Acabei transando com o namorado da minha filha

Um conto erótico de Renata Mello
Categoria: Heterossexual
Data: 09/12/2005 11:11:41
Nota 8.00
Assuntos: Heterossexual

Finalmente criei coragem para escrever sobre uma verdadeira loucura que aconteceu em minha vida. Meu nome é Renata e tenho 35 anos. Sou natural de Campina Grande, na Paraíba, mas me mudei com minha família para São Paulo há 19 anos, quando tinha apenas 16. Meu pai trabalhava numa firma de transportes e foi transferido para cá. Era o grande sonho da nossa família realizado. Estávamos na maior cidade do país, os filhos estudando em boas escolas, e nós morando num apartamento que, se não era luxuoso, era muito aconchegante, no bairro do Paraíso.

Terminei o ginásio quando ia completar 18 anos, numa escola particular de São Paulo. Desde quando cheguei à escola, chamava muito a atenção dos alunos e professores. Eu me sentia muito desconcertada, porque era extremamente tímida. Ainda sou, mas à época, recém-chegada do Nordeste, era ainda mais. Ficava vermelha à toa quando percebia que alguém estava reparando em mim. Hoje olhando as fotos eu percebo o motivo. Eu já tinha um corpo de mulher, mesmo com aquela idade de 17 anos. Sempre fui muito alta perto das minhas colegas (principalmente no Nordeste). Hoje tenho 1,78. Meu primeiro namorado tinha 1,80. Eu, usando saltos, ficava maior que ele. Além disso, herdei da minha mãe pernas grossas e bumbum grande. Hoje tenho orgulho do meu corpo. Até porque faço questão de malhar bastante pra ficar bem bonita. Mas naquela época, apesar de ser bem vaidosa, era muito tímida e não gostava que os homens me secassem. Minhas bermudas do uniforme de escola ficavam justas nas minhas pernas, que chamavam muito a atenção. Aliás, como toda menina, eu queria porque queria ser modelo, mas apesar de ter feito algumas fotos uma vez, não servia, pois era muito encorpada e eles só querem as mais magrinhas. Pra terminar minha descrição, tenho cabelos castanhos bastante cumpridos e olhos pretos.

O fato é que recebia muitas cantadas de alunos e até de professores (2 vezes recebi cantadas, sutis, mas cantadas, o que só vim a perceber depois, devido à minha ingenuidade na época). Mas eu me apaixonei pelo Luiz Henrique, um garoto com corpo normal, não muito alto, mas muito lindo de rosto, que estava 1 ano à minha frente no colegial. Ele tinha lindos olhos verdes e um excelente papo. Me fisgou. Apaixonei mesmo e começamos a namorar antes mesmo dele se formar na escola.

Nosso namoro era muito legal, pois nossos pais nos davam muita liberdade. Então podíamos ficar juntos tanto na minha casa quanto na dele. Só que às vezes muita liberdade não é um bom negócio. Com 5 meses de namoro e após muita insistência dele e resistência minha, começamos a transar (ele era o segundo homem com o qual eu transei na minha vida). Até aí tudo bem. Era bem gostoso. Estávamos apaixonados e sempre que dava vontade, fazíamos amor bem gostoso. Mas acabou que engravidei dele, antes de completar 19 anos. Como adolescentes apaixonados e inconseqüentes, levamos numa boa, e contamos com o apoio das nossas famílias, que nem exigiram que nos casássemos. Isso fez com que continuássemos numa boa, no nosso namoro tão legal, apesar da responsabilidade que teríamos pela frente.

Luiz Henrique, antes ainda de eu dar a luz, conseguiu bons estágios na faculdade de direito e conseguia tirar um dinheirinho para não dependermos exclusivamente dos nossos pais. Tive uma filhinha linda, a Priscila. Nasceu com os olhos verdes do pai e com um sorriso lindo.

