Aos pés de minha sócia.

Um conto erótico de Alexandra
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 17/10/2008 21:30:42
Nota 9.62

Escrevi esse relato há algum tempo, quando ocorreu:

Meu nome é Alexandra, sou casada, bissexual e somos swinger há algum tempo, conheci minha sócia, Adriana, em um clube de swing, desde o primeiro momento a afinidade foi bem grande e já fizemos diversas festinhas os quatro juntos. Nós duas temos personalidade bem forte o que ocasiona algumas discussões no trabalho, não é um exagero dizer que sempre existiu uma certa competição entre a gente. Temos as duas a mesma idade, 30 anos, eu morena, cabelos compridos, 1,67m, tipo mignon. A Adri é loira, um pouco, mais baixa, super sarada, e cheia de curvas, uma bunda simplesmente maravilhosa e peitos bem grande (silicone, como a maiorias das mulheres que freqüenta esse "circuito"). Ela é o tipo de mulher que todos os homens olham quando entra em um lugar e sem falsa modéstia eu também não sou o tipo que passa despercebida.

Meu marido tem fetiche por pés e é louco pelos pés da Adri (que são muito bonitos mesmo, bastante delicados e macios), o que as vezes me deixa com um pouco de ciúmes, mas já aprendi a aceitar e gostar desse fetiche dele há muito tempo. É bastante comum no final de noite pegar ele todo excitado fazendo uma massagem e beijando os pés da Adri, como já transamos várias vezes, ela já sacou as fantasias de submissão dele e quando estamos a sós sempre chama ele de "meu escravinho", as vezes acho que ela faz isso só para me provocar, mas sei que ele fica bem excitado com isso e, como já disse, aprendi a aceitar esse fetiche.

Até hoje todas nossas brincadeiras tinham sido a quatro, nós e os dois marido, mas hoje eu e a Adri passamos a tarde toda organizando um evento para um cliente, andamos o dia inteiro e quando chegamos ao escritório estávamos exaustas, sentamos e começamos a conversar sobre o dia, quando ela fala num tom meio debochado:

"Meus pés estão me matando, como eu queria que meu escravinho estivesse aqui para fazer aquela massagem".

Pensando no tesão que meu marido ia ficar quando contasse, falei:

"Pode deixar que eu dou um jeito nisso".

Mal terminei a frase, ela colocou os pés no meu colo e mandou eu tirar a suas botas, achei ela meio folgada, mas fiz, pensando no meu marido. Estava um dia quente, tínhamos andado o dia inteiro e ela estava com os pés muito suados e com um cheiro relativamente forte. Comecei a massagear um dos pés, via no rosto dela como ela estava adorando me ver naquela situação.

"Hum, que delicia, acho que vou me acostumar com isso! Meus pés estão muitos suados, como está o cheiro?". Perguntou, colocando um dos pés na minha cara, chegando a tocar os meus lábios. Na hora eu pensei o quanto meu marido ia ficar tarado quando eu contasse, pensei no gosto delicioso daquela mulher (que eu já tinha experimentado várias vezes), senti aquele cheiro forte e fui ficando toda molhada. Olhei para o rosto dela e disse:

"Seu cheiro é sempre delicioso".

"Então pq não faz como seu maridinho e dá uns beijinhos, já me acostumei com esse tratamento", ela falava e ria. Eu já bastante excitada, obedeci e comecei a chupar cada dedinho. Ela vendo que eu já estava excitada, começou a esfregar o outro pé na minha bucetinha enquanto falava:

"Acho que ganhei uma nova escravinha".

Fique massageando e beijando por um tempo, até que ela se levanta e manda eu tirar a roupa, o que fiz sem questionar. Enquanto eu me despia, ela fazia o mesmo, eu já nua e com muito tesão não conseguia tirar os olhos daquele corpo sarado. Ela se aproximou de mim, agarrou meus cabelos e mandou que eu me ajoelhasse, puxou meus cabelos mandando eu cheirar sua bucetinha. Eu, completamente dominada pelo tesão, obedecia a tudo. O cheiro dela estava bem mais forte que o usual, aquele cheiro e a situação estavam me deixando louca, estava morrendo de vontade de sentir o gosto dela, mas toda vez que tentava chupar ela puxava minha cabeça para longe.

"Quer sentir meu gostinho escravinha?", ela dizia rindo.

"Muito!", respondi.

"Então beije meus pés e implore".

O ar de superioridade dela e aquela situação humilhante me faziam pensar no quanto ela, metida do jeito que era, devia estar gostando daquela situação, o engraçado é que tudo isso apenas me dava mais tesão e me fazia ter mais vontade de obedece-la, se alguém de fora visse aquela cena, provavelmente iria achar meio ridícula, eu ajoelhada lambendo os pés da Adri e pedindo por favor que ela deixa-se eu sentir o seu gosto.

Ela ria muito é falava que eu era uma amiga muito teimosa e orgulhosa, mas que ela sempre soube que eu um dia perceberia qual era o meu lugar. Nisso ela se abaixa um pouco e começa a me tocar me levando ao primeiro orgasmo. Depois ela puxou minha cabeça até seu sexo, nossa que delicia, embora eu já tivesse chupado-a várias vezes, posso afirmar com certeza que nunca havia desejado tanto sentir o gosto de outra. Transamos loucamente, ela me fez dizer várias vezes que a partir daquele dia eu era dela e que ela podia me usar como desejasse, o que me deixava cada vez mais excitada.

Depois que nos vestimos, ela ainda fez eu beijar seus pés e calçar suas botas, já não estava mais excitada, nem sei por que continuei a obedece-la, mas até suas botas eu beijei.

