Desvirtuando a noivinha do interior - parte 2

Um conto erótico de Poeta Safado
Categoria: Heterossexual
Data: 18/08/2012 02:32:55
Nota 10.00

Passei um mês torcendo para esse dia chegar, sem esquecer um minuto sequer da transa com a Raquel (//is.one-seo-capital.ru/findporn/texto/

O encerramento do curso trouxe grande expectativa em mim. Coloquei o meu melhor terno, melhor sapato, perfume, e fui preparado para tudo, desde mais uma noite louca de amor com a Raquel até ela dizer que tinha se arrependido de nossa ficada.

Logo que a vi, parecia que ela estava sem graça, com vergonha, e ao mesmo tempo meio triste. A relativa frieza com que ela me tratou ao longo do dia me fez pensar que ela realmente havia se arrependido, e eu lamentava profundamente isso.

Quando o curso terminou, todos foram embora e eu fiquei sozinho desmontando os equipamentos. Foi quando ela voltou e veio conversar comigo. Perguntou o que eu iria fazer depois, e se podíamos sair para conversar. Confuso, disse que sim, e assim que terminei minhas tarefas, saímos. Perguntei a ela se podíamos ir ao mesmo lugar da última vez, e ela disse que preferia ir a um lugar onde pudéssemos conversar. Tudo levava a crer que ela iria dizer que tinha se arrependido, e que aquilo não iria mais acontecer. Paramos num posto de gasolina e conversamos dentro do carro.

Ela disse realmente que tinha se arrependido, que era uma menina do interior, com seus valores e convicções, e ainda por cima noiva, e que não entendia como havia feito aquilo. Disse que eu realmente mexi com as suas estruturas e ela havia decidido dar um fim nisto e voltar para a sua vida de sempre. Fiquei em silêncio e no final eu disse que entendia, mas que lamentava muito não poder mais tocá-la. Aí ela disse exatamente isso: “Mas por outro lado, eu experimentei coisas contigo que eu nunca havia experimentado antes na cama, e sinto que tem mais coisas para me ensinar. Será que em uma noite eu consigo aprender tudo?”. Sem entender nada, perguntei o que ela tava querendo dizer, e mais uma vez ela foi clara: “Quero ter a última noite contigo, sem regras, vale absolutamente tudo, quero que me ensine tudo o que sabe”. Abri um sorrisão, liguei o carro e fomos direto ao melhor motel da cidade.

Ao chegar ao quarto, a agarrei enlouquecidamente e arranquei as suas roupas. Ela tava curtindo aquela violência, e sem muitas delongas eu a coloquei de quatro e comecei a meter bem forte, e comecei a dar tapinhas em sua bunda deliciosa. Ela se assustou no início, mas depois fui curtindo, e com aquele sotaque delicioso do interior, começou a gritar: “Bate, bate, bate mais forte, bate nessa bunda, vai” e eu obedecia, claro, deixei a bunda da noivinha toda vermelha de tapas. Rapidinho ela gozou, berrando.

Ela deitou de barriga para baixo, e eu comecei a beijar e lamber sua nuca, descendo pelas costas, e chupando aquela buceta. E em seguida comecei a lamber aquele cuzinho delicioso. Ela curtiu isso de cara, e estava toda abertinha quando eu coloquei o dedo no cuzinho. Depois que ela se acostumou e começou a rebolar no meu dedo, coloquei o segundo. Ela deu um grito e pedia para parar, mas eu nem liguei e continuei metendo e xingando ela, de morena vadia, vagabunda, que agora ela iria ver o que era homem de verdade, que eu ia arrebentar o cuzinho dela feito uma puta. Lógico que não demorou muito para eu colocar a cabecinha e forçar naquele rabinho. Nunca tinha visto cu tão apertado, mas enfim a cabeça entrou, e bem devagarinho comecei a botar o resto. Ela gritava muito, dizendo que eu tava rasgando ela, e eu a xingava. Cada xingamento parecia que dava mais tesão nela, e alguns minutos depois, com muito jeitinho, meu pau já tava todo naquele rabo monumental. Não demorou muito para ela começar a rebolar na minha vara, e demorou menos ainda para eu começar a meter com força, xingando e puxando seus lindos cabelos pretos. Agora ela já berrava que tava uma delícia, e eu mandava ela me dizer o que tava fazendo, e ela dizia: “Tô dando o cu!”. Eu perguntava pra quem, e ela respondia: “Pro meu macho gostoso!”. “Repete vadia, piranha, vagabunda, fala quem tá te comendo, fala!”. Eu estava ensandecido e nem preciso dizer que nesse ritmo, logo falei pra ela que iria encher aquele cuzinho de porra, o que não demorou para acontecer. Para minha surpresa, a menininha do interior que nunca tinha dado o cu gozou junto comigo. Quando terminou, ela disse: “Meu Deus, eu nunca pensei que isso pudesse ser tão gostoso!”. Sorri e fomos tomar um banho.

