sERÃO BOM D+!!!!!!

Um conto erótico de GATOXUPADOR
Categoria: Homossexual
Data: 24/01/2008 16:24:36
Nota -
Assuntos: Homossexual, Gay

Tenho 19 anos e sou auxiliar administrativo numa empresa de combustíveis.

Os meus colegas acham-me, um pouco efeminado, e às vezes sentem-se embaraçados comigo, mas a verdade, é que, por vezes gosto mesmo de me sentir mulher e uso roupas interiores femininas. Gosto de ser assim.

Homens morenos, peludos e de bigode, simplesmente, deixam-me louco.

Tenho esta fantasia desde os tempos de do ensino medio, devido a um professor que eu tinha, mas nunca passou disso: uma fantasia! Até que, num dia chuvoso e arrefecido do mês de Janeiro, deixou de o ser!

A empresa onde eu trabalho, fechara para balanço, e como tinha havido uns contratempos informáticos, tive de ficar até mais tarde, para terminar o meu trabalho.

Os outros meus dois colegas, tinham saído às oito, pois o trabalho deles tinha ficara concluído; assim, permaneci sozinho a trabalhar no edifício. Meia hora depois apercebi-me da presença de alguém no gabinete; olhei e vi que era o segurança do edifício, que fazia a sua ronda nocturna. « Afinal não estou sozinho, até estou muito bem acompanhado» pensei. Mas que segurança, meu Deus! Um homem soberbo! Devia ter um metro e oitenta de altura, era moreno, entroncado e aparentava ter uns 40 anos. Fiquei louco, e perdi logo a concentração no que estava a fazer. Dirigiu-se a mim, e com um ar cumpridor, mas bem disposto, meteu conversa:

-Boa noite! – Cumprimentou.

-Boa noite! – Retorqui reparando no seu farto bigode.

-Então, hoje temos serão?

-É verdade! Estou farto disto. – Queixei-me.

-Também eu, e ainda agora cheguei! – Exclamou.

Olhei mais demoradamente para ele e pude notar que era peludo, pois usava a camisa aberta, revelando um peito moreno e coberto de pêlos. Era mesmo bom! Olhei também para o volume que ele tinha na zona da berguilha e fiquei a imaginar o que faria com aquele pau ao meu dispor.

Não sei, se foi por ele se ter apercebido dos meus olhares ou não, o que eu sei, é que a conversa dele, foi «ter» ao sexo.

- Há 3 noites que não fodo, Já viste? – Murmurou.

-Que chato! – Respondi, a imagina-lo sozinho na sua cama.- Desconfio que a minha mulher me anda a meter os cornos, sabes? – Resmungou.

-Então, porquê? – Pesquisei com curiosidade. A conversa estava a agradar-me.

- Sempre que venho para o turno da noite, a gaja fica esquisita; não quer foder. Diz que anda cansada. Mas sabes, o que é mais caricato, no meio disto tudo? – Indagou

- Não! O que é? – Inquiri curioso

-Acho que ela me anda a meter os cornos, com o meu colega, aquele que eu venho render à noite, antes de entrar.

-Ah! O Porco! – Asseverei. Estava louco de desejo e ele não parava de me excitar. Dirigi-me à máquina de café e comecei o moer os grãos, para ver se me afastava daqueles pensamentos obscenos.

-Queres um café? – Perguntei

- Sim. Por favor! – Assentiu com agrado. Acho que ele não estava habituado a estes privilégios. Servi-lhe o café, mas desastrosamente, deixei derramar um pouco do copo, por cima das suas calças.

- Foda-se! Já me sujas-te a farda! – Bradou zangado

- Desculpa. – pedi eu - Mas espera! Tenho aqui um «tira-nódoas» – exclamei solícito.

Inesperadamente, começou a desapertar o cinto e tirou as calças, ficando em slips, mesmo ali à minha frente!

- Assim limpam-se melhor! – Justificou a rir, deixando-me mais aliviado, pois tinha ficado com a impressão que o tinha aborrecido com o meu acto desastrado.

Dei-lhe o «tira-nódoas» para a mão e, enquanto ele se entretinha a limpar a nódoa, eu detive-me a observar o seu magnífico enchumaço sob os as cuecas brancas e justas - Que vara que ele tinha! Era peludo, tinha a pele muito bronzeada e ostentava umas pernas grossas. Já não sabia o que fazer. Sentia-me com tanta tesão, que só tive vontade de me atirar a ele.

-Agrado-te? – Perguntou repentinamente, olhando para mim.

- Sim. Muito! – Redargui sem pensar.

- Então, do que estás à espera? Podes brincar com ele! – Disse com um sorriso maroto sob aquele magnifico bigode.

Caminhei até ele. Agachei-me à sua frente e baixei-lhe os slips brancos; à minha frente oscilava um longo e avantajado caralho! Devia medir uns vinte centímetros, era grosso e cabeçudo. Agarrei-o suavemente; massajei-o devagar, beijei-lhe os colhões e depois meti-o na boca. Hum, Era bom demais!

O segurança, deleitado com a minha mamada, segurava-se (com ambas as mãos) à minha cabeça e puxava-me de encontro ao seu corpo. A minha boca gulosa estava completamente ao dispor daquele mastro duro e grosso.

Nunca tinha experimentado nada assim. Agarrei-lhe as nádegas com a ponta dos meus dedos e chupei-o ainda com mais força. O meu prazer não tinha limites e ele também estava a adorar, tal não eram os gemidos que ele soltava.

