo cara, eu não tinha q ter trazido a Erika pra ca, e não tinha ideia q você estaria em casa naquele horário. Não vai mais acontecer, prometo.

- A cena q eu vi não foi nada legal pra se ver quando é o seu namorado q está ali na nossa cama, com outra pessoa. Mas não importa, já passou. A parada Pedro, é o que vem por aí. Quero estabelecer alguns limites entre a gente, já q como bons amigos dividimos o apê. Eu vou ficar no meu quarto, e você no seu. Eu vou respeitar a sua individualidade, e quero q você respeite a minha. Nossa amizade está acima de tudo. – Eu disse olhando bem para os olhos dele.

- Deixa eu ver se eu entendi. Você está terminando comigo? Somente bons amigos, é isso?

- Terminando o que Pedro?! Pra você esse namoro nunca foi sério, ou um compromisso de verdade. Pelo o q eu sei, você está namorando outra pessoa. Por enquanto, bons amigos sim. Depois eu não sei.

- Porque você esta fazendo isso? A gente se ama. Porque pra você tem ser 8 ou 80? Eu te nego algum fogo? Te deixo de lado? Qual é o problema então? – Ele levantou do sofá. Levantei também.

- O problema sou eu. Eu não quero ser o outro ou o corno da relação. Eu to fazendo o q eu acho q é justo comigo. Pedro, nada é definitivo sacou? Deixa o tempo fazer a função dele, enquanto isso vamos levando assim. – Olhei pra ele, e o deixei lá parado na sala e fui pro meu quarto. Estava me sentindo um pouco triste, mas era o melhor pra se fazer por enquanto. Se eu ignorasse aquela situação, eu só iria sofrer. Assim eu me preservo, até saber ao certo o q fazer.

O dias foram passando. Resolvi focar na minha monografia, mas era difícil ignorar o Pedro dentro do apê. Ele sabia exatamente como me provocar. Andava de cueca pela casa. Saia do banho nu, com o corpo ainda molhado, olhava bem pra mim e depois sorria sacanamente. Eu sentia meu pau endurecer, um arrepio dentro da alma, mas me controlava. Chegou o fim de semana e chamei o Matheus para tomar um chopinho em um barzinho com musica ao vivo perto da praia X. Estava uma noite agradável. Me arrumei, e dei uma conferida no espelho. Estava deixando a barba rala pra mudar um pouco a cara, até q o resultado estava bacana. Coloquei meu cordão de prata, meus anéis. Estava passando o perfume, quando sinto uma mão na minha bunda. Olhei pelo o espelho e vi o Pedro.

- Nossa, tá gato hein? Vai aonde? – Ele perguntou aproximando o nariz do meu pescoço e dando um fungada. Me arrepiei, mas disfarcei.

- Vou tomar um chopp com o Matheus lá naquele barzinho X, Por que, quer ir?

- Quem sabe depois eu apareça lá. Juizo hein? – Deu uma risadinha e saiu. O Pedro era foda.

Desci e o Matheus já estava me esperando lá na frente. Entrei no carro, e fomos. Fui reparando nele durante o caminho. Ele também tinha caprichado no visual. Uma calça saruel xadrez, com uma camiseta preta em gola V que ficava meio justa nele. Tenis. O cara tava gato pra caralho. Deve ter reparado q eu estava olhando, virou o rosto e sorriu maravilhosamente, com aquela covinha na bochecha. Resolvi olhar a paisagem da rua porque era o melhor a se fazer. A Noite só estava começando.

Pegamos uma mesa na varanda, e começamos a beber, conversar, rir, lembrar algumas coisas da nossa infância. Ele falou que o Alexandre tinha viajado a trabalho, mas que as coisas estavam mais tranquilas entre eles porque ele estava com um projeto novo no trabalho e quase não tinha tempo deles se verem. Contei da minha conversa com o Pedro, com maiores detalhes, e de como ele me provocava, e de como estava conseguindo manter ele afastado. Depois mudamos de assunto, e ficamos curtindo o som do lugar, e no intervalo da banda, o DJ começou a tocar musica eletrônica e fomos dançar. O Matheus dançava de um jeito muito charmoso, e chamava atenção da mulherada e até dos homens q estavam ali. Fui ao bar pegar uma cerveja, e de lá vi um menino se aproximar dele. Se cumprimentaram, e ficaram um falando no ouvido do outro por causa do som alto, e via o Matheus sorri enquanto o cara falava alguma coisa no seu ouvido. Tentei desviar o olhar, mas a curiosidade foi maior. Comecei sentir algo estranho, uma angustia, uma raiva, uma vontade de ir embora. O Matheus de repente olhou pra mim, falou alguma coisa no ouvido do menino, deu um tapinha no ombro dele e veio na minha direção.