Agora preciso dar um pulo na história pra que ela não se alongue muito. Tivemos nossa filha e nossos pais nos ajudaram a cuidar durante os primeiros anos. Mas Luiz Henrique ficou muito responsável depois que ela nasceu e se esforçou ao máximo na faculdade para conseguir um bom emprego quando se formasse. Após um ano eu também entrei na faculdade, mas para cursar enfermagem. Minha filha virou a mascotinha da turma já que eu a levava muitas vezes para a aula comigo. O resultado disso foi que após 4 anos, nos casamos, e tínhamos uma família estável, independente, e muito feliz. Eu já estava trabalhando em uma clínica, com um salário razoável, e meu marido em um escritório de advocacia, no ramo trabalhista, com uma ótima remuneração, que se não nos deixava ricos, nos dava muito conforto. Demos tudo do bom e do melhor pra Priscilla: Boas escolas, inglês, natação, escola de música e tudo mais o que achamos necessário.

Ela cresceu uma menina absolutamente linda. Uma verdadeira princesa. Alta como a mãe, com minhas pernas e bumbum, com o rosto, olhos e sorriso lindos do pai, e, provavelmente puxou a minha sogra quanto aos seios: Minha filha tem seios grandes enquanto eu, pobrezinha, tenho seios médios. Dizem que quem tem muito bumbum não tem muito seio e vice-versa. Mas minha filha tem bumbum e seio grande. Ela também puxou muito a mãe na maneira de se vestir. Eu nunca vesti roupas vulgares, mas sempre procurei valorizar meu corpo, com roupas que destacassem minhas pernas e meu quadril largo. Uso muitos vestidos (vestido curto mesmo só uso quando saio pra dançar com meu marido). O resultado é que minha filha se veste de modo muito parecido comigo. Valoriza muito as formas lindas que Deus lhe deu, mas claro que proíbo algumas roupas muito decotadas ou curtas, afinal tudo tem limite e não quero minha filha mal-falada por aí.

Uma princesa como minha filha não demoraria para aparecer com um namoradinho. O primeiro foi há dois anos atrás, quando ela ia completar 15 anos. Tinha a idade dela e eles riam muito. Ficavam horas escutando música no quarto, mas nunca transaram. Sei disso porque converso muito com minha filha sobre sexo para que ela não faça besteiras por aí (besteiras como a que eu fiz, de engravidar tão cedo. Eu dei sorte de ter corrido tudo bem, mas na maioria das vezes não é isso que acontece).

Mas o segundo namorado que ela teve, já no ano passado, com 16 anos, foi o Juliano. E não era um namoradinho, mas sim um namoradão!! Tinha 22 anos, também fazia faculdade de direito e tinha conhecido minha filha numa chopada. Realmente ela tinha motivos para estar apaixonada por ele. Se eu tivesse a idade dela, também ficaria! Muito alto (ela nunca gostou de homens mais baixos que ela, ao contrário da mãe), olhos castanhos muito bonitos, com um olhar super confiante. Rosto bonito, corpo super bonito também (pelo menos era o que parecia sob a camisa) e maduro! Já vinha construindo sua independência, tinha seu próprio carro, trabalhava com o pai também em um escritório de advocacia. Mas é claro que, apesar dessa descrição entusiasmada que fiz, só tinha olhos para ele como sogra. Eles formavam um casal lindo! Chamava a atenção por onde passavam!!

Como hoje as coisas acontecem muito rápido, em dois meses eles já estavam transando. Minha filha veio me contar tudo, dois dias depois do ocorrido. Havia sido na casa dele, num Domingo, quando os pais dele não estavam. Conversamos bastante sobre o assunto, sobre os planos dela, se tinha sido bom ou ruim, etc. Ela contou que ele foi super carinhoso e atencioso com ela, que o clima estava perfeito, mas que tinha doido demais!! Tiveram que tentar mais de uma hora para conseguir. Eu perguntei se ela não estava lubrificada, ela respondeu que estava muito, mas comentou que o pênis dele era meio exagerado. Eu ri e disse que nesse caso realmente as coisas se complicam. Não teve como eu não imaginar aquele garotão nu. Apesar de mostrar segurança nos meus conselhos pra ela, a verdade é que nunca tinha transado com um homem de pênis grande. O de Luiz Henrique tem 16 cm, o que pode ser considerado médio. E meu primeiro namorado, com quem perdi a virgindade, tinha entre 15-17 também (nunca medi). O maior pênis que vi na vida foi do cadáver do anatômico quando fiz faculdade.

