Crente, casada, grávida e carente!

Um conto erótico de Betinho
Categoria: Heterossexual
Data: 06/06/2012 23:16:50
Nota 9.71

Este conto é real, aconteceu quando eu tinha dezoito anos, sempre me excito com os contos daqui, principalmente os que falam de traição, acho excitante pra cacete esse tema, o conto que segue é de quando eu fodi com a mulher de um conhecido, o casal era evangélico, e a mulher estava grávida!

Sabrina era uma adolescente muito lindinha com dezesseis anos vivia com a mãe e mais duas irmãs, a irmã mais velha já havia se casado, e, conseqüentemente não morava mais com a mãe, Sabrina, sua mãe e as irmãs eram evangélicas, por imposição da mãe, que era muito respeitada no meio evangélico, cobrava muito das filhas, e tentava a todo custo casá-las na igreja, dizia que não queria ver as filhas sofrendo e sendo “abusadas” por homens, muitos anos depois descobri que sua mãe, antes de se converter ao evangelho, já havia curtido muito, gostava muito de sacanagem, já havia sido prostituta, e gostava da putaria.

Minha mãe também era evangélica da mesma igreja que Dona Neusa, mãe de Sabrina, de tanto minha mãe insistir acabei por freqüentar sua igreja, e mais tarde me converter ao evangelho, assim conheci Sabrina, jovem, linda, simpática, quase perfeita; quase, pois tinha um noivo, e iria se casar, tornei-me amigo e confidente de Sabrina, com o tempo veio a confiança, e Sabrina confessou que iria se casar por imposição da mãe, pois não amava o noivo, este por sua vez extremamente apaixonado, construiu uma bonita casa para viver com Sabrina, esta me confessou que sua mãe a obrigaria a casar, pois ela perdera a virgindade com seu noivo, pois numa discussão com Dona Neusa, Sabrina foi chamada de “puta” por sua mãe, fato este que gerou rancor em Sabrina, então Sabrina disse: “então a senhora me chamará de puta com razão”, procurou seu noivo e fez sexo com o mesmo, perdendo assim sua virgindade. Dona Neusa ao saber disso quis casar a filha a todo custo com o noivo, nesta loucura toda a única voz da razão foi do padrasto de Sabrina, que ao saber que a enteada não amava o noivo fez uma reunião com ambos, perguntando se o noivo amava Sabrina e teve a resposta “sim”, ao perguntar se Sabrina amava o noivo a resposta foi “não”, então seu padrasto disse: “então o casamento está desmarcado”, para Sabrina foi um alívio, para seu noivo um sofrimento, pois além do sentimento não correspondido havia ainda a perda financeira, pois a casa construída foi em um terreno doado por Dona Neusa para sua filha, ou seja, mesmo sem haver casamento Sabrina ficaria com a casa. Dona Neusa ao saber do ocorrido teve um ataque de histeria “Sabrina, você quer me matar? O que irão dizer de mim? De nós? Tudo já pronto! E você faz isso? Por favor, minha filha, não me mate de vergonha!” Sabrina não suportou ver a velha puta daquele jeito e reatou o noivado, e, conseqüentemente o futuro casamento, para alegria, momentânea, do futuro corno.

Sabrina já estava com dezoito anos quando houve o casamento, Sabrina não estava nada feliz, e isso era perceptível a todos, Dona Neusa por sua vez estava radiante, parecia que quem iria entrar na pica era ela, eu a par de tudo, mas jovem e sem iniciativa nada fiz para evitar aquilo, pouco tempo depois Sabrina soube que estava grávida de uma das poucas e frígidas vezes que fizeram sexo, isso parecia que piorava a situação, Sabrina ficou mais triste ainda, Dona Neusa e o futuro corno eram só alegria.