- Ué, porque você não voltou para a pista de dança? – Ele perguntou.

- Acho q fiquei cansado. Seu amigo? – Perguntei tentando disfarçar minha ansiedade.

- AH, sim. É lá da minha faculdade, a gente estuda na mesma sala. – ele respondeu dando um gole da cerveja.

- Ah tá. – Eu disse. Cara, não ia entrar numa de ficar questionando o cara, nem tinha esse direito.

Já estava ficando muito tarde quando resolvemos ir embora. Ele me deu carona até em casa. Paramos na frente do prédio. Olhei pra ele e disse.

- Valeu brow. Foi ótimo hoje. Me desestressei de monografia, da vida, de tudo. Valeu mesmo! – Eu disse

- Que isso cara, pode contar sempre! Foi bom mesmo, vamos ver se pegamos uma praiana amanhã ou um vídeo game de leve lá em casa. – Ele disse.

- Claro mano. O que você quiser. – Eu disse olhando pra ele. Ele também ficou olhando pra mim e depois para os meus lábios. O silêncio so não era maior por causa da musica q tava tocando no rádio. Porra, não me esqueço porque marcou um momento, sei lá. Era “Young Girls” do Bruno Mars ( Eu nem conhecia essa música, mas ficou na minha cabeça de uma tal maneira que depois fui atrás e descobri que era dele).

- O que eu quiser? Tem certeza? – Ele me perguntou abrindo aquele sorriso maravilhoso.

CONTINUA....

Fala galerinha, Vcs se superaram dessa vez hein? Crente q por ser carnaval, nem teria muitos comentários e simplesmente vcs colocoram esse conto no primeiro lugar do ranking. Confesso q qdo me avisaram da colocação, fiquei tão bolado q nem tive coragem de ver, afinal não escrevi pra isso, mas eu nem tenho palavras pra falar o q eu sinto diante dos comentários de vcs, das palavras de incentivo, do carinho...enfim. Me amarro em vcs!! Poude falar com uma galerinha ontem pelo o Skipe, e foi bem legal conhecer vcs melhor, trocar uma idéia. Curti pra kct. Não sei se vai da pra postar hj e amanhã. Vou ver se consigo sentar e escrever ok?

P-day (Patrick) : opa leke, nem é pra tanto hã. Valeu de verdade!!!

gu_stavo : Valeu carinha!!! Tudo se acerta de uma maneira o outra. Valeu pela torcida!!!

Danko : Q bom q vc comentou. Só assim eu posso interagir com que curte o conto. Valeu mesmo, de coração.

kauata : Valeu pela força!!! Brigadão de coração. Bom te ver por aqui. Não acredito muito em chumbo trocado, mas a vida se encarregou de dar o troco nele, não acha?

Giovanebtm : Claro q eu curto cara! Pra mim é importante esse retorno. Cara, Não vai ser incomodo nenhum te mandar um e-mail ok? Valeu pela parceria de sempre!!!

Luca:) : Cara valeu pela força! To lendo os seus também. É que são muitos, mas muito bons!!! Ótimos!

Luizinho 2 : valeu cara!! Pode deixar q eu vou dar uma passada lá sim e vou ler.

Augusto3 :Valeu cara!! Que bom q vc comentou,fico feliz q vc ta gostando!! Espero te ver por aqui.

sonhadora19 : Pois é gata, era bem isso q vc imaginava. Ele tem q decidir o q quer da vida, enquanto isso eu to deixando a vida me levar por outros caminhos. Valeu pela força!!!