Mas o Juliano devia ter o pênis realmente muito grande, porque em conversas anteriores que havia tido com minha filha e mesmo em conversas com sua ginecologista (que conheço da clínica onde trabalho), soube que seu canal vaginal era bem avantajado (em relação à maioria das mulheres). Nisso também ela havia puxado a mãe. E mesmo assim ela sentiu muitas dores tentando transar com meu genro.

Como nossos pais haviam feito conosco, eu e Luiz Henrique demos muita liberdade para Priscila, inclusive para namorar dentro de casa. Então não demorou para que eles também começassem a transar no quarto dela. Em princípio foi só quando estavam sozinhos em casa, mas depois começou quando estávamos em casa também. Meu marido sempre dorme muito rápido pois seu trabalho é muito desgastante, mas tenho o sono leve e, às vezes, à noite, eu ouvia o barulho no quarto da minha filha. Eles ficavam uma, duas, até três horas transando sem parar! Minha filha gemia muito, parece que tinha vários orgasmos a cada transa. Meu coração acelerava imaginando minha filha transando com Juliano.

Curioso é que parece que eles não percebiam que faziam muito barulho. Por isso eles sempre se sentiam muito à vontade comigo, quando estávamos juntos em nossa casa, seja vendo algum filme, jantando, conversando, ou o que seja. Mas eu ficava super sem graça. Principalmente de encarar o Juliano. Afinal ouvia ele transando com minha filha durante a noite e depois ele conversava normalmente comigo. Confesso que ficava impressionada com o desempenho dos dois. Eu gosto do meu marido como amante, mas não acho ele ótimo na cama. Acho apenas bom. Nossas transas não duram muito e como ele tem obsessão pelo meu corpo (me acha muito gostosa), acaba gozando muito rápido. Também não tem muita criatividade com posições. Parece que ele se acomodou numa transa convencional, por saber que sou apaixonada por ele.

Apesar de tudo isso, sempre mantive meu comportamente normal. Aquela situação de ouvir Juliano com minha filha no quarto era constrangedora, mas não queria ser intransigente e reclamar com ela. Um dia passei na frente do quarto dela, em direção à cozinha e ouvi minha filha falando palavras que nunca pensei que ela usasse!!: “Me fode!! Come sua Pri!! Mete gostoso na sua potranca!!!” Ele respondeu: “Fica pedindo assim que te mato de tanto te foder!!”. Aquilo me deu arrepios! Nunca alguém havia me tratado assim na cama. Não sei explicar o que senti. Não foi inveja, não foi tesão, não foi atração por ele, ou pode ter sido tudo isso um pouco, mas não há uma palavra que defina. Sei que senti um calafrio!

Aquela situação, aqueles xingamentos, aquele palavreado, tudo isso me balançou um pouco, me atentou para a minha vida sexual tão morna. Mas nunca passou pela minha cabeça ter qualquer coisa com outro homem, muito menos com o namorado da minha filha. Nunca faria isso com ela, por nada nesse mundo. Até porque acho que ela me mataria e nunca mais olharia na minha cara nem me chamaria mais de mãe. Apesar de não ter essa intenção, foi isso que acabou acontecendo. Não é que o safado do Juliano estava de olho em mim e só estava esperando uma oportunidade para tentar transar comigo? Continuo depois.

Pra quem quiser contato: [email protected]