Como disse, eu era seu confidente, e minha amizade dava um pouco de conforto a Sabrina, antes de me tornar evangélico eu me masturbava constantemente, várias vezes por dia, atualmente eu prefiro me masturbar estimulando a base do pênis contra minha mão, deitado de bruços, mas antigamente eu tocava a tradicional punheta, com movimentos rápidos e constantes, o que acredito, ajudou a desenvolver meu pênis que media cerca de 20 cm, não era exatamente um colosso, mas era bem maior que a média, hoje podem acreditar mede 18 cm, o que faz com que eu acredite mais na minha teoria do exercício peniano, que age como se fosse mais um músculo que, se exercitar desenvolve, se parar murcha.

Eu e Sabrina trocamos algumas carícias, e rolou alguns beijos, mas não passou disso, havia uma estória de se que um urubu cagasse em cima de um homem esse homem ficaria broxa, impotente, eu por ser respeitador (entenda-se por otário), as irmãs de Sabrina diziam que eu fora vitima de um urubu. Certa noite Sabrina começou a brincar dizendo “quer dizer que o urubu te acertou, não é”, “é ruim menina, tenho potência para dar e vender, quer ver?”

Sabrina deveria estar com seis meses de gravidez, com a barriguinha bem saliente, não sei bem como, mas fomos parar em sua casa, que estava bem escura, pois o maridinho, já prestes a ser corno de fato, havia ido para um culto, ao entrar em sua casa já agarrei Sabrina, fui beijando e acariciando, ela não ofereceu nenhuma resistência, pelo contrario, correspondia cada carícia, cada beijo, Comecei a sugar seus mamilos, minha mão desceu de encontro a sua xoxotinha com poucos pelos e bem molhada, pus meu dedo em seu grelinho e comecei uma siririca, Sabrina gemia, me beijava com uma vontade espantosa, parecia que iria me devorar. Comecei a baixar sua calcinha, que estava toda molhada, Sabrina estava de vestido, após tirar sua calcinha, deitei-a no chão da sala, abri suas pernas e meti a pica numa estocada só, Sabrina soltou um grito, parei assustado e perguntei se a havia machucado, Sabrina disse que não, deu um sorriso e disse para eu continuar, estava bem molhada, deslizante, mesmo assim apertada, eu metia com força e tesão que não consigo explicar, estava tão bom que derramei um rio de porra em Sabrina, pois havia muita, pois há um bom tempo que não me masturbava, cai para o lado sem ar, meio que passando mal, Sabrina, minha amiga, agora minha amante havia tirado meu “cabaço”, foi minha primeira vez, naquela noite, mais tarde o corninho procurou Sabrina, ela me contou que ele ao penetrá-la, viu sangue, e perguntou “meu amor eu te machuquei”, Sabrina apenas deu uma pista e disse “não, está tudo bem.” E sorriu, seu sorriso era de vingança, pois havia sido fodida por outro, se sentido assim vingada do agora corno, pois ela achava que ele, ao saber que ela não o amava, deveria não ter se casado com ela, pois ela se casara por imposição da mãe, Sabrina foi minha primeira mulher, devido ao conflito de consciência abandonei o evangelismo, Sabrina não, pois dizia que havia muita cobrança por parte de sua mãe e seu marido, continuamos a foder na minha casa, na sua casa e na casa de sua mãe, mesmo após o nascimento de seu filho, após isso Sabrina ficou grávida de mim, mas sofreu um aborto espontâneo, ao terminarmos nosso romance devido a eu ter me apaixonado e queria cobrar demais, nos afastamos durante certo tempo, nos tornamos apenas amigos, mas seu marido continuou a ser corno, pois Sabrina teve outros amantes depois de mim inclusive o próprio irmão do corninho.

