Janete e Paula

Um conto erótico de oximoro
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 23/09/2012 10:14:39
Nota 8.67

Somos Janete e Paula, 30 e 32 anos respectivamente, eu, Janete, recem divorciada, Paula, viuva. Não tinhamos filhos, solitárias, resolvemos morar juntas. Eramos mulheres sérias, sexo somente com nossos ex, profissão: comerciantes.

O tédio começou a nos incomodar, não tinhamos problemas de dinheiro em razão das pensões de que éramos beneficiárias, nossa lojas iam bem, buscamos algo para dissipar nossa solidão.

A noite, procuramos em nossos computadores esse algo faltante, vimos muitos sites porno, até que um deles nos chamou atenção. Eram mulheres, ja maduras, sendo chicoteadas, gritando, ficando com o corpo marcado, terminando as seções com os rostos contraidos pelas dores. Nunca tinhamos sofrido nada parecido, em realidade éramos dondocas, teríamos encontrado a atividade que procurávamos?

Entramos em contato com o site, por sorte o local dos espancamentos era próximo de nossa cidade, marcamos uma entrevista. Fomos logo advertidas que as chicotadas eram para valer, doiam muito, marcavam a pele, as espancadas levavam, em média, uma semana para se livrarem das marcas e dores. Perguntamos se as marcas eram visíveis em partes expostas do corpo vestido, negativo disseram, bunda , peito, cochas e costas sofriam todo o tormento.

Olhamos uma para a outra, marcamos nossa seção, estranhamente nossas bucetas úmidas de tesão.

A noite, pela 1ª vez desde que morávamos juntas, fizemos sexo homosexual, pelo visto o remédio já estava fazendo efeito.

Desmarcamos compromissos, avisamos que não iríamos as lojas, la fomos nós para o martírio. Nosso algoz perguntou: querem que não bata muito forte? Absolutamente, queremos sofrer disse eu. Nos despimos na frente de vários homens e mulheres, nosso recato reclamou, não ligamos. Fomos nuas para uma armação ao ar livre, braços amarrados no alto, logo a 1ª chicotada, gritei de dor, outra , mais outra, muitas outras, minhas costas ardiam, o carrasco foi espancar minha irmã, como gemeu, as costas delas eram só marcas, as minhas deviam estar iguais.

Voltou para mim, chicotadas nos peitos, dor intensa, ardência, não me contive, gritei:" mais, quero sofrer". Não sei quantas foram as chibatadas, minha irmã gritando, "bate mais", algumas gotas de sangue corriam nos peitos dela, senti que também corria sangue em mim. Pulverizaram um líquido desinfetante em nossos corpos, ser queimada na fogueira deve ser algo semelhante.

Nosso algoz perguntou: gostaram? adorei, vou querer mais daqui uns dias. Minha irmã emendou: o dobro do que apanhamos hoje. Fomos nos vestir, um monte de gente vendo, dispensamos calcinhas e soutien, vestido em cima do corpo, dores e ardência, usei de muita força mental para dirigir até em casa. Ficamos nuas, curtindo nossas dores, descançamos na medida do possível, jantamos, deitamos, muita dor, deu tesão, outra foda homo, adorei chupar a buceta de Paula, cheia de cortes pelas chicotadass, ela chupou a minha, devia estar pior, a mistura de dor e excitação é simplesmente sensacional.

Decidimos que, em casa, só andaríamos nuas, voltamos a fumar, compramos dildos, o sexo começou a preencher nosso vazio. Uma semana depois, marcamos outra seção, nosso carrasco perguntou: gostei de vcs, querem apanhar com este chicote especial, doi muito mais, marca, sofrimento para vários dias. Eu arrepiei de tesão, a irmã também, querido faça-nos sofrer bastante,

Logo na 1ª chibatada, deu para sentir que iriamos encarar muita dor, minhas costas pegaram fogo, fiquei olhando minha irmã apanhar,do cabelo a bunda tudo vermelho, como estaria meu corpo, pela dor deve estar ainda pior. A surra pela frente foi maravilhosa, meios seios incharam todos recortados, um monte de chicotadas na buceta, como doi, Muitos homens e mulheres vieram ver nossos corpos, perdi toda vergonha, me exibi, minha irmã seguiu meus passos, pelo que deu para sentir, provocamos um tesão geral, Em destaque, o líquido desinfetante deixou longe qualquer fogueira medieval, urrei de tanta dor.

A noite foi sensacional, corpo ardendo, dores, tesão a mil, fudemos varias vezes, nossa solidão ficou para trás.

Resolvemos que seríamos surradas quinzenalmente, assumimos publicamente nossa condição lésbica, ser um casal de lésbicas, incestuoso e sadista não é para qualqur um.

Algum tempo depois, um pequeno apê herdado por minha irmã vagou. No passado, era uma garçoneria de seu finado marido, pensamos o que fazer: aluga-lo de novo, daria uma pequena renda adicional, usa-lo nos mesmas para encontros amorosos. Estavamos carentes de pica, moravamos em edifício família, não nos agradava trepar em motéis, optamos pela 2ª solução. Passamos a ser um casal bi-sexual, incestuoso, sadista, as mulheres sozinhas e deprimidas deram lugar a taradas por sexo e sadismo.