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/09/2010 00:28:55
Da uma olhada no meu conto, comi minha sogra, foi bom d+, vamos trocar experiencias, me add no msn
IAJ
15/05/2010 15:21:20
EU TENHO 22CM DE PICA ,MAS NAO E POR ISSO Q ELAS QEREM GRANDE , ELAS SO QEREM CARINHO E ATENCAO E GOZAR MUITO , DEPOIS ME SATISFASSO ,E NAO GOSTO Q SE APAIXONEM POR MIM , BJOS , E BOA A HISTORIA , MAS TEM Q TER O FINAL NE
13/11/2008 20:24:09
adorei o conto é muito excitante mas vc deve contar o resto ..quero sabeer se arola do seu genro e grande mesmo..e se vc ta tranzanso com ele tenho certeza q vai larga teu marido nao tem mulher q resista a uma boa pegada ainda mais se o cara ser gostosaó e tiver um rola bem grande..bj..pelo jeito vc é bem safada e nem sabe disto acho q teu marido nao deve fazer gostoso..
03/09/2008 19:09:39
eu ja comi a minha tia condo tenho 15 anos
O Enfermeiro
26/05/2006 23:47:18
Gostei do conto mas não entendi pq interropeu no melhor!
Carlos
29/12/2005 01:29:50
ja comi um tina qdo tinha 14 anos hj estou c/ 18 e ate então ñ acreditava nestas historias , hj vejo q mulheres maduras gostam d jovens , valeu + v se da logo e para d charme!
Rik
26/12/2005 16:32:25
Eu quero saber se vc é godtosa e mostrar pra vc que faço melhor que o Juliano. dar a buceta pensando em mim, viu!
solitario
25/12/2005 22:21:28
sua vadia da proxíma vez conte o final....merda...
Tchers
25/12/2005 21:20:30
Quando vem a fodamuito bom
marcelooo
23/12/2005 06:30:11
acho que toda mulher merece sentir uma rola bem grande na buceta e no cú,seu marido só tem essa piroquinha, você tem mais é que trepar com vontade e ser tratada com a devida atenção na cama ou onde for, você parece ser super gostosa, continui trepando que é super bom
J_Junior
16/12/2005 21:13:27
GOSTEI MUITO SO QUE CONTA OUTRA SUA VAQUINHA,OU VC DA PRO CARA OU NÃO....NÃO FICA ASSIM ENROLANDO NÃO QUE O LEITOR NÃO GOSTA MESMO POIS ELE QUER VER AÇÃO...O FINAL FICOU UMA BABAQUICE VC FALANDO QUE DEPOIS CONTINUARIA....CONTA O RESTO PRA MIM ME ADCIONA NO MSN
marcelo
15/12/2005 03:41:56
me adiciona no msn tenho webcam
marcelo
15/12/2005 03:40:12
me adiciona no msn
Marlon
14/12/2005 19:29:00
Renata se seu problema é pau tenho um de 23x8. Me adiciona e verá e sentará nele ainda. Beijos
figo
13/12/2005 21:53:22
que besteira sem conteudo só perdi meu tempo
O Kara
13/12/2005 16:12:11
Po Renata, vc deve estar na forca, vem ka comigo qu vc fica liberada e curada dessa sua tesao de puta.
Ricardão
13/12/2005 14:38:06
Puta merda vc enrolo pra caramba ew vc nem deu pro kara!!!! si eh foda heim...
silasgato
12/12/2005 20:57:43
Nossa adorei seu conto, se for verdade, olha não tenho idade para ser seu genro mais posso ser teu amante, já que gosta de um cacete enorme tenho um 23,5cm por 7cm não acredito que vai aguentar tudo de uma só vez mais com jeitinho sei que pode engoli-lo por inteiro. vem que quero vc minha deuza. beijos
Kctão
12/12/2005 17:28:30
Cade a transa com o genro? De que adianta começar e não terminar?
Herbert
12/12/2005 10:37:32
Achei interresante, pois passei por uma situação parecdida. gostaria de trocar ideias, sou de Imperatriz -Ma