Teteus17 : valeu carinha!!! Te mandei um e-mail vc viu?

Jr.Nascimento: opa, q bom!!! Fico feliz de vc estar gostando e espero q te ver aqui em enquanto eu posto essa loucura q virou minha vida. Valeu mesmo cara!

Amores_juniores: Valeu pelo desabafo. Gostei. Terminei com ele, não dava mais, mas isso não siginifica q acabou ne? Não tenho nem idéia do q vai acontecer, to deixando rolar. Valeu pela força!

P_ : Opa cara, q bom q vc ta gostando. Situação parecida é? Então toma cuidado pra não ficar q nem eu, no meio de fogo cruzado, mais confuso do q qualquer outra coisa. Te adicionei lá, agora é com vc. Valeu leke!

Alanis: Pois é, pelo jeito o céu é o limite para o Pedro, mas não pra mim. Valeu pela força.

Biél : opa, que bom cara!! Fico feliz de verdade q vc esteja gostando dessa loucura q se transformou a minha vida RS. Bom te ver aqui. Me amarro nos seus comentários. Tamo junto.

lukeh: Cara, q bom q tu voltou. Faz falta aqui. Se não bastasse tudo, tem sempre mais um pouco ne? Valeu carinha!!!

Lion:b: Fala ae lekinho!! Me amarrei em falar contigo ontem. Tu é um cara manero. Valeu pela força de sempre.

CrisBR: Pois é, minha vida ta um nó RS. Valeu pela força!!!

Serejo : Ninguém gosta de de dividir quem ama, nem ele. Mas pimenta nos olhos dos outros é refresco, então vamos ver no q vai dar. Valeu pela força parceiro, manda sim q a gente bate um papo.

Babado Novo : Fala ae carinha. Não precisa fazer nada disso, até pq eu fivo muito bolado qdo isso acontece. Não gosto de ver ngm aqui chateado ou triste. Foi bom falar contigo ontem. Vc é maluquinho mas é gente fina RS. Valeu por tudo o q vc me disse, eu não nem a metade disso ,mas ta valendo!! Brigadao mesmo.

(Al) : É bem por ai mesmo, as vezes temos q ser firmes em beneficio próprio. Valeu pela força, pelos elogios. Bom te ver por aqui. Tentei o MSN mas não consegui. Se quiser mesmo trocar uma idéia, só por skipe ou e-mail.

Will16 : Exatamente o q eu pensei boy. Já me afastei, e tem paradas rolando, vamos ver no q vai dar. Valeu pela força leke!

Daniel02.: Valeu pelo conselho. É verdade, e enquanto ele não se decide eu vou tocando a minha vida. Bem, espero te ver outras vezes por aqui. Vlw.

Nick W. : Fala lekinho. Bem legal trocar e-mail com vc. Agora já te conheço um pouquinho melhor e não me sinto em tanta desvantagem assim. Como sempre, vc sabe como me alegrar com os seus comentários. Valeu pela força, pelo carinho, pelas palavras. E eu entendi o q vc quis dizerm em relação ao Pedro. Valeu mesmo.

LORDDY WILLIANS: Tá mais calmo?

Theusrecifense: Valeu pela força carinha. E conversa sim, é o melhor.

por do sol: Pois é, acho que fiz mais ou menos isso. Dei uma ignorada pra poder pensar melhor em tudo e coisas acontecem nesse meio tempo ne? É um risco q ele vai correr. Claro, vc pode me chamar do q vc quiser. Me amarro no abrejus hahaha. Pra vc tbm gata!!!

grimm: Pois é, mas ele teve. Mas ele sabe q fez merda, só que não da só pra pedir desculpa e fingir q não aconteceu ne? Valeu.. (vc é H ou M? Acho q to meio perdido..rs)

hyan: Po, cara valeu pela força, de verdade. Vamos ver no que vai dar. Q bad essa parada q aconteceu com você, eu sinto muito.

Thiiiputra: Pois é cara, vc falou tudo. Confiança é que nem cristal, quebra fácil, e pimenta nos olhos dos outros é refresco. Cara, não consegui usar o MSN, até te add, mas não consegui te responder. Então, se tiver afim mesmo de trocar uma idéia, vai ter q ser via Skipe...Valeu maninho!