Não trepavamos diretamente por dinheiro, ganhavamos muitos presentes, satisfazíamos nossas taras, nossos corpos marcados de chicote excitavam os parceiros, nossas inibições, vergonhas e pudores se foram.

Passado mais algum tempo, recebemos uma tentadora proposta por nossas lojas. Refletimos: ficaremos adinheiradas, sem compromissos, poderemos viajar quando quisermos e, porque não, será possível virarmos putas de tempo integral, sexo, depravação, sadismo, a vida que queremos. Vendemos as lojas, ficamos sem vínculos com o passado, mergulhamos fundo na prostituição.

Anuncio nos jornais: "irmãs, atendemos juntas ou separadas, completas, marcas de chicote, tel". Em pouco tempo amealhamos uma clientela bem grande, fudemos adoidado, nos depravamos cada vez mais, quinzenalmente somos surradas, usamos roupas bem escandalosas mostrando nossas marcas, sem qualquer vestígio de pudor e vergonha. Que diria nossa mãe se visse para que deram as putas de suas filhas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/09/2012 01:39:47
A historia é muito boa....quando as irmas estarao passando por BH para conhecerem meu chicote, e serem usadas sexualmente tambem por mim?
23/09/2012 20:16:54
Parabens, http://drmenage.blogspot.com.br
23/09/2012 14:51:45
quero ver vc min aguentar com 25cm de pura piroca me add no msn
23/09/2012 13:09:29
Nossa k história,das boas gostei hehe k reviravolta, :) parabens.
23/09/2012 11:23:48
hummmm me add no msn

Online porn video at mobile phone


festa buctao loucurasEsfreegando a pica na maninha inocenti contos eroticcostathy ellen contossexo pozicao mamaeve papi pornodoidoApica incaxo nanovinhaXVídeos bem engraçado XVídeos bem porretacontos eroticos titias putas sobrinhos roludostive que engravidar de um garotão pois o corno não consegue contoscasada fudenu com doizTexto de autoestima para cornasconto novinha marrenta estrupada pelo irmaosnegona do zoinhao gritano na picatransei com a sobrinha no baile funk contopulei o muro da fazenda e a dona mim taradaxvideo menina de meno gosano e tremeno as penasonifero na tia evangelica contoContos eroticos da mãe quando ve seu filho de cueca fica louca pra acariciarcontos eróticos de dono de bar velho com gay novinhoporno com egua muito igienizadacontoserot/mamae pegou eu e meu irmao brincando de medicovidios posta do nainternete mule de xortiu kurtofilhinha da mamadeira contos eroticosconto erotico meu pai meu macho meu homemcontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docescontos eroticos de madrinha que tem afilhado de pau grandefull hd xxx videos of cologiraconto eroticos mentir pra enteada nlmivimha amostrado a casinhazoofilia cachorro fica engatado na nistanegras lesbicas fazendo tribadismo cabeca vs cabeca c clitorisvontade dechuar bucetamulherez de anjinho capetinha e de calcinha vermelhanovinha deixando esperma escorer da boceta debrucocontos eroticos sete anoswww. xvidius de cazadas sendo entre marido e i amigolevantei o vestido dela no beco e plantei rola x videocasa dos contos eroticos.com- dominação/gay/incesto- pai e filho menino afeminado passivinho gayvedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novosadvogada bem casada rabuda em viagem de trabalho é seduzida e fode gostosopauzudo fode bucetamenorhomem asonda mulher tocando siririca xnxxsedou esperou dormir pra come o cu dela porno doidowww.encanador embaixo da pia mundobicha.comcontoseróticospublicadosemConto erotico o tarado do viagra tracou o valentãoaquilo foi rasgando meu cuzinho contos eroticosfui encoxada pelo meu genro e n resisti meu marido liberaeu virei mariquinha de negão xvideos gayconto erotico esposa do pacotao .com shortinho pequenininhovideos de bucetas intaladas na rola grossaitalaninha gostosa guenta facil o negao bem dotadorapaiz d cueca xvidioCasa dos contos eroticos.com.brcontos de amamentaçaopai cego a filhinha novinha aproveitouxvideosdificil pra vc lukaxxvideos real menage surpresa assustadao negro aldo e esposinha contoneide chama encanador e fica sem calcinha videos brasileirosfesta buctao loucurasflaguei meu irmao comendo minha mae e entrei na festao inimigo do meu marido me comeuxxvideo corno não guenta ver a mulher cai na rola grandeHistória erótica zoofilia fode ovelhapatrao do pao gigante fode estagiario mundobichabucetinha apertadinho arregassano xvideocolocando os dedos nelacontosvideos porno de so de traveco dotadu de sao paulopornodoido vitor e fran no vc q sabesexp.conto.mae.filho.compoxou a calcinha da gostosa fudeu com o dedo xvidiogostoza rabuda sendo encoxada por picudo ater gozsrjoponezinha dormindo e entra um cara e comi elaxvideoporno primas bonbadinhas de casa transando bem gostosoporno pai e filhinha no maio sarocontos eiroticos leilapornpornocontoincestosconto erótico meu netoVideos crente rabuda escoregando e mostrando tudopeguei minha sogra de vestido ei so olhando por debaixoxvídéo homem agarrar a mulher com outro homem e pegar o cu delebonezinho é bem novinha pornô abrindo a sua x********xiriricas so com gatas turbinadas