Se gostarem do conto escreverei mais, de quando pus a irmã mais nova de Sabrina para pagar um boquete, e de outras vezes que eu fodi com mulheres de “amigos”, se algum corninho quiser ver sua mulherzinha sendo fodida, ou alguma putinha quiser cornear o maridinho, entre em contato [email protected]


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/12/2018 20:55:38
Essa Sabrina não é fraca não. E vc, meu caro escritor é danado ein, manda ver mesmo. Nem grávida escapa. Rsrs. Excelente conto, relendo e comentando. Escrevi há pouco um novo conto sobre meu irmão. Te convido a ler ele. Bezitos.
17/11/2018 21:24:47
Muito bom! Essa Sabrina tinha mais que fazer isso. Afinal, ninguém é de ferro para seguir um caminho obrigado pela vontade de outros. Descobriu formas de prazeres e seguiu em frente, até mesmo grávida. Rsrs. Conto 10, preciso falar mais? Um beijo!
02/09/2018 16:47:44
Dizem que obrigar alguém fazer algo contra a vontade, o resultado nunca é bom. Como foi o casamento dessa crente. É natural que ela ia acabar nos braços de outro, no caso, nos teus. Rsss. Ótimo conto. Escreva mais. Estou com um novo relato. Me visite novamente. Bjs.
14/06/2018 21:24:41
Querido, tesudíssimo! O que mais dizer. Essa dona Neuza realmente estragou a sexualidade da filha, condenando-a um casamento infeliz. Porém, essa Sabrina também é bem safadinha. Gostava da coisa e não deixava por menos. Adorei e a nota só pode ser 10. Fica o convite para ler os meus. Bjs babados.
24/04/2018 00:49:43
Ótimo conto, para ler e reler, Betinho. A gravidez tem dessas coisas. No início uma aversão pelo sexo. Passado o período de enjôos, a libido fica latente e ficamos bem taradas. Rs. Essa crente passou por tudo isso e tu fostes o felizardo na história. Estou com novos contos na casa. Adoraria que tu lêsses e opinasses sobre eles. Nota dez e beijocas.
22/04/2018 11:29:15
A historia dessa garota tinha tudo para dar errado desde o começo. Porém, a danadinha soube aproveitar também contigo. Rs. Reli este conto e gostei ainda mais. Quando você vai publicar um novo relato? Estou com um novo conto aqui. Beijos.
10/04/2018 20:52:44
Putz!... Viajei no tesão novamente relendo este relato fodástico! Que crente safadinha essa. Foi muito... muito gostoso ganhar um pouco desta tua excitação contagiante. E xô, sai fora, urubu! RsrSs... Narrei aqui um novo lance com meu padrasto, continuação do conto que você leu. Se comentar nele, eu vou ficar bem feliz. Beijaaauummm*-*
03/11/2017 18:16:42
Muito bom seu conto, Já relatei um caso q tive com uma amiga crente também, Se quiser ficar pir dentro vai no meu perfil e leia os contos chamado "Melissa crente, tarada e carente"
12/03/2017 09:17:20
Esperava encontrar um novo conto seu, Betinho. Aproveitei para reler este ótimo conto. Fanatismo religioso muitas vezes destrói a vida das pessoas. Mais uma vez, venho avisar que publiquei um novo relato. Beijos da Vanessa.
15/10/2016 16:38:24
Linda professora Ivana, ela já se livrou dos pais há muito tempo, aliás, se livrou mãe, a velha Puta, Sabrina está no terceiro casamento, tem 4 filhos, o mais velho, do conto, já tem mais de vinte anos.
18/01/2016 20:17:21
quero vc na minha cama chama lá no zap q mostro o meu pau
18/01/2016 20:16:34
me chama no zap q mostro tudo o q tenho e sou bom de cama...
22/12/2013 20:57:30
Falou Mallu, vou ler seus contos depois comento neles, beijão "lá"!
30/12/2012 22:07:11
Conto delicioso! Eu gostaria de conhecer alguma crente safada de Recife e arredores. Dessas de cabelos super-longos e que queiram ir pra um motel em vez da igreja pra trair o marido que se acha garanhão e fica colocando chifres nela em vez de acompanha-la na igreja. Levo pra motel luxuoso e deixo ela ligar pro corno enquanto sugo sua xota. Caso haja interessadas contato em
07/06/2012 19:30:12
O seu conto é legal e parece mesmo ser real. bom também se não usou bem a criatividade. Contos com evangelicos é sempre bom pois as mulheres são todas iguais , safadas e gostão de fuder muito, porém a religiao as vezes consegue fazer com quer muitas mulhers ocutem seus desejos, e fantasias as crentes são mais fogosas do que todas outras mulheres. seria bom que esse site colocase um espaço so par contos eroticos evangelicos o que acham pessoal. kkkkkkkkkkk