Ainda eu mamava naquele mastro sem fim, quando o ouvi rogar para eu parar um pouco. Na altura não percebi, mas depois soube que ele queria apalpar-me o cu, ao que eu acedi. Baixei as minhas calças e ofereci-lhe o meu cuzinho redondo e branquinho, que o deixou inquieto.

Senti os seus dedos grossos a penetrarem-me e voltei a ficar louco de prazer. Dobrei-me e ataquei-lhe o cacete com a língua, até ele me puxar com ambas as mãos, fazendo com que eu me virasse, ficando de costas para ele. - Queria enrabar-me!

-Tem calma! Vais ver, que vais adorar! – Disse com a sua voz grave, mas confortável.

Passou um gel frio pelo meu buraquinho, que me fez arrepiar. Depois, senti o seu mastro a invadir-me.

Ui, Que prazer!! De início magoo-me, mas depois, essa sensação penosa, deu lugar a um prazer imenso.

Fornicou-me o buraco do cu, como se eu fosse uma gaja; e naquele momento era! Sentia-me a gaja dele, e ao pensar nisso senti uma tesão que não consigo descrever por meio de palavras. Que enrabadela!

Ele gemia e estava quase no auge; agora, eu sentia-me uma puta, completamente submissa aos desejos e descaminhos sexuais daquele matulão, que era soberbo demais!

Por fim, veio-se! Gritou que nem um louco e eu senti o seu esperma fluir pelo meu ânus acima, quente e delirante. Sacudiu-me várias vezes e eu ainda lhe agarrei os braços. Sentia-me completamente submisso. Se ele me quisesse mijar para cima, eu acho que deixava. Tinha sido um delírio de noite!

Desde aí, já experimentei outros homens e outros locais, mas aquele segurança, não tem rival. Sempre que está de serviço no turno da noite, eu peço sempre para ficar a fazer serão. E que serão, meus amigos!


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.

Online porn video at mobile phone


filha minha femea contoxvideos desleal branquinha dando pro negaohomens ensinando como puchar punhetapornoputaria de pai sarrando a filha puta de shortinho enfiqdo no cu na cozinhabucetagosotosacontos pastora ajudando membro a gozarcontos novinha corno gang putinha forçadaassistir assistir vídeo pornô da Lucineide a gordinha gostosa de shortinho curtinhoporno com novinha goszando na buceta na boca da outraconto pornpai comendo filha e a sobrinhamundobicha ver dois garotos transando em galpao abandonadoElda dando o cú gostosofrecando a paciencia do brutoninfomaníaca viciada em zoofiliacontos eroticos escrava plug bomba de clitorisdeu sonífero para sogra e comeu a b***** delaconvenci minha irmã fuder comigo e gozei dentropornô doido mulher ligando o marido na quarentenaginecologista sedou e violentou pornoConto erotico de casada q nao se satisfaz com o pau d marido e fica com tesao d ver velho pintudoIrmas casadas taradas carentes cendo enrabadasPornor levei minha etiada para casa de Sting para fuder com estranhos quero ver um filme pornô com anão com a patroa dele debaixo da saia dela e o cara cheio charuto no c* delecontos esposa do pintorporno doido chochotinasliberei minha esposaconto erotico curradavideo porno rapidinha com amigo do namorado enquanto ele banhacontos estrupada por agiota minha filhalipesonhador casa dos contos gaynovos relatos eróticos de corno minha esposa com o plug analwww xvideos negão com penis 59cm comer. quatro mulher bucetuda.comsalva vidas sarado troca troca contosgayscontos eroticos dei o cu na marra lua de melmulher senta na tromba do elefante sexodavs contos eróticoshttp://transei com homen que instala antena gay contos eroticos gaymulher trasando cem saber com oltrovídeo pornô da retina p**** da retina e mandou um vídeo pornô dela não ela nuadescuidando xvídiosogra convense a filha virgem perder cabaso .com seu maridobrechei.minha.mulher.chupando empregada contodotado pega novihna e fas ela chorar mad aguentacomendo a entiadia e a mae vetudo atransadoce nanda parte cinco contos eroticosxvideos homen perdendo o cabaco com mulher esperiente fudedeiravídeo pornô com boneca de silicone de 80 kilos pela XVídeo pornôminha madrasta vaca pornocontos cnn gay novinho dopadocontos shamirmenina fode com negro dismarcado.chingando e gritando e fala que vai gozar.xnxxconto erotico mae e filho bunda parte 3porno em familiax vídeos com boqete de novinha dentro da casa da mãecrente safada contosBaix porno emprensando na paredeminha bucetinha crente pequena foi arromvads a forcaxvidio.com homem com caralho monstro arregac;a buceta da branquinha novinhacontos eroticos minha tia mim arrumou para que meu tio tirasse o meu cabacinhofree xvideocomento tia na casaencoxoando a cega contos eroticosxvideo namorada cuida do namorado com o braco enfachadocontos eroticos esposa obrigada a fuder com agiotacachorro estorou a bundinha da gostosa de minisaianegao Arobando o viadinho xx videosxvideos putaria hd agaxadas sem calsinha provocando gozo do marido broxaBaixar.100fotos.de.Evangelicas.shortinho.curto!contos eroticos cheirar calcinhanegro enraba minha mulher contoscuzao busetao gg gosadas grelao gg negras ptconto no cineporno