UEFA: Pois é cara, situação ne? Mas a vida sempre reserva surpresas não é? Valeu leke!

[email protected]: Fala minha gata garota, bom demais falar com vc ontem. Me amarrei de verdade na sua historia de vida, do seu bom humor e do seu carinho por mim. Valeu de verdade. Me considerar amigo, vc ainda pergunta? Tamo junto e misturado.

Danny 2012 (Daniel) : Que bom cara, que vc resolveu comentar, senão nem saberia q vc ta curtindo. É, ta complicado mesmo. Na verdade, só complica hahaha. Mas valeu pela força, espero q te ver por aqui enquanto eu estiver postando.


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/01/2014 18:06:29
oii, ontem li meu primeiro conto e esse é o segundo, cara eu estou amando tudo a cada palavra eu sinto uma coisa diferente, tesão, amor sei lá. está fantástico, tou adorando tudo. me add no skype mano: higorrego
07/07/2013 00:39:01
Esse capítulo foi perfeito, por vários motivos, mas principalmente por suas atitudes corretas, era o certo a se fazer, um relacionamento assim só te traria sofrimento. Nota 10
11/03/2013 21:56:14
D+
Iky
25/02/2013 00:00:07
O amor pra ser amor tem de ser correspondido, tem de ser desinteressado, não é egoísta, não busca seu próprio interesse e sim a felicidade e interessedo do outro. Já começo a achar que o Pedro não te ama, talvez o Matheus te ame e ainda não saiba, ou melhor, talvez você e o Matheus possam vir a se amarem, basta dar uma chance a esse amor.
19/02/2013 22:25:48
Nossa to adorando lendo o mais rapido q posso ! q pena q as coisas num tão dando certo com o pedro, mas tomara q dê tudo certo cm quem vc ficar !!! #TORCENDO pra q tudo corra bem !!! Felicidades !
19/02/2013 19:04:11
Imagino a sua deceção diante desta cena! Felizmente nunca a senti!
19/02/2013 01:43:49
cara eu nao ia nem comentar mas é muita conhecidencia. eu tenho um amigo chamado rafael e ele me beijou ao som de youg girls. kkkkk seu conto ja ta nos favoritos nota 10.
16/02/2013 10:21:30
Fael, sua história e massa !!!
14/02/2013 19:42:04
m
14/02/2013 19:41:49
.
14/02/2013 19:41:36
.u
14/02/2013 19:40:52
\o/
12/02/2013 22:31:36
Muito bom... Parabéns por tudo. 10
12/02/2013 19:09:26
Parabéns..Gostei mtuuuuuuuuuuuuuu
12/02/2013 19:07:39
Caraaa!!!!!
11/02/2013 18:18:44
vocês sabem como me convencer hein? Parte 14 postada. Espero q gostem :)
11/02/2013 17:37:29
haha..achei muito legal, li todos d e ontem pra hj!!! heim, vc podia me dize com mais detalhes como começo o roo de vcs.. mais especifico como vc saco td, pk tem um cara aí q eu to a fim e ele lança umas olhadas tb.. mas to meio inseguro!! espero a resposta... :)
11/02/2013 17:14:11
Realmente muito bom, li os 9 primeiros cap de madrugada (não conseguia dormir), mas senti as coisas meio que se complicando então parei e voltei hj, nossa demais, e realmente se complicaram mais que pensei...Pq não foi o Pedro que propôs namoro? Pra mim namoro é com um pq vc vai estar dedicando amor a um, sexo é diferente namorar alguém e transar com outros normal, mas dizer que namora duas pessoas, realmente não me entra na cabeça, e nossa ver uma cena dessas já é difícil imagina na própria cama.Tenho sério problema com essas coisas, pelo - não teve mentira, pq realmente isso me dá um ódio.
11/02/2013 16:37:48
Hey!!!! primeira vez que comento ...mais venho acompanhado sua historia desde da primeira parte. nao dava de comentar pelo celular rsrsrs Torço muito por ti...espero que continue escrevendo .. tens um talento! me manda um email vou ficar muito feliz!! mando o skype por la :D vo ta esperando ^-^ até!
11/02/2013 16:36:07
Hey!!!! primeira vez que comento ...mais venho acompanhado sua historia desde da primeira parte.nao dava de comentar pelo celular rsrsrs Torço muito por ti...espero que continue escrevendo .. tens um talento! me manda um email vou ficar muito feliz!! vo ta esperando ^-^ até!

