Tia vagabunda!!!

Um conto erótico de Tesudo _ SP
Categoria: Heterossexual
Data: 04/04/2005 08:08:30
Nota -
Assuntos: Heterossexual, Tia

Tenho mais de 30 anos, altura média e peso médio também...

Sou casado com uma magrelinha gostosíssima que me satisfaz plenamente, mas o que vou contar é o verdadeiro início da minha vida sexual.

Tinha 16 anos, já era um rapaz formado, tinha mais ou menos o mesmo corpo que tenho hoje, e minha família estava numa fase muito difícil de dinheiro, como consequência disso tive que trabalhar com um tio, irmão da minha mãe, proprietário de uma fabriquinha, num bairro distante de onde eu morava, eu morava próximo do Jaguaré e tive que trabalhar em São Mateus, tive que sair da zona oeste de São Paulo pra passar a viver no extremo leste...

E como seria trabalhoso pra mim, durante o período escolar tinha que morar na casa deles mesmo...

De início até achei o serviço legalzinho e ainda dava pra faturar uma grana, pessoal da fábrica era muito legal, só que várias vezes por semana eles se juntavam pra beber e, liderados pelo meu tio, bebiam até altas horas, de vez em quando eu voltava da escola e ele ainda não havia chegado, depois, quando chegava, geralmente o casal ia dar uma trepadinha e eu sempre ouvia, aquilo mexia bastante comigo e minha tia era uma mulher bem interessante, magrinha, baixinha, bundudinha e com um rosto bem bonito e acabou virando minha inspiração pra minhas punhetas, só conseguia descarregar meu tesão com as trepadas semanais furrecas que dava com uma namoradinha que tinha perto da minha casa no Jaguaré!!!!

Numa época de férias escolares, deixei o pessoal tomando as cachaças habituais e fui pra casa.

Tomei meu banho, coloquei meu short e fui assistir TV junto com minha tia...

Aquele dia a tia tava muito gostosa, já não conseguia disfarçar minha cara de tarado quando a via, ela tava com uma camiseta branca, sem sutiã, shortinho branco apertadinho, com uma marca de tanguinha bem minúscula... E estava particularmente interrogativa naquele dia, queria saber se eu tinha arrumado uma namorada por ali, como eu fazia pra “me virar”, etc.

Respondi monossilabicamente e timidamente de cabeça baixa a todas as perguntas, eu era um cara bastante tímido mesmo e a possibilidade de trair minha namoradinha do Jaguaré era quase improvável...

Quando ela me disse:

– Mas que menino bobinho... Fidelidade é besteira.

Tomei um susto, levantei os olhos e tomei outro susto...

Ela estava sentava no sofá, com as pernas dobradas e com os braços em volta das pernas... A bucetinha ficava dividindo o short em dois...

Aquela visão mais me excitou que assustou e, ainda não acreditando, disse:

– O tio não ia gostar de ouvir isso sobre fidelidade não...

Ela retrucou:

– Você acha que é fácil aguentar aquele bafo de onça todo dia? Sinto que tô perdendo tempo.... Você não me acha bonita?

De imediato respondi:

– Claro que acho...

Nisso ela trouxe o sofá mais pra perto de mim, ficou quase à minha frente tampando a visão da TV e sentou-se na mesma posição que estava.... E continuou com suas perguntas... Nem lembro direito o que ela falava, não enxergava mais nada que não fosse aquela rachinha na minha casa...

Não resisti e dirigi minha mão pro meio das pernas dela, ela não titubeou e me beijou a boca, agarrou meu pau, massageava, mordia meus lábios e ia tirando meu short devagarinho...

Me refiz do susto em que me encontrava e passei a boliná-la também, tirei-lhe a camiseta e mamei naqueles peitinhos, dei mordidas na barriguinha, arranquei o short, que teimava em descer junto com a tanguinha, mas consegui tirar somente o shortinho, afastei-a um pouco, peguei-a pela mão, a fiz girar devagarinho e a vi só com aquela tanguinha branca minúscula, o que só fazia realçar toda aquela gostosura...

Comecei a lambê-la todinha, dos peitos até a virilha, cheirei a bucetinha por cima da tanguinha, virei-a de costas e lambi toda aquela bundinha linda, afastei a calcinha de lado e babei toda a bunda da mulher, dei várias linguadas na buceta e quando me preparava pra enfiar o pau naquela bucetinha ela me pediu pra esperar...

Deitou-me de costas na cama e começou a me lamber boca, os lábios, parou bastante no meu peito, lambia e mordiscava cada um dos meus bicos, e desceu até o pau....

Que boquete!!!! A mulher engolia o pau quase inteiro, lambias as bolas, colocava-as na boca e ficava me punhetando...

Já não tava quase aguentando mais, quando pedi para penetrá-la...