No banho, muito beijo na boca e muita chupação de minha parte nela. A banheira estava enchendo e estávamos no chuveiro. Meu pau logo começou a dar sinal de vida novamente, e eu disse a ela que a próxima lição seria ela bater punheta e pagar um boquete bem gostoso. Ela disse que já tinha sentido vontade de chupar um pau, mas que o noivo nunca pedia e ela tinha vergonha de tomar a iniciativa. Respondi que ela iria sair com a boca dolorida de tanto chupar. A banheira encheu e fomos para lá.

Sentei na borda da banheira com as pernas abertas e mandei ela sentar no meio, de frente para mim. Peguei sua delicada mãozinha e a pus no meu pau, ensinando ela a bater uma punheta do jeito que eu gosto. Ela logo pegou o jeito e já tava batendo bem gostoso. Mandei ela lamber meu cacete, e ela meio sem jeito começou a passar a lingüinha na cabecinha, e eu mandei ela abocanhar aquele pau de uma vez. Foi preciso poucas instruções para que logo ela estivesse chupando minha pica com vontade, inclusive lambendo minhas bolas, serviço completo. A elogiava e xingava ao mesmo tempo, dizendo que ela sabia mesmo pagar um boquete, e que era uma boqueteira vagabunda. Ela sorria e chupava com maior intensidade ainda. Antes que eu gozasse, mandei ela parar e sentar no meu pau. Sentou de frente para mim, e enquanto eu metia ficava enfiando o dedo no cu dela, como se estivesse sendo fodida por dois cacetes. Ficamos assim durante um bom tempo, e eu a pus sentada de costas para mim, enquanto continuava metendo o dedo no rabo dela, que tava adorando a sensação, enquanto eu a xingava, dizendo que ela era puta mesmo, e queria ser fodida por dois paus. Ela respondia que mal estava conseguindo dar conta do meu, que dirá de outro?

Tirei meu pau da bucetinha linda e coloquei no cuzinho, ainda na mesma posição. E agora, em vez de meter o dedo no cu, eu esfregava o grelinho, e de vez em quando colocava uns três dedos na xoxotinha. Ela berrava, rebolava, mal sabia o que fazer quando gozou violentamente. Eu estava a ponto de gozar, mas queria gozar em um lugar onde ainda não tinha gozado. Rapidamente, mandei ela se sentar de frente pra mim e chupar meu pau. Ela obedeceu e eu logo anunciei que eu iria gozar na boca da vadia, e que era para ela engolir tudinho como uma putinha faz. Enchi a boca dela de porra, e não é que a noivinha vadia engoliu tudinho? Boa menina, em todos os sentidos!

A noite mágica terminou, a levei na rodoviária e nunca mais nos vimos. Mas saber que eu havia desvirtuado e enlouquecido aquela linda noivinha do interior já era suficiente para mim.