Online porn video at mobile phone


eu vir a minha meia irmã tranzando e eu nao aquenteitia gostoza mostra a buceta o sobrinho ci goza no iotuba xaninha da verinhaapica tatoda no cu da brasileira e ela pedi maisSoquei fundo o consolo na mamae gostosacontos erotico de casadas traindo ele e cupado.xvideoa aventuras anal gay sexo anal ate goza dentro no pelo anal gaywww.xxvideo menina colegial mae calvolgandofoto do negao inedita nunca vista da rola seper grossaarebentei com minha cunhada sexo anal srm quere fuder porno proibidoMeus amigos me foderam bebada contosvideos porno negao so os tapas estralandofazendo buceta sofrer com pau extraordinariamente grosso pornocontos eróticos pastoraContos eroticos comi minha filha com margarinatathy ellen contos pela primeira vez e ele cem aguentar pidindo pra ela e ele sor para guando gozaxvideo amador brasileiros que caiu na net dando o ccontos/arrebentei meu cabacoo croch me cumenosr mauro adora fude um rabinho do novinho contos eroticosmtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1irma normalista - contos eróticostia chupa o pau do sobrinho de baixo da mesa ponodoidokaon contosXnxx relacholcontos fui fazer massagem e recebi chupadas n buceta das massagistasXVídeos Marianinha homens tomando banhoaiaiaiaiaiaiai tanajurachule chuteira conto eroticoxvideo contos de feiticeiraHistorias erosticas viadinho dano o rabo para o pedreiro da obra .. E choragordinho engraçado quer chupar meu pilotando gostoso novinhaburaxada..na..coroa..bundudaadolecente chorando no picao cuzinho virgem incestodei pro entregador contosContos erroticos de empragada chinezavendo a filhinha cagando contosGosei na byceta selamãe e fode na hora da chupança bota filha de menor para chuparincesto mãe devassa da xana famintaMoto táxi pega passageira gostosa de shortinho curtodeu remeduo p/ mae dormi efode com elaXVídeos brasileiro tar adesivo da esposa colega para chupar elemulher se masrurbando com linguiça de churrascocontos.fragas cheirando causinhaminha esposa adora tomar minnha porra quentinhaexame de cueca branca empinando a sessão de menino de cueca também muita coisa Sagrada e pé na bunda para tráscontos eiroticos leilapornComente aluguel xvideos.comcontos eroticos de idosas mendingasContos eroticos em presidioscoroa pede paRa marido que quer rola de negao dotadocomeram minha buceta no carnavalconto papai nao rejeita sua filha tesudaconto filha esta para separar do marido porque nao da cu a mae dela ensina como dar o cucontos cnn gay soquei no cuzinho de dois garotos no sinalfilme porno fazemdeira dando pro piao dotadosogra porno Eça a dormiradolecens safadas trazandolevo muitas gosadas xvidiomeu padrasto chupanva quando contostarada xividiosliberei minha esposacorno veno esposa dano cu e falano que nao guenta pornodoidocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgecornolandia barbara costa bucetacontos eroticos de incesto no coloeu e minha amiga fomos iniciada na zoofiliaContos erticos de gang bang gang bang com os pauzudos no ponto do onibusContos lambendo chulevi meu primo batendo uma punheta e fiquei louca contohomen d pinto groso enfiano n buceta apertadamassageando o picao gigantescoencosto na bunda da mulher no onibuspadrasto enteada falei de sexo brasileiroContos eroticos chotei na puca do meu padrasto parte1xvideos macho de calcinha sendo enrrabado e chamando o comedor de meu amorporno metendo de levinho atrasxvideofiadoxividio deitA de budA pracimaquero vídeo XVídeos as magrinha galeguinha novinha de sainha afogada mostrando os lado da periquitamuler badedo pueta pro nego goza