Ela deitou-se, eu encaixei meu pau na entrada da buceta e empurrei devagar e comecei a entrar e sair, tentei enfiar-lhe um dedo no cuzinho, mas ela não deixou, aquilo seria algo completamente novo pra mim, nunca tivera esses desejos com minha namoradinha, sussurrei-lhe no ouvindo pedindo pra deixar, mas não adiantou, então comecei a estocar com mais força e, não sei se por causa das punhetas, fiquei naquilo um tempão, mudamos de posição mais duas vezes, quando ela ficou de costas pra mim e depois de quatro, que foi quando consegui gozar....

Conversamos bastante depois e ela me disse que já havia notado meus olhares e disse que ficava o tempo todo me seduzindo e que tinha bastante dúvidas se conseguiria trair o marido comigo, mas que conseguiu e que gostara...

A noite, depois da chegada do meu tio, eu já ouvia seu ronco do meu quarto, quando a porta abriu e minha tiazinha gostosa apareceu só de tanguinha, dessa vez azul clarinha, deitou-se ao meu lado, nos tratamos como namorados, dessa vez fui bem mais lento e enfie a língua no seu cuzinho, ela só gemia...

Quando fomos trepar, depois de muito dizer que não a machucaria, finalmente conseguir enfiar na bucetinha dela com o dedo todo enfiado no cuzinho, quando, ela de quatro, eu tentei trocar de buraco, ela não deixou, me fiz de ofendido e, apesar de todo o tesão que a situação me dava, não recoloquei o pau em lugar nenhum e disse pra ela que eu era bem experiente em anal (Mentira!!! Nunca houvera feito!!!!!), que não a machucaria, que só achava que uma relação era completa se tivesse anal, mas mesmo assim ela não deixou...

Na sexta feira, eu iria, no dia seguinte, à minha casa e iria ver minha namorada, naquele dia a porta do quartinho se abriu de novo, refizemos quase todo o nosso ritual de trepadas, só que, dessa vez quando ela ficou de quatro, ela me entregou uma embalagem de óleo de bebê, direcionou meu pau pro cuzinho e só disse um:

– Vai devagar.. Se me machucar, tira...

Comecei a enfiar a língua naquele cuzinho, lambuzei meu pau com aquele óleo, encostei o pau na entrada, mas ela reclamou que doía...

Então mudou de posição, pôs um travesseiro embaixo da barriga, arrebitou bem a bundinha me convidando pra penetração, lambuzei o pau de novo e encostei na entradinha, meu pau estava duro como nunca, dei um empurrão e a cabeça entrou, fiz questão de dar uma olhadinha e empurrei mais, ela gemeu alguma coisa, perguntei se podia continuar e ela autorizou, então empurrei o resto, olhei de novo e tava com o pau inteiramente dentro do cu dela, só aquilo já me deu um tesão desgraçado.

Então comecei as enfiadinhas e tiradinhas curtas, depois mais profundas, até começar a bater com força a virilha na bunda dela, meu pau doía um pouco, mas o cu já tava mais receptivo, fiquei alternando esses movimentos uns vinte minutos, às vezes rápido, às vezes devagar, às vezes tirava quase tudo, às vezes enfiava tudo, até que não me aguentei e quase gritando, e correndo o risco de acordar meu tio, gozei tudo o que podia dentro daquele cu....

Isso não me saí da memória nunca mais, o ar de felicidade que a mulher, completamente suada, mostrava me deixou maravilhado...

Naquela madrugada mesmo, nem sei quantas vezes ainda comi o cu dela, só lembro que gozei mais uma vez no fundinho dele...

Algum tempo depois fiz anal com minha namorada, mas não conseguia deixar de pensar na minha tia, com quem eu fiz muito mais gostoso e muitas outras vezes mais.

Acho que acabei dando bandeira, pois sempre que terminava o expediente, eu já não ficava um minuto a mais sequer com o pessoal da fábrica e ia sempre, pelo menos, namorar com minha amada tia, como consequência disso, penso, meu tio uma vez chegou em casa mais cedo e me pegou encoxando a mulher dele, a reação dele foi reclamar, só que a mulher o levou para conversar reservadamente e, não sei o que ela fez, que meu tio não reclamou tanto mais, só me mandou de volta pra casa...

Não via mais a minha tia com frequência e só consegui repetir as trepadas com ela só mais uma vez, na minha casa mesmo, uma vez que eles vieram nos visitar e meu tio caiu bêbado...

contato : [email protected]


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/03/2009 22:43:34
esse conto parece ser real
Marcos
04/05/2005 18:52:23
cara a minha foi mais o menos assim mais so que ela engravidou e eu me ferrei
corvo
09/04/2005 10:36:55
oh duim os contos tudo é seu vai cassa O CHODÓ DA SUA MÃE
corva
09/04/2005 10:36:00
oh duim os contos tudo é seu vai cassa O CHODÓ DA SUA MÃE
Duim
04/04/2005 22:01:07
Esse conto é meu...