Online porn video at mobile phone


loira gostosa foi mandar comsertar ou carro na oficina i o negao comeu elanovinha gretano de tanto goza com u paiPornô doído melhor femendo ia falando o meu deus o meu deus em inglêscontoerotico eu namorada mae e tiomostre video de mulher deixando menino pegar na buceta dela por baixo do brstido safadezas com meu cunhadinhofoto.neta toumou calmante pra transar.com filho.virgem sangra bunda.dele choraconto minha esposa no onibusSOU CRENTE Fui encoxada no ônibusXVídeos gays homens da favela que Fez transplanteconto incesto gay pai e filholeila peituda p...a porno parraeu, minha namorada, minha namorada e meu tioirma ve a outra de caucinha e ker chupar elaConto flagante lesbico ViuvaWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOS |zdorovsreda.rucontos eroticos eu minha mulher vimos minha sogra dando o cucontos exitantes nora tarada passeando com sogro tesudox video porno pai datolovideos proibidos corno narra esposa chorando com gozada no cuzinho negao rasga o cuContos eróticos entre marido e mulher que se reconciliaramVelho brasileiro metendo mão na buceta da neta piranhaxvideoa aventuras anal gay sexo anal ate goza dentro no peloSite porno de facio asseçovideos porno velhor comedor da cabeça do pau rombudacache:wgwchbkIxZAJ:zdorovsreda.ru/texto/201609126 vidio de cazal de namorado tranzandoGAROTOS CHANTAGEADOS DAM A BUNDA AOS PRIMOS XVIDEOamiguinhos gay loirinhos fazendo troca trdia chuvoso no carro do amigo do meu marido acabei dando ate o meu cuzinhoX videos atia comeno osubrinhopai roludo filiha rabuda teatro pornomao boba na noiva pegando nos peito dela pornovídeo pornô mãe marquei encontro no motel com filho sem saber acaba transando com eleVou contar do dia que fis minha esposa gosar quenem loucacachorro comendo o cu do doni gay xvideoxnxxcarolzinha santos e suas amigas trepano no churrascocasada aguentando 24cm de rola do amante que nao aguenta e goza rapidoporno gay conto o plaboy e o traficante marrentohistoria dicorno sendo traido por dotadopornohub sou louca por zoofiliaspet shop mulheres banhando cachorro pornôjebas veiudasdei uma rapidinha com meu compadre em casaseduzindo novinha escondidopornodoidocomo faser chortinho de praiaminha enteada dorme de rabinho pra cima só doido pra uma luneta pra ela é melar ela todinhapornomulheres que urináopai xega do servico cansado e ve sua filha dormino e fode ela pornoconto gay com hetero na mesaputaria brasileira posicao papai e mamae pra salvar no celularmeu amigo e eu comemos minha irmaxvideosexocontoerótico espinhei meupaiContos eroticos casada escrava do amantefez buraco na parede do banheiro para brexar as mulheres de casa e foi pego pornomulher casada trai seu marido e fode sem camisinha e leva gosada dentro da buceta e engravidagayxxvidepdotado dando leite pra esposa gostosa do corno que tomatudoAliviando os funcionarios contos eróticosfazendo buceta sofrer com pau extraordinariamente grosso pornoao entrar no quarto me deparo ela gozando muito sexo porno brasil spnora safada pega sogro bateno punheta xvodeojuliana jemeno no pau groso ponodoidoconto a detistas evagelicacaralhinho do prazer contostadinha chorou pra na da o cu xvidiox cabacosarrada no culto contos eroticos gang bangasseste o maiores filme de porno com mulheres que fuma cigarrocontos eróticos pique escondex videos mulher lammbendo o cusinho do homemcontos hot sobre a brincadeira pique esconde maiores de 18videos pornoinsetos filho fodendo mae prensadacontos de sogro metendo pau na nora