Online porn video at mobile phone


casa dos contos- categoria gay- autor tiagoContos perdendo o cabaço com negao tripémulher dá o c* e chupa pica Malcocontos eroticos com policial civil experientevídeo pornô ginecologista idoso não resiste a bucetinha apertadinha da paciente e a estrupa forçameu cu sexo lampeno o meu peitoconto erotico vendo.a.minha filha gemendo toquei siriricaxvideos nynynha conto porno cunhada ivonetefui estuprada pelo meu genro205xvidiomamae sentou no meu colo e eu nao resistir e comi ela contos erpticosvideo de cunhoda tranzando com o cunhadocontos eróticos intiada gravidawww. pornodoido lesbicas pretas beijos c salivaPapai vio eu de sainha sem calsinha fes eu senta en seu colo pal fora da bermuda semtei gostei dei ate meu cu po meu pai contoscontos eróticos novinho punheteros Parabéns felicidadesconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancoporno novinha ferxando o cuconto sexo por crackmulhe vai n caca d vizinha a vizinha nao esta i marido come buceta i cu delaContos.erotico pedi pra.meu genro.passar.protetor solar em mimnovinha desmaia de tanto gosa conto eroticoeu quero pornografia pornografia as meninas retada os cabelo achando tudo grandeX porno ceducindo vidraseiroconto erotico gay velho pirocudo maltratou o cu do viado choraocontos de machos dominando cornos submissoswww.testedefudeludade coroas.brpornodoido meninao donzelo.fode muito com sua mae xvidio novinha cesú XVídeos pornô brasileiro sogra ameaçando genro para transar com ele filha escuta todos os diasSuse rego tomando na bucettabotando o joelhinho em cima da mesa xvideosirma esta lendo livro começei a lisar ela ate comer o rabo dela pornoContos de inseto com o irmao casula search xvideoco.mo dar bastante praser na pungetaConto flagrei com bananaconto de tio viu a sobrinha peidando e ficou com muito tesao no cu da sobrinhasou puta e amo porra dentro da minha buceta conto eroticoEroticoscontos.com /casadas 23cm dupla contos erocos apenaso vizinho safado do 205xvideo guete bei galaesposas chorando de prazer na rola de negros hiperdotados e chingsndo o cornocontos eróticos menina de 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinho vermelhoMENiNO TIRAN DO OCHORTEScontos eróticos fingi que estava bêbada e liberei o cuzinhogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscontos eiroticos leilapornconto eroticom boa noite cinderelatres homens fudendo uma contos eroticos baixinha gostosa no motel ela grita muito e rebolava ao mesmo tempo nas nossas rolasconto com fotos dei abuseta pro meu intiado dabuceta das gostosa da novela das 9:00conto erotico - como me tornei amante de um haitianoporno tirei o pau veio bosta bizarrover vídeo pornô de homem chupando a b***** da mulher enfiando o pinto do Kudurosogra linda aprova genro pauzudowww.tatarada.com/garotinhas com xota apertada libera para roludocontos eróticos muleconacontos eeroticos transando com a esposa e cunhada no interior do paranaCenta na pica sem camisinha,e perigosmorena de 58kg dando a bucetaContos de sexo anal coloquei so a cabecinhayoutube porno xvideos pai soca pinto nu cu da filha e deixa ela sem artio seu pau nãovai caber na minha buceacomo entroduzir um penes no cu da mulhet com caltelaContos pornos-fodi a mendigabuseta.daclaudia.ranharcontos eroticos com maconheiroirma novia estava no quarto escolhendo uma roupa para vestir ela pedi uma opuniao por irmao porno doidoalfaiata xvídioxxxxmenina mostra sua boceta pelo shortinhoxaninha mostra as penujinhasmulher de 18 anos abaixado homem verdadeiro dando a b***** e ela peidandoCrentes dei meu cu virgem contos eróticosconto erótico casada vai escondida na festa de solteira e meteSou mulher casada meu compadre me fodeuConto sexo anal casada estrupadaBroderagem contoscontos eroticos madrasta cachorra leva surra de pica dhomem empurra na vara na jumenta até gozarnorinha ve o pau do sogro duro e faz sexo com eleVideo porno safada sendo fudida homem rolaque so jeguexvideo espoza nao aguentou ver cazal fudendoContos , enquanto eu estava bêbado o malandro tava comendo minha mulhercontos tio vc e dotadao aiaiai fotos pornosendo seduzida no obuzaocam esc no banheiro da idosa flagra ela na siririca begradona abusa do magrelox videoscontos eróticos mulher endividadaXVídeos vídeo pornô das panteras pai come a filha drogada muito doida de cocaínaconto erotico gay negao pirocudo gosta de maltratar viado brancocontos de zoofilia gototinha e seu dog