Online porn video at mobile phone


XVídeos a comadre de vestido bem curtinho com a boca fica do lado de fora no ônibussexoirmá vai dormir con seu irmaovideo promo as novinhas chupado em fila compreta de negraovideo cooelho mamano no homemm zoofiliacomendo minha cunhada gostosa xvidios10mlher batendo poeta para mim èmulher gostosagostosa se masturbando com pinto de borracha solta p**** falsacontoesposaprostitutaxvideos essa mulher fezes 32 homens de trouxalesbicas picando rebolando gozando chupandos colososrenningcontos.wordpress.comlargandoo cu com um pepino grosso pornodoidocontos eiroticos leilapornassistir vídeo A Escrava tem a bunda toda cortada com chicotevideos de cornos que aguarda ansioso sua esposa voltar pra casa escorrendo porra de outro toda melada na bucetasexobrasileirocavalodançarino de funk transando de frango assadomasturbados na camxvideo caseiroinha ir gozandomorena.brasileira.dando.cu.e.dizendo.putari.mecoma.me.rasgueConto enteada com frio foi esquentar padrastro de camisolavideo porno botei meu pau ate as bolas na boca da tiaPorno gratis xvideos marido rebita a bundaconto como virei travestiXvideos. Esposinha de vestidinho piscando a xerecaadoro ser enrabada conto eroticovideo porno com MalumandeContos eroticos no sitio mas meu cunhado safadovideo levei dois mendigos pra fude minha mullhe ela so quis um roludomeninascheia de tesao brincando com o cabacinhocontos eiroticos leilapornPorno gratis xvideos titio meteu cu celado no sobrinho gaypulheta cueca apertadacontos eroticos escrava da minha amiga Janete conto erótico enrabada dentro do ônibus quando eu viajavaConto erotico- sogra so de calcinhacontos eroticos gay-tal genro,tal sogroestupro esposa contos eroticosminha irma fou raspa aproveitei pornxvideos.com duas amiga comeca se acaricar depois as duas tao com tesao e cair nas xupadas gostosasporno vai casa com porra de.outrojoponezinha dormindo e entra um cara e comi elaXxvidii ela vai toma ni cueu e minha amiga fomos iniciada na zoofiliacavalonascontosMachos marumbados sexo gaynovinha fodi a pirolaxisvido tia sobria dorminocontoerotico eu namorada mae e tiocomendo o cuzinho impinado da conhadaconto gay virei a puta de varios machos na saunaporn bumbum peito enpinadinhos de mae filhaContos erotico nora novinha ouvindo a sogra chorando no picaovídeo pornô pegando a mulher à força ela pega a sacolinha e joga na cabeça dele comendo a força do curtirContos.Ingravidei.minha.irmanirmao batendo punheta par irma e ela fica doindinha par rola dele grande e grossa e duracontos erotico eu e minha mae fodida por um roludomtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1biombo banheiro xupa casada videoxxvideoso pau maior do mundo rasgado bucetasincesto pai bota filha no colo e ficar bolinando elao DIU forçando a sobrinha chupar o pau delecoroa q sabi dexa dozelo de pau duroContos bi casais bi.epiei roludo mijandocontos eroticos gays bombeiro sarado hetero me fudeu sem dominha esposa adora tomar minnha porra quentinhaporno negao fas muleca grintapontoerotycocontos eróticos de homens que gostam que suas esposas transem com outroseu quero ver mulher excitada sela de cavalo de p*******Eu quero pornô com tio t***** comendo a novinha apertadinha do patinho doidocontos eroticos gay os adultos me dizia filhinho vai chupa é o pirulitaomulher levanta a calcinha e molha a buceta de cerveja para o homem chupajaponesinha novinha colegial não resiste as investidas do irmão e transa com elenegau arombe busetinnha de virgexvideoscomedo atia.comvidos pra abaca irmao e irma trazado gozado bactante dento da bucetaconto novinha perdeu o cabaco para casetudo que em fiou de uma vezSou mulher casada meu compadre me fodeucontos metendo com estrutora de auto escola casadaapaxonado pelo primo brutamontes 3 contos gaymenino dodoca arobando novinhasXvideos as panteras ligou pro marido pra falar q ia dar pra outrocontos eróticos amadores traiçãona cama o lençol manchado revela o fato consumado fizemos um amor gostoso transando sexo faladogrisanho centa na rrola gaygrelao entrando contosconto erotico gay vaquejada capmulheress de pikonesconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretotravesti bem novinha comendo o cuzim virgem do novim xvideosminha cunhada casada muito linda e gostosa com uma bucetinha cabelinho baixinho contos swing dei a minha calcinha para o meu genroContos eroticos gay chule do meu cunhadoxxvideos às Panteras de 18 anos pidinos pra botar no cucontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornos