Brincadeira de criança

Um conto erótico de Telêmaco
Categoria: Homossexual
Data: 28/08/2012 15:39:54
Nota 10.00
Assuntos: Homossexual, Gay, Anal

Fui visitar minha mãe e passei a tarde no bairro onde cresci. É muito afastado do centro e por isso mudei de lá, mas sempre que posso visito minha mãezinha. Naquela tarde as crianças brincavam de pique-esconde. Meu sobrinho insistiu para eu brincar também, e, apesar dos meus 22 anos, estava lá correndo com a molecada. O vizinho Beto, que é um pouco mais velho que eu, também brincava acompanhando o irmão mais novo. Já anoitecia quando avisaram que era hora de parar. Era a última do dia. Corri e me escondi atrás de um muro num terreno baldio. Beto veio atrás de mim.

_Você se lembra quando a gente brincava?

_Claro. Nem me lembro quando começamos a brincar. Crescemos nos escondendo.

_Não, quando a gente brincava escondido nos tubos do córrego.

_Lembro sim.

E como poderia esquecer? Eu me escondi dentro do tubo de canalização (ainda não colocado, é claro). Beto veio atrás de mim e perguntou se eu queria brincar de outra coisa. Fiquei curioso e disse que sim. Ele fez eu me curvar e abaixou meu short. Passou bastante cuspe no meu cuzinho e meteu o pau. Não sabia o que estávamos fazendo, mas gostei muito. Seu pau era pequeno e não causou dor alguma, só uma sensação gostosa que me dava arrepios e fazia cócegas ao mesmo tempo. Passamos a brincar disso quase todos os dias. Crescemos juntos. Seu pau crescia e meu cu acompanhava. Aprendi a gozar só pelo cu e ele a segurar seu gozo para deixar eu gozar antes. Também aprendi a chupar seu pau e a engolir. Beto nunca disse a ninguém que me comia. Para todos, éramos amigos e mulherengos. Até arranjamos namoradas, mas depois de cada encontro, Beto me comia. Beto sempre levava as namoradas a sério, já as minhas eram só fachada pois meu tesão era o Beto, ou melhor, o pau do Beto. Quando completei 18 anos arranjei um emprego bom no Centro e logo em seguida mudei para perto do trabalho. Na época, Beto namorava firme uma garota da Igreja e logo depois casou com ela. Só não fui padrinho de casamento porque não frequentava aquela igreja.

_Nunca mais brinquei daquilo.

_E sua esposa?

_Só na frente, e agora que está grávida, nem na frente. E você?

_Tenho um amigo. A gente sempre transa.

_É seu namorado?

_Não. Só amigo mesmo.

_Tenho saudades daquela época.

_Tem saudades daquela época ou de me comer.

_Do seu cuzinho. Topa matar saudades?

_Não sei. Já já vou embora.

_Sempre fomos rapidinhos. Esqueceu?

_Tá bom.

Abaixei minha calça e curvei-me. Senti os dedos do Beto espalhando cuspe no meu rego. Logo em seguida veio seu pau forçando meu cuzinho. A última vez que dei para o Beto seu pau tinha uns 18 cm e era bem grosso. Não deu para olhar mas parecia mais grosso ainda. Entrou causando dor e desconforto, mas também muito tesão.

_Nossa, como você é apertadinho.

_Parece que seu pau cresceu.

_É você que desacostumou.

Beto socou a rola por uns cinco minutos. Eu olhava a rua, principalmente a meninada que corria para todos os lados a nossa procura. Fechei os olhos e gozei como só o Beto conseguia fazer. Logo em seguida senti o calor de sua porra jorrando dentro de mim. Arrumamos nossas roupas e levantamos para zoar com a meninada.

_Vocês não são de nada mesmo. Nem procuraram atrás do muro.

_É que é muito escuro aí, tio.

_E daí, tem medo do escuro?

Entrei na casa e despedi da minha mãe. Na saída encontrei Beto e sua esposa barriguda. Ainda somos amigos e toda vez que nos encontramos (uma ou duas vezes por anos) rola uma escapadinha, nem que seja de cinco minutos, para matar saudades.


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/10/2012 19:53:22
Delicia!!! Parabéns
21/09/2012 23:38:49
Olá... Meu nome é Rubia e meu marido se chama Beto. Adoramos seu conto, nos deixou com muito tesão. Também publicamos um conto aqui. Se chama "A procura de um amante". Temos um blog com muitos assuntos e fotos relacionados a sexo e também com nossas aventuras sexuais. Visite... Com certeza irá gostar e ficar com muito tesão. O endereço é: rubiaebeto.comunidades.net

Online porn video at mobile phone


Contos eroticos seios machucados tio sobrinhacomentários350 anal de meninascontoeróticoguricomendo a irma xvideo a prostei ca minha irma cadê aquelas gostosas de fio dental roxinho fica as pernas para cimaporno estupro larissa piru grande de mais a mulher morrePorno gratis xvideos rola grosso no cu celado no bairromeu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia contopornodoido sou peguena mas sei fuuderXVIDEO PAI IFILHA TROCANOCU5 de perna aberta para o meu titio me foder ele net só a cabecinha e o pau fica dando enganado em porta e não entra porque eu sou muita coxadinha e ele tem um pau grandedois hetero trazas tiro pica pra gozarXvideos zuzukinhasexo a 3 casal liberal chama amiga de chortinhocontos eroticos ninfeta curradahttp://zdorovsreda.ru/texto/201109691fudendo com marinestepornô grátis só contos eróticos sogra cozinhabucetas beiçudas de sogracontos eroticos casada deu pr o marido e o filho dls tbmmadrasta de beydollContos novinha cuzinho depósitonovinha se torce ao entrar rola gigantesca nelaIncestoirmãoxirmãoMinha esposa centou no colo de outro cera que eu sou corno manssobucetas da ñoviha gonzanoso vidio maquinasexiporno menina virgem ser marturbado de calçinha de redinhacontos eangelica enlouqueceu com linguadaconto erotico gay viado submisso vira femea do negaoSuse rego tomando na bucettacontos erotico meu sogro mi arobou cm seu pau d elefanteroçadinha gostosinha na menininha japinhaquero ver um filme pornô com anão com a patroa dele debaixo da saia dela e o cara cheio charuto no c* deleminha irmanzinha perdeno cabainho pro cachorro enormeVampiros elobisomens-Casa dos Contos Eróticossurpreendi mamae a ser comida pela vizinha boazuda conhtotranza.de.maljeito.x.vidioofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideosminha mulher nao sabe mais qr pica no cu contoContos wroticos raspei a xoxota da minha enteascontos de mulheres que virao cenas de casais transando e se masturbarao pauzudo arregaçou meu cu contos eroticosMiguel e Vinicius:Entre o céu e o infernoxvideos com mulheres vestidas de baby dollConto erotico pezinhos da minha irmãcontos gays o mimadomullheres transandp com animaisVamp19-O Doce Das Suas Veias-24 . CASA DOS CONTOSContos eróticos teens pai vendo q a rola do filho estava bem grandinha conto gaycontos eroticos vizinha ladracontos eronticos buraco na paredeconto erotico gay vovo deu leite pro netinhoXVídeos Kiko Chaves Chiquinha e dona Florinda chorandobaxiha na suruba com mulecada no riunovinha virgem leiloa virgindade e fudida pelo maior pau do mundoconfissões íntimas de sexo proibidos e gostosos e deliciososincestossexualconto erotico de carol cavalamae nao aguentou dormi com o pau grande e grisso do intiado sexotirei a virgindade do meu irmão novinho contoeu quero ver o homem estrupando a mulher comendo o c* dela periquita e gazelaPasando com a cobra na cona Zoopornpornodoido ela prguntou se doi dar o cuzinho.conto erótico a esposagostosa do meu amigo q eu tiver que engana ele.pra poder comer elaprono medico tira vigidade ñovihaAS CARIOCAS PORNO VIOLENTO 2009voleiexcitadoponodoido meu pai e minha babaporno tirei o pau veio bosta bizarropornodoido so cinquentonas juntasnovinha branqinha que nem papel do bucetaoimagens de pica de cavalo atolado em buceta de mulherescontos eroticos sou viciado num cuzinho de machopatricinha de short perdida fodendo no matosó no cu HD pau grosso e leitebuceta dq mulher esgacada ganhanfo brbejornalista 77 contos eroticosConto erotico sou madura e consolo lesbicacontos eroticos de netas bizarros mamando nos peitos e greloxvideo vou contar como transei com minha inquilina da bunda grandecontos eróticos publicadoscontoprimeirafodaContos-dopei e enrabei mamae