Deixa eu te desvirtuar também? Me adiciona aí: [email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/08/2012 13:20:36
muito bom o seu relato
18/08/2012 06:36:41

Online porn video at mobile phone


contos eróticos gay faculdadeSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaContos eróticos procurando aventura no clube de campochicao corno submisso ao negao 4 conto cornocssadoscontos sarrando a bunda da maebatendo punheta no fundo de caucinhacontoseroticos mulher lactante amamentandosexo gostoso de sainha e short rodadinha dança gostosa comendo a forçaSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhavideo inversão porno sogra comendo o cu do geroVidio,de,yrma,de,quinzeano,bricano de,lutinha,com,yrmaocarolzinha santos trepano no churrascomeninde shortexnxxagarrou e comeu gostoso kookcontos erot os y ichttp://migre.me/w4IgEsou virgem porque meu tio so chupava minha bucetinhacoisa bramca bem groso saindo da nuceta sai so quando coloco o dedoevangélico emcoxado em ônibus contosEróticospornô.comconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancoCONTOS ERÓTICOS AFILHADA E MADRINH contos eroticos de cheirando minhas calcinhas contos gay casado curradoretendo os cabelos do cu no Xvídeos 3mulher derramando enfiando um copo de cachaça na bucetaxchamester vovôzinhoconto erotico gay vuagracontos eróticos de incesto mamae muito carente dengosacontos peguei a negrinha que gritava chingava e mandava emprurrar ate o taloXvideos gracisseConto erotico de incesto eu minha irma gemea dornimos momesmo quarto desde que nascemo 2fotos da neguinha voluptuosa peladaxoxotas em perigo cabaçobem novinha gozou nos seios dela lavou de porra contos eroticosconto erotico coroa buraco na paredesobrinha Zinha bem novinha mostrando os pentelho para o tio e foi f***** XVídeosajudinha da fucionaria do mercado xvideoseu com 18 anos de idade eu era virgem da minha buceta e virgem do meu cu minha mãe disse pra mim filha hoje a noite eu e você e seu pai vamos pro motel pra você perder sua virgindade da sua buceta com seu pai conto eróticouma mãe vai para o quarto de um filho ainda quando ele ver com p******* abre a sua oxente e chupa o pau dele pornôVideo de pai comendo a filha e tira o cabaço cem do no yootubeconto erotico gay negao pirocudo maltrata viado brancocontos eroticos sem querer maerelato erotico mae dormmdoXVídeos mulher tomando banho dentro do banheiro e o b****** pego tomando desgraçadagatinhas gostosas e perversa .porno de foo dental metendo gostosovideo leabicas uma chupandi a outra de baixo da meaaaxporno novinhas fugimdo de roludos brutoContos eróticos mulher caipiraConto erotico sou madura e consolo lesbicaesposa trai o esposo na fantasia c mulato de 1:90x video gemitaoimagem de prima novinha e pequena mostrando o priquitinho para o seu primo novinhoContos eroticos seios mordedo forteContos eroticos.de filha ajudando paiContos comi a buceta da minha nora mesmo ela estando menstruadanegao pirocudo empina latinhamãe ensina a chupar um negro picudoconto erotico novinha ver o volume gigante na cauca do velhomoa confogo para dar abuetaAliviando os funcionarios contos eróticossexopornodoido negao pica enorme grossa coroa sesual carentePau efunga e xxvidos finha figepornodoido irma e irmao na cozinha mae viajocontos eroticos dei a bundinha por balasos melhores vídeos pornôs de cornos a mulher f****** com outro ele fala um monte de besteira para esposa escutarSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhanamorada puta traindo o namorado enbaixo.do nariz dele corno manso xvideoviado faz chupeta em macho violenta enche a boca de pprtaConto erotico arombei minha enteada novinha magrinhnovilha gosto chote cuto gemedo pono gratebucetao de sotinho q capui de fucaconto erótico minha esposa queria um negão da pica 27 cmcontos eiroticos leilapornsemastorba deixa a pessoa magracasadoscontos minha sobrinha branquinhaxmamae gostosa tarada po novinhoconto de filha bando de biquine e acabou dando a bucetaconto gay com hetero na mesaporno doido ze buscape transaconto erotico gay colega de quartocumedo novia afoçacontos erotico fura olhovideos porno pai e filha novinha viperinahomens nú decuéca x .vidio de homens punhetachupando a b***** dela e ela chupando meu pau até nós gozarmos juntoscontos eroticos cona madura sofre com piça ggcontos eróticos de mulher sendo encoxadavideos eroticos comendo o cuzinho da mae ate ela cagacontos erotico,meu genro me enrrabou dormindo