Voltei para casa me sentindo meio humilhada, mas assim que cheguei e contei o que aconteceu para me marido o tesão voltou, transamos várias vezes e fiquei morrendo de vontade de receber ordens da Adri novamente. Agora que o tesão passou, estou com receio de como ficará nossa relação no trabalho de agora em diante. [email protected]


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive AlexandraM a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/05/2012 23:18:24
amei! Fiquei de pau durissimo!!!
31/01/2012 22:33:33
Excelente conto
20/03/2011 18:57:59
bom
11/02/2009 13:33:57
Gostei muito de seu conto! nota 9__Tem continuação?
10/01/2009 05:48:08
Nossa seu conto, me deixou super excitado a ponto de me tocar enquanto lia, tenho a mesma tara que o seu marido, amo pés, beijar,lamber, cheirar, sou viciado nisso. me vi o seu lugar lambendo sua amiga. nota 10 []
31/10/2008 07:11:16
Muito bom!
19/10/2008 20:14:00
Adorei muito excitante, adoraria ler uma possível continuação. BjuSsS. Parabéns
dmm
18/10/2008 20:50:18
Muito bem escrito,continue sua saga e nos presentei com os relatos.

Online porn video at mobile phone


vilma fudioa xnxx. comtitio carinhoso com a sobrinha safadinhamulher chupando a rola da outra mulher as mulher que tem rola chupa rola cabimento e vigiandocontos erotico,meu genro me enrrabou dormindocasada trêmula na submissão do sadomasoquismo gozando pezinhos no meu pal contos eroticonegao arebentou o cu dessa mulher e ate arebentou todas as pregascontos eroticos raimunda bundudameninos na lagoa conto eróticos. conto novinha perdeu o cabaco para casetudo que em fiou de uma vezmulheres bano a bucetinha para os mulequies fudesobrinha Zinha bem novinha mostrando os pentelho para o tio e foi f***** XVídeoscavalo fudendo mulher com estorcada forteConto tenho orgulho de ser bundeiraContos terror na tailandialer contos eroticos menagevídeo de sexo pornô garganta hipertrofiada engolindo monstro hiper dotadoas pantera tia viuva dando por seu subrinho e o cunhado pegaSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaquero conto erotico de irma e irmao que transa e a ima caga na boca do irmao ele come a medaxvídeosbuceta da linguonaContos eroticos gay mlk da oficina xvideo.com.entrocadinhaxv lindona ponheta imauhotmail muletodaBjss na bunda q na boca.da sdssmúsica filme pornô 2018 também é gostosa negona acelerei muito do negãomulher dando pa o dog esitadocomendo a secretaria de saia sosiau levantou aperna dela e meteu na chota delaela se lanbuso com ese pau groso supwatendeu aporta cueca comeu a vizinhasexo anal lesbico com cinta. pau gra.nde com a capetinhatirei virgindade de minha irma com sindrome contoContos eroticos de sexo com genroPornô doído melhor femendo ia falando o meu deus o meu deus em inglêsbaixa xvideo coroa venhia nao gueto pica ddesfile de novinhas de fiu dentaumunher gozar gritando na pica du amantescontoerotico eu namorada mae e tiotia insistente anal contosContos erótico menino menor sendo abusado por padreminha mae e a travestis contosconto erotico esposa chupando molequecontos trai meu marido com um cara que era um pe demesaxvideo.puta.seducido.casa.gravado.ao vivocontos eiroticos leilapornConto erotico desvirginando o rabo da amantecontos enfiada no cumeniniha delirando xvideorelaro erotifo mae bucetuda e filho pau gigant..x video mulher fudendo uma rola grossa e garesexo gay homens velhos contosconto erotico de velho safado chupando putaflexionando caio no xvideporno com a madrasta passando a mao na buceta dela afilhadocontos rapais cnta como transou com a sogracontos eroticos de uma sirica bem batida aos gritosPordoda aminha vida eu esperareipornodoido pesso para dormir por que tenho medo de trovõestirando avijidade das novihhacadela com a vargina enchada e zoofilia comestrapon sangue e bostaprica cavalavideos porno tio estrupando a sobrinha no cu er na buceta agoca com seu iaovidios de mulheres tranzando com caes trenados pr fuder elas no youtubeCasa dos conto .de volta a fazenda agora com um cavalo video de porno imagenscontos gay cueca do padrecomo encostar o penis no clitorisrelatos e contos caseirosde filhos que fragaram suas mae f sexo pornocontos adoro cheirar as calsimhas uzadas e melecadas da minha sografilme de sexo com homens brancos super dotados e mulheres negras escravasAiiii tipo mais devagar mh Bucetinha virgem contos eróticodeu o cuzinho pela primeira vez e pede poe devagar porque ta doendobonequinhacontospauzao para meu marido e eu, exibidamúsica de Tierry E aí parceiro que como você é o meu desejo te chatear o seu prazer escravo dos seus beijos Ai como eu quero te agarrarxxvibeo comeo mea da amigacontos eroticos comeu eu minha filha e sublinhacontos peguei a negrinha que gritava chingava e mandava emprurrar ate o talocontos de cú de solteironacontos. safadinha egostozinha do papaicontos+corno mulherzinhaCarinha de Anjo de GTA e mamãe filha da está outro colégio bem longe daquimolhe de bucetona do beici viradocontos eroticos eu minha mulher vimos minha sogra dando o cuFotos de piroconas tripé de machosbuceta d penuarxvideo zoofilia cachorro engata no dono que terta tira o pau e mao comsegue xvideoela soquiria chupa e inguli pora dos pau grandecontos eroticos ele esfolou meu rabinhonora safadas descobri que sogro tem a pica enorme